Guia completo para visitar Monte Verde, no Sul de Minas

Atualizado em

Monte Verde é o destino queridinho no Sul de Minas, perfeito para quem quer vivenciar aquele clima frio de montanha, curtir uma lareira e um bom vinho. A cidadezinha com ar de interior e estilo europeu fica na Serra da Mantiqueira e é cercada de araucárias e pinheiros. Um cenário perfeito para aproveitar a excelente gastronomia local, onde as especialidades são chocolates e fondues.

Monte Verde ainda tem opções para quem busca contato com a natureza ou curte turismo de aventura. As agências locais oferecem passeios de quadriciclo e a cidade conta com algumas trilhas de diferentes níveis de dificuldade.

Quer saber o que fazer em Monte Verde? Então confira esse roteiro com dicas, onde se hospedar, como chegar, onde comer, melhor época para visitar e tudo que você precisa saber para se encantar com a essa deliciosa cidade. Vamos nessa?!

Como chegar em Monte Verde

Monte Verde é distrito de Camanducaia, cidade às margens da Rodovia Fernão Dias e próxima da divisa com São Paulo. O Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, está a cerca de 160 quilômetros, o Aeroporto de Congonhas, a 173, e o de Viracopos, em Campinas, está a 180 quilômetros de distância.

Para chegar de carro a partir de São Paulo, o acesso é pela Via Dutra e em seguida, pela Fernão Dias até Camanducaia. Há indicação da saída para a cidade, e, ao entrar, basta seguir as placas que sinalizam o acesso para Monte Verde, que fica a 30 quilômetros, em estrada asfaltada. A partir de Campinas, siga pela Rodovia SP-065, sentido Jacareí, e em seguida, pegue a saída para Rodovia Fernão Dias.

Quem vem do Rio de Janeiro usa a Via Dutra até Jacareí, saída para SP-065 até Atibaia, e Fernão Dias, percorrendo ao todo cerca de 560 quilômetros.

Se vier a partir de Belo Horizonte, o acesso é pela Fernão Dias, percorrendo cerca de 488 quilômetros.

Se precisar alugar um carro para visitar Monte Verde, a gente recomenda que você utilize esse buscador que compara preços de diversas locadoras, facilitando a busca pela melhor opção. Ele permite pagamento parcelado e sempre tem promoções.

Mas saiba que é tranquilo visitar Monte Verde sem carro, pois a cidade é pequena, e ainda tem passeios oferecidos por agências, se for o caso. O carro será indispensável apenas se quiser mais conforto para viajar para lá.

Para chegar de ônibus use a viação Cambuí a partir de São Paulo, e viação Cometa ou Gontijo a partir de Belo Horizonte, todas com destino a Camanducaia. Quem vem do Rio de ônibus precisa fazer baldeação em Pouso Alegre, com a viação Bel-Tour, onde há vários horários de ônibus para Camanducaia.

– Ônibus de Camanducaia para Monte Verde:

Segunda a sábado às 06h30, 11h30, 15h e 19h; e 08h, 12h40 e 17h30 diariamente.

– Ônibus de Monte Verde para Camanducaia:

Segunda a Sábado às 05h45, 08h, 11h50 e 17h05; e 10h45, 15h e 19h diariamente.

Confirme os horários pelo telefone na época da sua viagem: SP (11) 6221-4165 / Garagem (35) 3431-3000

Como é o distrito de Monte Verde

Um lugarejo pequeno e aconchegante, localizada a 1.550 metros de altitude, conhecido como “A Suíça Brasileira”. É um destino romântico como Penedo, Campos do Jordão ou Bento Gonçalves.

A Avenida Monte Verde é a principal e corta a cidade desde o portal de entrada. Para se ter uma ideia, do portal até o ponto onde os estabelecimentos começam a diminuir são apenas 1.600 metros. Ou seja, dá para circular a pé facilmente por tudo ali no centro, mas para visitar algumas atrações é necessário ter carro, ou contratar os passeios de jipe ou quadriciclo.

Boa parte das ruas adjacentes à avenida principal não são asfaltadas, e muitas pousadas ficam nesses trajetos. Se estiver sem carro, dê preferência para as opções no centrinho.

Monte Verde faz parte da Área de Proteção Ambiental Estadual Fernão Dias, juntamente com outros municípios do Sul de Minas. Sua história está diretamente ligada à do casal Verner e Emília Grinberg, que viram em Monte Verde uma semelhança com sua terra natal na Letônia, e estabeleceram-se ali na década de 30, dando início ao que seria futuramente o distrito.

Uma boa dica é parar no Centro de Atendimento ao Turista, no portal, que fornece mapas e informações. Por falar nisso, confira no mapa abaixo os pontos turísticos de Monte Verde:

Mapa Monte Verde MG
(Clique para ver maior) Fonte: monteverde.org.br

Onde se hospedar em Monte Verde

Se quiser ficar perto de tudo, o ideal é se hospedar na Av. Monte Verde, que corta a cidade. Mesmo pequena, o destino tem ótimas pousadas rústicas e aconchegantes, a maioria com lareira ou aquecedor. A Pousada Villa Monte Verde é uma dessas opções, com café da manhã, ótima avaliação e muito conforto. Uma opção parecida, com hidromassagem e lareira, mas mais econômica é a Pousada das Hortênsias.

Sem dúvida, uma das melhores hospedagens de Monte Verde é a Pousada Spa Mirante da Colyna, que tem restaurante, piscina coberta, hidromassagem e conforto extremo. Outra opção semelhante, com uma das melhores avaliações da cidade é o Roots Resort.

Já a Pousada Águia da Montanha é a dica para quem quer fugir da badalação do centrinho, e ainda assim estar bem localizado. Outra hospedagem bacana é a Vivie Pousada, que tem um Aero Fly como um dos quartos.

Se procura um chalé aconchegante e com ótimo preço, confira os de Green Horse Chalés e do Chales Bucarest.

Nós ficamos no Oak Plaza Studios, com localização perfeita, lareira, muito bonito e aconchegante. Alugamos através do Airbnb, e se for sua primeira reserva nessa plataforma, confira todas as ofertas disponíveis lá e aproveite nosso voucher de R$ 130 de desconto.

Confira também todas as ofertas de hospedagem na Booking e não se esqueça de checar as avaliações.

Melhor época para visitar:

A alta temporada é durante os meses de inverno. Julho é quando a cidade fica mais cheia (reserve com antecedência), e geralmente os termômetros registram temperaturas negativas. Mas o clima da cidade é ameno o ano inteiro. O verão é a estação menos recomendada, época com maiores chances de chuva (lembre-se que muitas ruas não são asfaltadas). Algumas pousadas costumam oferecer descontos nesse período, então, se a previsão do tempo estiver boa alguns dias antes, pode valer a pena aproveitar.

Se você gosta de eventos, saiba que o Festival Gastronômico acontece em outubro, e em julho acontece o Festival de Inverno, que reúne teatro, música, dança e circo.

Quantos dias ficar?

Dois dias são suficientes para curtir a cidade. Se quiser fazer todas as trilhas ou descansar por mais tempo, recomendo 3 ou 4 dias.

O que fazer em Monte Verde:

1. Aproveitar a gastronomia

Monte Verde é um desses destinos que a gente volta com uns quilinhos a mais! A cidade tem uma grande vocação para a gastronomia, e o clima frio pede cardápios suculentos. Um dos programas preferidos é curtir os diversos bares, restaurantes e lojas de chocolate. A oferta é tanta que é difícil escolher, e durante os finais de semana estão todos cheios, animados com música ao vivo desde a hora do almoço. No fim de tarde ligam os aquecedores a gás, deixando o clima mais romântico, e a noite começa cedo por lá.

As lojas de chocolate ficam disputadas para tomar um chocolate quente cremoso, no estilo europeu, e os bares e restaurantes têm cervejas artesanais e ótimas cartas de vinho.

A maioria dos lugares oferece rodízio de fondue (entre R$ 49,00 e R$89,00, com carnes que você mesmo prepara na grelha, queijo acompanhado de pão italiano e batatas, e chocolate acompanhado de frutas.

Confira no fim do post alguns lugares que visitamos e adoramos.

Chocolate em Monte Verde
Há diversas lojas e fábricas de chocolate
Rodizio de fondue
O rodízio de fondue do Boteco do Lago: carnes, queijo e chocolate, com 8 molhos
Truta e risoto de Pinhão
Truta com risoto de pinhão do Restaurante Café Pinhão

2. Circular pelas galerias

Na rua principal da cidade estão as construções em estilo europeu, com diversas lojinhas de artesanato, lãs, couros, chocolates, além de cafeterias, bares, pizzarias e tudo mais. Os mais requisitados são a Galeria Suíça, a Vila Europa, o Inverness Mall, a Vila Germânica e o Shopping Center Celeiro, que tem um cantinho especial para observar esquilos.

Ah, também existem muitas lojinhas de produtos típicos mineiros, como queijos, geleias, cachaças, doces, embutidos etc, tanto nas galerias, quanto nas ruas da “Suíça Brasileira”.

Shopping Celeiro
Lá nos fundos tem um cantinho para ver esquilos
Esquilo Shopping Celeiro
Ache o esquilinho!
Vila Europa Monte Verde

3. Fazer trilhas no Parque Verner Grinberg

O parque localizado a cerca de 3,5, quilômetros do centro (em estrada de terra em condições razoáveis) tem entrada gratuita e dá acesso a 5 trilhas sinalizadas, com diferentes níveis de dificuldade, e vistas privilegiadas. A entrada fica no final da Av. das Montanhas, rua que sobe ao lado da Praça da Árvore e do Coreto de Monte Verde. Tem estacionamento a R$ 20,00 para carros e R$ 10,00 para motos (maio/2019), mas também é possível deixar o veículo próximo. Conheça as trilhas:

Pedra Redonda: a trilha mais conhecida, fácil, e a mais visitada, pois crianças e idosos conseguem percorrê-la, apesar do terreno meio acidentando com pedras e raízes. Tem escadas de madeira que auxiliam em algumas partes, e seu cume é bem amplo, com capacidade para muitas pessoas.

Altitude: 1.990 metros – Distância: 926 metros (só ida)

Pedra Partida: uma trilha moderada, que começa no mesmo caminho da Pedra Redonda, passa por alguns mirantes e cujo cume oferece vista 360º da região – a melhor vista!

Altitude: 2.046 metros – Distância: 1,6 km (só ida)

Chapéu do Bispo: uma trilha curta e fácil, íngreme no começo, e meio acidentada, mas logo fica mais plana. A vista é bacana, mas para subir no cume da pedra é recomendado ter corda.

Altitude: 2.030 metros – Distância: 650 metros (só ida)

Platô: no mesmo acesso do Chapéu do Bispo, a trilha continua por mais 550 metros em meio ao bosque. O platô é amplo e legal para ver o pôr do sol. No final da Av. da Mantiqueira também tem um acesso à essa trilha, com a mesma distância, mas mais íngreme.

Altitude: 1.900 metros – Distância: 1,2 quilômetros (só ida)

Pico do Selado: a trilha mais longa do parque, fica na sequência da Trilha do Platô e leva até o ponto mais alto da cidade. O cume tem duas pedras separadas por uma fenda (recomendado usar corda), e na mais alta está um livro de cume.

Altitude: 2.082 metros – Distância: 2,5 km de ida a partir do Platô

D I C A:

As agências de receptivo turístico têm quiosques na avenida principal de Monte Verde e oferecem passeio de quadriciclo, guias para as trilhas e outros tours.

Pedra Partida
A Pedra Partida oferece uma vista 360º incrível
Pedra Redonda
Pedra Redonda. Do lado oposto avista-se Monte Verde
Pico do Selado visto da Pedra Partida
Pedra Redonda e Pico do Selado vistos da Pedra Partida
Trilha do Plato
Pico do Selado visto do Platô, este último, um ponto legal para assistir ao pôr do sol

4. Atividades de Aventura

Outro programa imperdível para quem procura o que fazer em Monte Verde são as atividades de aventura, que fazem sucesso por lá. No Circuito Fazenda Radical, por exemplo, tem passeios de quadriciclo (R$ 100,00), mega tirolesa com mais de 400 metros (R$ 70,00), tirolesa infantil (R$ 30,00), arvorismo (R$ 55,00), arco e flecha (R$ 30,00), escalada (R$ 30,00), cavalgada, slackline e pacotes com mais de uma atividade (preços de maio de 2019).

Uma das atrações mais inusitadas é a Escola de Falcoaria, dentro da fazenda, onde é possível conhecer de perto essa arte milenar que é Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Participar da atividade com uma ave de rapina custa R$ 70,00 e só tirar uma foto com uma custa R$ 15,00, mas é permitido observar as atividades gratuitamente (preços de maio de 2019).

A fazenda fica a cerca de 6,5 quilômetros do centro, com duas entradas sinalizadas no lado esquerdo da estrada de quem vai para Camanducaia, seguindo por um trecho pequeno de estrada de terra. A primeira é mais curta e em melhores condições.

Funcionamento: diariamente, das 9hrs às 16h. É necessário agendar os passeios de quadriciclo e a Cavalo pelo site oficial.

Falcoaria: diariamente, exceto às quartas, com agendamento no WhatsApp +55 35 98851-5333 ou e-mail: info@escoladefalcoaria.com.br

Quadriciclo Monte Verde
Passeios de quadriciclo são muito procurados em Monte Verde
Escola de Falcoaria
O biólogo falcoeiro Riuvânio Rodrigues, à frente da Escola Mineira de Falcoaria

5. Conhecer o Pinheiro Velho

O atrativo mais antigo de Monte Verde é uma araucária com mais de 500 anos, que fica em uma área de mata nativa cheia de pinheiros e araucárias centenárias, bem no centro da cidade. A caminhada é muito tranquila e existem 5 entradas para o Pinheiro Velho, sendo a número 1, em frente a Fábrica de Chocolate Gressoney, a com caminho mais curto até a árvore gigante.

As entradas são sinalizadas, assim como as trilhas, sendo que a entrada número 5 (perto do posto Ipiranga na Av. Monte Verde) é a mais longa (600 metros), e vai beirando o Córrego do Cadete. As entradas 3 e 4 ficam na Rua do Aeroporto, ou seja, é possível chegar até o aeroporto mais alto do Brasil, a 1.555 metros de altitude, pela trilha do Pinheiro Velho (286 metros). Lá em cima há um mirante com vista para a cidade e um graffiti que é ponto certo para fotos.

Entrada Pinheiro Velho
A entrada nº 1 é a com caminho mais curto (236 metros) até a árvore
Pinheiro Velho
Uma araucária com mais de 500 anos e 1,64 metros de diâmetro
Graffitis no Aeroporto de Monte Verde
Graffitis no Aeroporto de Monte Verde
Mirante Aeroporto de Monte Verde
Mirante do Aeroporto tem vista para a cidade, com as montanhas ao fundo, incluindo o Pico do Selado

5. Fazer o tour na Cervejaria Fritz

Quem gosta de cerveja artesanal pode incluir o tour no roteiro e vivenciar um pouco desse universo dos maltes e lúpulos. Com 35 minutos de duração, o tour custa R$ 35,00 por pessoa, percorre os espaços da cervejaria e inclui uma cerveja de brinde ao final.

O agendamento pode ser feito no restaurante ao lado, que aliás, é uma boa pedida também. Prove o pastel de Eisbein e as cervejas Weizen e Köelsch, excelentes. Informe-se sobre os horários disponíveis pessoalmente ou através do telefone (35) 3438-2414.

Endereço: Rua Rolinha, 10, pertinho da avenida principal

Funcionamento: de quarta a sexta a partir das 19h, e aos sábados e domingos a partir das 13h.

Cervejaria Fritz
O agendamento do tour é feito no restaurante que faz parte da cervejaria
Cervejaria Fritz

6. Patinação no Gelo

Para quem está com crianças, a pista é diversão na certa. Com 200m² de gelo e capacidade para até 50 pessoas patinando simultaneamente, a atração disponibiliza monitores, patins que vão do número 24 a 46 (é obrigatório estar de meia), e andadores reguláveis para as crianças.

O mínimo é de meia hora, por R$ 60,00 (maio/2019).

Endereço: Av. Monte Verde, 1463

Funcionamento: sábados, domingos e feriados, das 10 às 20h; e quintas e sextas, das 14 às 20h.

Patinação no Gelo Monte Verde

7. Unger’s Pottery House Galeria de Arte

Esse é um espaço muito legal em Monte Verde, que expõe obras de arte contemporânea em cerâmica e ouros materiais, tanto de Paula Unger quanto de diversos outros artistas do Brasil inteiro. O forte são cerâmica utilitária, decorativa e esculturas, para jardim e interior. A entrada é gratuita e todas as peças estão disponíveis para venda.

Endereço: Rua da Represa, 1307

Funcionamento: aos domingos e durante a semana, das 10h às 17h; sábados, férias e feriados, das 10h às 18h (fechado às quartas).

Unger’s Pottery House Galeria de Arte
Algumas peças da Unger’s Pottery House Galeria de Arte

Onde comer em Monte Verde:

É fácil encontrar ótimos lugares para comer na cidade, já que a oferta é ampla. As trutas, fondues e pratos com pinhão são os destaques nos cardápios, assim como a comida mineira. Alguns lugares que visitamos durante nossa estadia em Monte Verde – e recomendamos – são O Caipira, que serve um ótimo cardápio de comida mineira à la carte, e tem o leitão à pururuca como carro-chefe.

Embora a Mont Vert – A Casa do Fondue seja o mais famoso lugar para provar essa especialidade, gostamos mais do ambiente do Boteco do Lago, que é aberto e aquecido, sem deixar tudo enfumaçado, com vista legal e opções de rodízio ou sequência de fondue. Outro lugar bacana é o Café Pinhão, que além do rodízio de fondue, tem uma truta com risoto de pinhão deliciosos.

Para culinária italiana, com massas artesanais e risotos, o lugar imperdível é o Villa Donna Bistrô, e se você é fã de vinhos, vá ao Wine Not? Restaurante e Wine Bar, que além de oferecer degustações por taças, tem cardápio delicioso para harmonizar. Se preferir cerveja artesanal, visite o Arsenal da Cerveja, que tem uma variedade incrível de rótulos.

Quando o assunto é chocolate, a Chocolateria Monte Verde e a Fábrica de Chocolate Gressoney são as que adoramos. E para comer um strudel vá ao Maça Crocante, que avisa em um quadro na calçada a hora das fornadas. Um lugar legal para um café é o Benditto Café, que tem tortas, bolos, pão de queijo assado na hora e strudel.

Dois lugares que não tivemos a chance de conhecer, mas que parecem muito legais são o Provence Cottage Bistrô, que tem menu degustação somente com agendamento, e o Di Veneto, você o verá iluminado a noite lá no alto: ele tem vista privilegiada da cidade.

strudel
O Maça Crocante avisa a hora das fornadas de strudel

Confira também nosso vídeo no Youtube

Dicas para visitar Monte Verde:

  • A cidade tem 2 postos de gasolina, mas não tem caixa eletrônico 24 horas, apenas Banco Bradesco.
  • Os lugares aceitam cartão, mas alguns só aceitam débito.
  • Por mais fáceis que sejam algumas das trilhas, use calçado adequado, leve água, protetor solar.

Outros destinos no Sul de Minas:

O que fazer em Passa Quatro

Guia de São Lourenço, no Circuito das Águas

Maria da Fé, a cidade mais fria de Minas

7 cidades para conhecer no Sul de Minas

E aí, preparado para curtir o frio em Monte Verde? Se ficou alguma dúvida sobre a cidade, fale com a gente nos comentários.

por Camila Coubelle

Data da viagem: maio de 2019

Resolva sua viagem aqui
OFERTAS DE HOSPEDAGEM no mundo inteiro com reserva rápida e segura, opções de cancelamento gratuito e pagamento só no check-in com a Booking.com.
ALUGUEL DE CARRO em até 12x no cartão, sem IOF, ou com 5% de desconto no boleto. Compare preços das locadoras no buscador Rentcars.com.
COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM em até 12x ou com desconto no boleto. Compare preços de várias seguradoras no Seguros Promo, já com nosso cupom de desconto VIDASEMPAREDES5 aplicado.
VOCÊ GANHOU R$130 em créditos de viagem para usar na primeira reserva no Airbnb.
PASSAGEM AÉREA em promoção e até 12x no Viajanet, ou com até 25% OFF e 6x no Passagens Promo, ou passagem e pacotes em oferta no Sub Viagens.
CHIP DE INTERNET com plano de dados para mais de 100 países e conexão ilimitada com a EasySim4U ou a Viaje Conectado.
INGRESSO antecipado para atrações, eventos, passeios e transfer no mundo inteiro com melhor preço, comodidade e segurança com a GetYourGuide ou a TourOn.
Ao reservar com nossos parceiros nos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga a mais por isso e ainda ajuda a gente a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3



As dicas do vida sem paredes te ajudaram?

Então fale com a gente no FACEBOOK, no INSTAGRAM, no PINTEREST ou no YOUTUBE.
Compartilhe com os amigos!

Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

Um comentário em “Guia completo para visitar Monte Verde, no Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.