InícioBRASILCongonhas, MG: igrejas, atrações, pousadas e dicas

Congonhas, MG: igrejas, atrações, pousadas e dicas

Tour de bicicleta por São Paulo

Congonhas, em Minas Gerais, é uma das cidades históricas que surgiu durante o Ciclo do Ouro.

Assim como as outras, ela também tem um destaque que a diferencia. A grande atração de Congonhas é a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos.

O motivo? É em seu exterior que estão algumas das obras-primas do Mestre Aleijadinho: os Doze Profetas, esculpidos em pedra-sabão, além de outras esculturas.

Congonhas é um destino rápido e fácil de se visitar em 1 dia e a pé.

E o Santuário localizado, no alto da colina, vai te mostrar por que este é um dos mais belos conjuntos arquitetônicos do Brasil, digno de ser patrimônio histórico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), além de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Quer saber o que fazer em Congonhas?

Confira o post até o final e descubra todas as dicas para organizar sua viagem para lá.

Congonhas, MG: onde fica, como ir, pousadas, igrejas, atrações dicas

  1. Onde fica e como ir
  2. O que fazer
  3. Mapa com roteiro à pé
  4. Onde comer
  5. Pousadas
  6. Quando ir
o que fazer em congonhas
Congonhas é conhecida por seu Santuário e pelos Doze Profetas de Aleijadinho
o que fazer em congonhas
Esse complexo de Congonhas é Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco

Onde fica Congonhas, e como chegar

Congonhas está localizada a apenas 80 quilômetros de Belo Horizonte e a 25 de Conselheiro Lafaiete.

E ainda está perto de outras cidades históricas de Minas Gerais, como Ouro Preto e Mariana (cerca de 55km), Tiradentes e São João del-Rei (cerca de 120km).

Ela compõe o Caminho Novo da Estrada Real, e os aeroportos mais próximos estão em BH.

De carro:

A partir de BH, o trajeto até Congonhas é pela BR-040, sentido Rio de Janeiro.

Pela mesma rodovia, quem vem do Rio, percorre cerca de 365km até Congonhas.

E de São Paulo são aproximadamente 590 km, passando por diversas cidades do Sul de Minas.

De ônibus:

Quem vem de Belo Horizonte utiliza a viação Sandra, que tem vários horários ao longo do dia.

Quem parte do Rio ou São Paulo precisa ir de viação Útil até Conselheiro Lafaiete, para então pegar a viação Sandra até o destino final. Mas há um horário por dia a partir dessas cidades, que passa por dentro de Congonhas, consulte a viação.

A melhor opção é alugar um carro para ter comodidade, e se quiser encontrar as melhores opções de locadoras e melhores preços, use o comparador Rentcars.com, que indica as ofertas das locadoras disponíveis.

o que fazer em congonhas
Apesar das ladeiras, Congonhas é fácil de ser visitada a pé

O que fazer em Congonhas: igrejas, museus e pontos turísticos

  1. Santuário Bom Jesus de Matozinhos
  2. Doze Profetas de Aleijadinho
  3. Capelas
  4. Lojas de artesanato do Beco dos Canudos
  5. Museu de Congonhas
  6. Romaria
  7. Museu da Imagem e Memória de Congonhas
  8. Igreja de São José
  9. Igreja Nossa Senhora da Conceição

Mapa e roteiro em Congonhas

Estacione nos arredores e comece a visita no templo do Santuário, visite o interior e os 12 profetas. Circule pelas lojinhas de artesanato do entorno, e em seguida, pelas capelas da Via Crucis.

Siga para o Museu de Congonhas e vá até a Romaria.

Retorne até o Santuário e desça a Rua da Ladeira, passando pelo Museu da Imagem e Memória e pela Igreja de São José.

Faça uma parada para o almoço e siga de carro para finalizar na Igreja Nossa Sra. da Conceição.

Sobre as igrejas e atrações de Congonhas

Santuário Bom Jesus de Matozinhos

santuario congonhas
Santuário Bom Jesus de Matosinhos é uma das obras-primas do barroco mundial

Esta atração é a primeira da lista do que fazer em Congonhas. Afinal, o Santuário Bom Jesus de Matosinhos é uma das obras-primas do barroco mundial.

O conjunto reúne a igreja, o adro com as 12 estátuas em pedra-sabão dos profetas esculpidos por Aleijadinho, 66 imagens dos passos da Paixão de Cristo, e 6 Passos (capelas) no aclive frontal ao templo, ilustrando a Via Crucis.

Um pouco da história:

Em meados do Século 18, um minerador foi curado de uma enfermidade após fazer uma promessa, e em agradecimento, colocou uma cruz no alto da colina. Ele passou a arrecadar contribuições para a construção de uma capela. A história se espalhou e começou a atrair peregrinos que vinham fazer ou pagar promessas.

  • Entrada: R$ 5 (out/2021)
  • Funcionamento: de terça à domingo, das 7h às 18h
  • Endereço: Praça da Basílica, s/n

Doze Profetas de Aleijadinho

profetas aleijadinho congonhas
Os Doze Profetas de Aleijadinho estão na frente da igreja

As 12 esculturas em pedra-sabão e em tamanho real estão em frente ao santuário, do lado externo.

Elas foram esculpidas por Francisco Antônio Lisboa, o Aleijadinho, com ajuda de seus discípulos, entre 1794 e 1804.

São eles: Isaías, Jeremias, Baruque, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Abdias, Amós, Jonas, Habacuque, Naum. A disposição das estátuas, suas expressões, e principalmente a beleza de cada uma impressionam desde leigos a especialistas sobre o assunto.

Antes de visitar a gente realmente não entende, mas ao chegar lá, eu garanto que você também terá orgulho e ficará muito impressionado com as obras que são Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e patrimônio nacional pelo IPHAN.

  • Entrada: gratuita
  • Funcionamento: de terça à domingo, das 7h às 18h

Passos da Paixão de Cristo

No interior de cada passo (capela) estão diversas esculturas em tamanho real feitas por Aleijadinho

As seis capelas dispostas lado a lado na ladeira em frente à igreja são denominadas Passos, e ilustram a Via Crucis de Jesus Cristo.

Nelas estão um total de 66 esculturas de madeira policromada em tamanho natural, que compõem um dos mais completos grupos escultóricos de imagens sacras no mundo, sendo, sem dúvida, uma das obras-primas de Aleijadinho.

  • Entrada: gratuita
  • Funcionamento: de terça à domingo, das 7h às 17h30

Beco dos Canudos: lojas de artesanato em Congonhas

congonhas mg
Aproveite para comprar artesanato em Congonhas, bem pretinho do santuário

No entorno do santuário estão diversas lojinhas de artesanato. Rendas, crochê, redes, tapetes, esculturas e objetos em pedra-sabão, objetos em madeira, decoração, imagens sacras, brinquedos…. Tem opções lindas e com preços aceitáveis.

Sem falar que a ladeira com as lojinhas rende fotos bem legais.

Museu de Congonhas

museu de congonhas
Museu de Congonhas tem 3 pavimentos e acervo sobre o sítio histórico do santuário

O Museu de Congonhas tem uma fachada moderna e um acervo bastante interessante sobre o Sítio Histórico da Basílica Bom Jesus do Matozinhos.

São três pavimentos, que podem ser visitados em cerca de 1h30 minutos.

Neles estão fotos, maquetes, vídeos e objetos sobre a construção da basílica, incluindo detalhes sobre Aleijadinho e Mestre Ataíde.

Os destaques são a exposição permanente de ex-votos desde o Século 18, e a única imagem existente de Aleijadinho.

E o museu tem uma cafeteria muito agradável, aproveite!

  • Entrada: R$ 10 (out/2021)
  • Funcionamento: de terça à domingo, das 9h às 17h; e às quartas, com entrada gratuita das 13h às 21h
  • Endereço: Alameda Cidade de Matozinhos, s/n
  • Se preferir, agende uma visita guiada sem custo adicional através do site do museu.

Romaria

o que fazer em congonhas
Romaria fica bem perto do santuário e do Museu de Congonhas

Bem perto do Complexo do Santuário, o espaço Romaria foi construído para comportar os inúmeros romeiros que vinham de todas as partes do Brasil para o Jubileu de Bom Jesus de Matosinhos.

No local funciona um centro histórico e cultural. Para ser sincera, não tem muito o que visitar fora do período do Jubileu.

  • Entrada: gratuita
  • Endereço: Alameda Cidade de Matozinhos, 153

Museu da Imagem e Memória de Congonhas

congonhas mg
Museu da Imagem e Memória tem entrada gratuita e é bem rápido de se visitar

Localizado na antiga Rua da Ladeira, próxima ao Santuário, esse museu conta com um acervo que reúne objetos, arquivos, fotos e documentos que recontam a história de Congonhas e de seus habitantes.

Lá também está uma exposição em homenagem ao médium Zé Arigó, ilustre cidadão congonhense conhecido por receber o espírito de Doutor Fritz.

  • Entrada: gratuita
  • Funcionamento: de terça à domingo, das 9h às 17h
  • Endereço: R. Bom Jesus, 250

Igreja de São José

o que fazer em congonhas

Construída em 1817, essa igreja de Congonhas se diferencia das demais pelas formas arredondadas. Está bem pertinho do Museu da Imagem e Memória.

  • Entrada: gratuita
  • Funcionamento: diariamente, das 8h às 18h
  • Endereço: R. Bom Jesus, 1-61

Igreja Nossa Senhora da Conceição

o que fazer em congonhas

Localizada no lado oposto do Santuário Bom Jesus de Matosinhos, essa igreja data de 1734.

Ela tem um dos poucos portais de autoria de Aleijadinho, tem uma das maiores naves de Minas, diversas esculturas, e douração da capela-mor atribuída a Manoel Francisco Lisboa, pai de Aleijadinho.

  • Entrada: gratuita
  • Funcionamento: diariamente, das 8h às 18h
  • Endereço: Praça Sete de Setembro, 32

Outras atrações:

  • Igreja Nossa Senhora da Ajuda
  • Capela de Nossa Senhora da Soledade
  • Igreja Matriz de São José Operário
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário
  • Estação Ferroviária
  • Parque Ecológico da Cachoeira: um complexo mais voltado para quem vai pernoitar na cidade

Onde comer

Ao lado do Complexo do Santuário estão dois restaurantes tradicionais de Congonhas: o Casa da Ladeira e a Cova do Daniel.

Vale a pena fazer uma paradinha durante as visitas para almoçar comida mineira feita no fogão à lenha.

Além dessas duas opções, tenha em mente também o Santíssimo Bistrô, dentro do Museu de Congonhas.

Pousadas em Congonhas

Congonhas não conta com uma ampla rede hoteleira. Acredito que a maioria dos visitantes faz um bate-volta de BH ou conciliam com outras cidades históricas da região: passam o dia e seguem para dormir em uma delas.

Uma das opções confortáveis e com ótima avaliação é a Pousada Circuito dos Inconfidentes, que conta com café da manhã e fica pertinho do Santuário.

Veja mais opções de hospedagem em Congonhas ou na região aqui.

Quando ir

Congonhas pode ser visitada em qualquer época do ano. Entretanto, há menos chance de chuva no período entre abril e setembro.

Em julho, aproveite para curtir o Festival de Inverno de Congonhas, que em 2021 vivenciou sua 26ª edição, com mais de 60 atrações.

Em setembro acontece o Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, evento religioso com mais de 250 anos de tradição, que reúne milhares de pessoas.

Outras cidades para visitar na região:

Tiradentes, MG: roteiro completo

Melhores dicas para visitar BH

O que fazer em Ouro Preto

Guia completo de Inhotim, MG

Como tirar o Passaporte da Estrada Real

Gostou das nossas dicas de Congonhas? Espero que te ajudem a organizar uma viagem para esse destino cheio de cultura e história.

por Camila Coubelle



Vida sem Paredes
Vida sem Paredeshttps://vidasemparedes.com.br/
Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.