InícioBRASILO que fazer em Aracaju, Sergipe: roteiro com 16 melhores passeios e...

O que fazer em Aracaju, Sergipe: roteiro com 16 melhores passeios e atrações

O que fazer em Aracaju? Se esta é a sua dúvida, saiba que a capital do menor estado brasileiro, Sergipe, tem praias, museus, boa gastronomia, mercados de artesanato, e é base para dois dos passeios mais incríveis do Nordeste Brasileiro: os Cânions do Xingó, e a Foz do Rio São Francisco.

Aracaju pode ser menos badalada que as vizinhas Salvador e Maceió, mas vai te surpreender pela organização e facilidade de se visitar.

Preparamos esse guia com roteiro em Aracaju, dicas do que fazer, onde se hospedar e onde comer na cidade.

Preparados?

Confira até o fim para descobrir o que Aracaju tem de melhor.

praia de atalaia aracaju
Praia de Atalaia, a principal praia urbana de Aracaju, fica a 5km do aeroporto
canions do xingo passeio de aracaju
Cânions do Xingó, um dos passeios mais bonitos para fazer em Aracaju

Roteiro de 6 dias em Aracaju

Dia 1: Centro Histórico e Museu da Gente Sergipana + praia de Atalaia

Dia 2: passeio Crôa do Goré + beach club na praia do Mosqueiro

Dia 3: passeio para os Cânions do Xingó

Dia 4: passeio na Foz do Rio São Francisco

Dia 5: passeio para praia do Saco + fim de tarde na Orla do Pôr do Sol

Dia 6: passeio cidades históricas – São Cristóvão e/ou Laranjeiras

Esse roteiro em Aracaju foi feito para quem pretende se hospedar na capital e fazer passeios bate-volta na região.

Entretanto, é muito melhor dividir a hospedagem com outras regiões para visitar algumas atrações com mais calma.

Isto porque os passeios dos dias 3 e 4 são mais longos e cansativos, com muito tempo de deslocamento. Só recomento o bate-volta para quem está com os “dias contados” em Aracaju.

Nós preferimos alugar um carro e ir por conta própria, pernoitando em Piranhas para o passeio nos cânions, e em Penedo para o passeio na foz.

Nesse caso, vale a pena usar o buscador Rentcars para comparar preços de diversas locadoras disponíveis e encontrar a melhor opção para você.

Veja nosso roteiro de 10 dias no Sergipe:

Dia 1: saída cedo para Piranhas, com parada em Laranjeiras

Dia 2: passeio nos cânions do Xingó + atrações em Piranhas

Dia 3: passeio Rota do Cangaço + atrações em Piranhas

Dia 4: ida para Penedo + atrações em Penedo

Dia 5: passeio na Foz do Rio São Francisco

Dia 6: ida para Aracaju, com parada em São Cristóvão

Dia 7: passeio Crôa do Goré

Dia 8: passeio praia do Saco

Dia 9: praia de Atalaia + praia do Mosqueiro

Dia 10: centro histórico de Aracaju + retorno

>> Nesse roteiro acima, dormimos em Piranhas do dia 1 a 4, em Penedo do dia 4 a 6, e em Aracaju do dia 6 a 10.

>> Voltar ao índice.

aracaju
Largo da Gente Sergipana, que homenageia as manifestações folclóricas regionais

Turismo em Aracaju, Sergipe

Antes de programar sua viagem à turismo em Aracaju, tenha em mente que a capital é muito fácil de ser visitada. Com 2 dias é possível conhecer as três principais praias urbanas de Aracaju e as melhores atrações do Centro Histórico.

Entretanto, existem muitas possibilidades de passeios na região. Alguns mais próximos, como a Crôa do Goré e as cidades históricas de Laranjeiras e São Cristóvão.

E outros mais distantes, como a praia do Saco, a Foz do Rio São Francisco e os Cânions do Xingó.

Aracaju foi planejada, portanto, é uma cidade muito organizada, com trânsito tranquilo e boa infraestrutura turística.

Outra vantagem é que Aeroporto Internacional de Aracaju – Santa Maria (AJU) fica a menos de 5km da Praia de Atalaia, que é o melhor ponto para se hospedar em Aracaju.

O turismo na capital é bem eclético e reúne praias, cultura, gastronomia e passeios para alguns pontos belíssimos do Nordeste Brasileiro. Continue lendo para conhecer!

>> Voltar ao índice.

O que fazer em Aracaju: 16 melhores passeios e atrações

  1. Praia de Atalaia
  2. Passarela do Caranguejo
  3. Praia de Mosqueiro
  4. Praia de Aruana
  5. Cânions do Xingó
  6. Foz do Rio São Francisco (Piaçabuçu)
  7. Crôa do Goré
  8. Praia do Saco (Estância)
  9. Museu da Gente Sergipana
  10. Mercado Municipal de Aracaju (Antônio Franco)
  11. Museu do Artesanato de Sergipe
  12. Catedral Metropolitana de Aracaju
  13. Palácio Museu Olímpio Campos
  14. Colina de Santo Antônio (Marco Zero)
  15. Laranjeiras (cidade histórica)
  16. São Cristóvão (cidade histórica)

>> Voltar ao índice.


>> Busque por passagem aérea em oferta no Skyscanner <<


Onde ficar em Aracaju: melhores regiões para se hospedar e dicas de hotéis

Sem dúvidas, o melhor ponto para se hospedar em Aracaju é na praia de Atalaia.

A praia está a menos de 5km do aeroporto e é nela que estão muitas opções de hotéis, serviços, bares e restaurantes.

A orla de Atalaia é bem movimentada à noite e tem opções para todos os gostos e bolsos.

Se possível, escolha um hotel perto da Passarela do Caranguejo, que reúne as melhores opções de bares e restaurantes para conhecer à noite em Aracaju.

Outra região procurada para se hospedar é a praia de Aruana. O número de hotéis é menor, mas quanto à localização, considero boa, fácil de se locomover para os passeios e atrações na cidade.

Entretanto, essa praia perde no quesito movimentação noturna. A praia do Atalaia é muito mais movimentada e cheia de possiblidades de bares e restaurantes.

>> Voltar ao índice.

Hotéis na Praia de Atalaia

Confira a Pousada Raio de Sol, que está bem de frente para a praia e conta com café da manhã, piscina e vista para o mar.

Outra opção no mesmo estilo é o Jatobá Praia Hotel, que ainda conta com restaurante e bar. O centro de bem-estar do hotel dispõe de piscina semiolímpica ao ar livre e academia.

Se você procura um 5 estrelas, confira o VIDAM Hotel Aracaju, que está perto do mar e conta com piscina, spa e restaurante. Ele está a menos de 10 minutos de carro da Passarela do Caranguejo.

Se você busca uma opção simples, mas com ótima avaliação, confira a Pousada Casa da Vó que fica perto da praia e do lado da Feira do Turista, a 3,4km da Passarela do Caranguejo.

Hotéis na Praia de Aruana

O Aruanã Eco Praia Hotel é um 4 estrelas com piscina, academia, spa e bar localizado, a 5km da Passarela do Caranguejo.

A Pousada Acalanto também é uma opção bem perto da praia de Aruana, com piscina e boa avaliação.

Confira mais ofertas de hospedagem em Aracaju aqui.

>> Voltar ao índice.

aracaju praia de atalaia
Orla de Atalaia, melhor ponto para se hospedar em Aracaju

PONTOS TURÍSTICOS E PASSEIOS EM ARACAJU: PREÇOS, COMO RESERVAR, COMO FUNCIONAM E DICAS

Praia de Atalaia

A praia de Atalaia é a mais conhecida de Aracaju. Com 6km de extensão e uma orla muito agradável, a praia é um dos pontos mais frequentados da cidade.

A distância do calçadão até o mar é grande, mas a praia de Atalaia conta com aluguel de cadeiras e guarda-sol (R$ 15 – jun/2022) e algumas barracas.

Na orla tem ciclovia, pista de skate, o Monumento Arcos do Atalaia, e o Monumento dos Formadores da Nacionalidade, com estátuas que homenageiam pessoas importantes para a história do país, como Zumbi dos Palmares, Tiradentes, Princesa Isabel, entre outros.

Outro ponto interessante e a Feira do Turista, local ideal para comprar lembrancinhas de Aracaju.

>> Voltar ao índice.

praia de atalaia aracaju
Praia de Atalaia tem faixa de areia larga

Passarela do Caranguejo

Em um trecho da praia do Atalaia está a Passarela do Caranguejo, que reúne diversos bares e restaurantes, muitos com música ao vivo. Além, claro, da escultura de caranguejo que atrai o público para fotos.

>> Voltar ao índice.

aracaju
Passarela do Caranguejo reúne bares e restaurantes na Praia do Atalaia

Praia de Mosqueiro

A praia do Mosqueiro entra na nossa lista de melhores praias de Aracaju por causa dos seus beach clubs. Alguns muito requisitados são Parati, Moqueca Alagoana, e o Duna Beach Club, nosso preferido.

O Duna tem um dos melhores atendimentos que já vimos, muito rápido mesmo. Os preços são justos e a comida é muito boa. Sem contar que tem um visual bonito pra galera que adora tirar fotos.

>> Voltar ao índice.

duna beach club aracaju
Praia do Mosqueiro é cheia de beach clubes

Praia de Aruana

Por estar ao lado da praia de Atalaia, a Aruana pode ser visitada com uma caminhada de cerca de 40 minutos (partindo próximo da Passarela do Caranguejo).

Tem algumas barracas com guarda-sol na areia, e não cobram consumação mínima.

>> Voltar ao índice.

aracaju
Praia de Aruana, em Aracaju

Cânions do Xingó

Os Cânions do Xingó estão entre os maiores cartões-postais do Nordeste e do Brasil. Quem acompanha nosso Instagram @blogvidasemparedes sabe que a gente já visitou a nascente do Rio São Francisco, na Serra da Canastra.

E a gente não via a hora de visitar os Cânions do Rio São Francisco, mais precisamente, o Monumento Natural do Rio São Francisco.

O passeio de barco percorre paredões enormes, passando por algumas formações interessantes, e vai até uma plataforma de apoio, com espaço seguro para nadar no rio.

Como opção, o passeio pode esticar até a Grota do Talhado, um trecho mais estreito dos cânions, que já virou cartão-postal do rolê (R$ 20 por pessoa – jun/2022, em dinheiro e direto com os canoeiros).

Tour de bicicleta por São Paulo

A parada para banho é de 1 hora, e a parada para almoço é maior. No total, o passeio dura de 4 a 5 horas.

Como fazer o passeio?

A região dos cânions está a cerca de 330km de Aracaju, e as agências locais oferecem excursão de 1 dia para lá.

Também é possível contratar antecipadamente o passeio para os Cânions do Xingó, com transfer, guia e ingresso da embarcação.

Quem decide se hospedar em Canindé de São Francisco (lado sergipano) ou Piranhas (lado alagoano) como nós fizemos, pode fazer o passeio de catamarã (R$ 110 a R$ 135 – jun/2022) ou de lancha (R$ 165).

Contato lancha: 82 98222-1220

>> Voltar ao índice.

canions do xingo piranhas
Cânions do Xingó
grota do talhado
Grota do Talhado nos Cânions

Foz do Rio São Francisco (Piaçabuçu)

Depois de percorrer mais de 2800 quilômetros, o Velho Chico encontra o mar na Foz do Rio São Francisco, localizada na divisa dos estados de Sergipe e Alagoas.

Os passeios de barco saem de uma cidadezinha chamada Piaçabuçu (lado alagoano), e vão até o encontro do rio com o mar.

Nós fizemos o passeio Rota Dourada Plus, que ainda inclui uma parte de superbuggy, passando pelas dunas douradas de Piaçabuçu (R$ 153 por pessoa – jun/2022).

Como fazer o passeio?

Agências de Aracaju oferecem o passeio, como Nozes Tur, Toptur, Farol Tur, entre outras.

Mas também é possível reservar com antecedência na Civitatis, uma das maiores plataformas de passeios e ingressos pelo mundo. Você encontra o tour na Foz do São Francisco aqui, com transporte ida e volta do hotel, guia, barco até a foz e almoço incluso.

Se preferir se hospedar na região (já que são 115km de distância de Aracaju), nossa dica é Penedo, cidade histórica de Alagoas localizada a 28km de Piaçabuçu.

Nesse caso, anote o contato da agência Farol da Foz Ecoturismo, que tem uma estrutura excelente: (82) 99121 – 7543 | @faroldafoz

>> veja mais fotos e dicas do nosso passeio na Foz do São Francisco

>> Voltar ao índice.

foz do rio sao francisco alagoas
Passeio de barco da Foz do Rio São Francisco

Crôa do Goré

Este é um doa passeios mais procurados em Aracaju. O banco de areia conhecido como Crôa do Goré fica no rio Vaza-Barris, a menos de 30 minutos de navegação a partir da Orla do Pôr do Sol.

A orla, localizada na Av. Dr. José Emídio do Nascimento, conta com alguns bares e restaurantes, além de quiosques de agências e barqueiros que vendem o passeio para a Crôa.

A crôa tem piscinas agradáveis na maré baixa, bar flutuante, aluguel de caiaques e SUP.

O tour dura cerca de 5 horas e pode ser feito com diferentes embarcações, conjugando com outras atrações, como a Ilha dos Namorados.

Como fazer o passeio?

Custa R$ 100 em média só o catamarã (jun/2022) e R$ 80 só a lancha. Mas ambas opções podem ser reservadas antecipadamente incluindo o transfer de ida e volta do hotel, respectivamente aqui neste link no site Civitatis ou aqui neste link na Civitatis.

>> veja nosso post completo sobre a Crôa do Goré

>> Voltar ao índice.

croa do gore aracaju
Crôa do Goré, um dos principais pontos turísticos de Aracaju

Praia do Saco (Estância)

A praia do Saco já foi considerada uma das mais bonitas do Sergipe. Mas depois de uma tragédia em que o mar avançou, foi preciso colocar uma contenção de pedras na praia, o que tirou um pouco da sua beleza.

Mas a partir da praia é possível fazer passeios de buggy para a Ponta do Saco, ou passeio de barco para a Ilha da Sogra.

Outro lugar legal para fazer passeio de barco a partir dessa praia é para Mangue Seco, vilarejo conhecido na Bahia por causa da novela Tieta.

Como fazer o passeio?

As agências locais vendem o passeio para a praia do Saco, mas também é possível ir por conta própria de carro ou combinando com um táxi.

A Civitatis vende aqui o passeio incluindo guia e transporte ida e volta por R$ 70 (jun/2022), com duração de 10 horas e parada na Lagoa dos Tambaquis.

>> veja nosso post completo sobre a Praia do Saco

>> Voltar ao índice.

praia do saco se
Praia do Saco

Museu da Gente Sergipana

O Museu da Gente Sergipana tem um acervo multimídia interativo sobre o patrimônio cultural material e imaterial do estado de Sergipe.

São diversos espaços de exposição, que apresentam “Nossos Cabras”, “Nossos Pratos”, “Nossas Praças”, “Nossas Festas”, entre outros aspectos, além de exposições temporárias.

E o museu fica em frente ao Largo da Gente Sergipana, que tem uma instalação artística na margem do Rio Sergipe, com 9 esculturas gigantes que homenageiam manifestações culturais locais: Lambe Sujo, Taieira, Barco de Fogo, São Gonçalo, Reisado, Bacamarteiro, Cacumbi, Chegança e Parafuso.

A atração conta com loja e estacionamento. Tudo pode ser visitado em aproximadamente 1 hora.

>> veja também esse tour guiado com transporte incluso, que visita o museu e os mercados de Aracaju (veja abaixo).

  • Endereço: Av. Ivo do Prado, 398 – Centro
  • Funcionamento: terça a sábado, das 10h às 15h
  • Ingresso: gratuito (reserve no site oficial)

>> Voltar ao índice.

museu da gente sergipana aracaju
Museu da Gente Sergipana fica no centro histórico de Aracaju e tem entrada gratuita

Mercado Municipal de Aracaju (Antônio Franco)

Local ideal para comprar artesanato e produtos locais, como bordados, redes, rendas e objetos de palha. A Passarela das Flores faz a ligação com o Mercado Thales Ferraz, que também comercializa os mesmos itens.

Já o Mercado Governador Albano Franco vende frutas regionais e produtos alimentícios. Visitar o primeiro já vale a pena, principalmente se você gosta de comprar castanhas: encontramos com preços muito atrativos lá!

  • Endereço: Rua José do Prado Franco, sem número – Centro
  • Funcionamento: segunda a sábado, das 8h às 17h; e domingos das 8h às 11h30

>> Voltar ao índice.

aracaju sergipe
Mercado Antônio Franco, no centro histórico, é bom lugar para comprar artesanato e lembrancinhas

Museu do Artesanato de Sergipe

Instalado em um antigo solar ao lado da Catedral, o local expõe trabalhos de vários pontos do Estado. É outro ponto turístico de Aracaju para comprar artesanato e produtos locais.

Tem lanchonetes, música ao vivo e diversos boxes, incluindo o do Beto Pezão, um dos mais importantes artistas do Sergipe.

  • Endereço: Praça Olímpio Campos, 769 – Centro
  • Funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 12h30 e das 13h às 17h30; sábados e domingos, das 9h às 13h30

>> Voltar ao índice.

Catedral Metropolitana de Aracaju

Atualmente em estilo neogótico (nem sempre foi assim), a Catedral de Aracaju chama atenção no centro histórico da cidade.

No interior, destacam-se as obras do renomado artista sergipano Horácio Hora.

  • Endereço: Praça Olímpio Campos, sem número, no Parque Teófilo Dantas – Centro

>> Voltar ao índice.

Palácio Museu Olímpio Campos

Bem pertinho da Catedral, esse museu esteve fechado para visitação, mas já está reaberto ao público.

Em estilo eclético com influência neoclássica, o prédio de meados do século 19 abriga exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros.

  • Endereço: Praça Fausto Cardoso, sem número – Centro
  • Funcionamento: terça a sexta, das 10h às 17h, sábados, das 9h às 13h

>> Voltar ao índice.

Colina de Santo Antônio (Marco Zero)

Esse ponto turístico do centro histórico de Aracaju oferece uma vista panorâmica da cidade. Dica: observe o Rio Sergipe desembocando no mar.

Se estiver de carro e com tempo extra, vale a pena separar 10 minutinhos para ir lá conferir o cenário.

>> Voltar ao índice.

aracaju se
Vista da Colina de Santo Antônio

Laranjeiras (cidade histórica)

Localizada a pouco mais de 20km de Aracaju, Laranjeiras é uma das cidades históricas do Sergipe. Conhecida por seus casarões e igrejas antigas, nos encantou pelo acolhimento e por sua história.

Lá, soubemos de sua importância, nos tempos em que foi um dos berços de lutas em defesa da República e pela Abolição da Escravatura.

Se for por conta própria, dedique ao menos 2 horas para visitar alguns pontos: a Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, o Museu Afro-Brasileiro, o Museu de Arte Sacra, o Mercado Municipal e a Igreja Bom Jesus dos Navegantes, de onde temos vista linda da cidade.

>> Voltar ao índice.

laranjeiras se
Laranjeiras, uma das cidades históricas de Sergipe

São Cristóvão (cidade histórica)

São Cristóvão é a primeira cidade sergipana e a quarta cidade mais antiga do Brasil. Localizada a cerca de 30km de Aracaju, é conhecida pelos monumentos históricos, incluindo a Praça de São Francisco, Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 2010.

Dedique a o menos 3 horas para visitar a praça São Francisco, a Igreja e o convento de mesmo nome, o Museu Histórico do Sergipe, a Casa do Folclore, o conjunto do Carmo, o Cristo mais antigo do país (na entrada da cidade), além de comer na Casa da Queijada, tomar um café no Vila Barroca, e comer bricelets (um biscoito local).

As agências de Aracaju oferecem o passeio até a cidade, mas também é possível contratar esse tour com guia e transporte até São Cristóvão antecipadamente na Civitatis.

>> Voltar ao índice.

sao cristovao se
Praça São Francisco, Patrimônio da Unesco

O QUE FAZER EM ARACAJU À NOITE E ONDE COMER

Sem dúvida, a Orla do Atalaia é o melhor ponto para circular à noite em Aracaju, principalmente o trecho da Passarela do Caranguejo.

O movimento começa cedo, a partir das 17h, e não termina muito tarde – por volta das 2h da manhã muitos bares já estão fechados.

Tem opções para todos os gostos e bolsos. É o lugar perfeito para experimentar caranguejo, estrela da culinária local, mas comida boa é o que não falta. A gente sempre experimenta pratos com camarão e os escondidinhos.

Muitas casas têm música ao vivo, mas tem um lugar que sempre aparece no topo da lista: Casa de Forró Cariri, que é referência no Nordeste. O local é muito grande, tem decoração temática e um forró de primeira.

>> Voltar ao índice.

Onde comer

Para comer bem e a preços convidativos, vá ao Terra Tupi, indicado por um amigo que mora em Aracaju. E ele estava certíssimo: adoramos a dica!

Para saborear pratos criativos e requintados inspirados na gastronomia sergipana, vá ao Seu Sergipe, da chef Seichele Barboza, que participou da 1ª edição do Mestre do Sabor. O ambiente é intimista e a comida é deliciosa.

Outros dois lugares imperdíveis em Aracaju, mas para ir de dia, são o Tototó, que fica no Espaço Zé Peixe, de frente para o rio; e O Calumbi, que é enorme e bem local, perfeito para comer moqueca de camarão com pirão, extremamente bem-servida, gostosa e barata.

>> Voltar ao índice.

aracaju o que comer
Moqueca de camarão com pirão, do Restaurante Calumbi

Como ir para Aracaju

De avião

O Aeroporto Internacional de Aracaju – Santa Maria (AJU) recebe voos diários das principais cidades do país. Ele fica a menos de 5km da Praia do Atalaia.

Aproveite para conferir ofertas de passagem aérea para lá nos sites Skyscanner e Passagens Promo.

Como sair do aeroporto

De ônibus

Aracaju tem dois terminais rodoviários: o Luiz Garcia (Rodoviária Velha) e o Governador José Rollemberg Leite (Rodoviária Nova). As principais empresas de ônibus que levam até Aracaju são:

>> Voltar ao índice.

Quando ir

A melhor época para visitar Aracaju é entre outubro e fevereiro, período mais seco, quando os dias ficam mais ensolarados.

A época mais chuvosa vai de abril e agosto, e nos meses de dezembro e janeiro é alta temporada, com preços mais elevados e tudo mais cheio.

Faz calor no Sergipe o ano inteiro, e uma chuvinha leve não costuma atrapalhar. Ou seja, se precisar ir no período mais chuvoso, não significa não aproveitar a viagem.

Atente-se para os eventos locais, como Forró Caju, que acontece no mês de junho; e o Précaju, carnaval antecipado da capital. Nesses períodos, reserve sua hospedagem e passeios com bastante antecedência.

Outro evento que ouvimos muito falar no interior é o Lambe Sujo, manifestação folclórica que acontece em outubro.

>> Voltar ao índice.

Para conciliar:

>> Voltar ao índice.

Viu como Aracaju tem inúmeras possibilidades? Se ficou alguma dúvida da capital do Sergipe, é só deixar um comentário.

por Camila Coubelle



Vida sem Paredes
Vida sem Paredeshttps://vidasemparedes.com.br/
Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.