Guia completo para conhecer o Instituto Inhotim (MG)

Atualizado em

Inhotim, por si só já é um lugar imperdível. O instituto é a sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil, além de ser considerado o maior centro de arte ao ar livre da América Latina. É um lugar praticamente obrigatório, que reúne galerias de arte em meio a um enorme jardim botânico com lindas paisagens, cores e formas inexplicáveis. 

Ele está localizado em Brumadinho, cidade com 30 mil habitantes que fica a 60 quilômetros de Belo Horizonte, Minas Gerais, e foi eleito em 2014 pelo site TripAdvisor um dos 25 museus do mundo mais bem avaliados pelos usuários. Olha que incrível!

É preciso ir lá pelo menos uma vez na vida, e se você já está se planejando para isso, organizamos esse guia indicando quais as atrações imperdíveis, como planejar a visita, como chegar e algumas dicas para facilitar sua experiência lá. 

Galeria Adriana Varejão
Galeria Adriana Varejão 
Instituto Inhotim
São 7 jardins belíssimos no Instituto Inhotim
Inhotim
São 3 diferentes circuitos com diversas galerias e obras de arte ao ar livre
Inhotim

Como chegar no Instituto Inhotim

Os aeroportos mais próximos são os de Belo Horizonte, cidade a a cerca de 60 quilômetros de distância, que recebe voos diários de vários lugares do Brasil (conferir passagens aéreas em oferta nesse link).

De ônibus: a viação Saritur (tel: 0800-039-8846) oferece uma linha especial de terça a sexta com ida às 8h15 e volta às 16h30, e aos sábados, domingos e feriados com ida às 8h15 e volta às 17h30. A passagem de ida custa R$ 41,05 e a de volta sai por R$ 37,15 (abril/2019) e os ônibus saem da rodoviária de BH, na plataforma F12.

De van: O Instituto Inhotim oferece serviço de vans e o horário de ida é 8h30 às quartas, sábados domingos e feriados. Às terças, quintas e sextas o horário é o mesmo, mas só há saídas mediante reserva de pelo menos 4 pessoas. Os horários de volta são 16h30 de terça a sexta, e 17h30 aos sábados, domingos e feriados. Custa R$ 66,00 ida e volta, e R$ 35,00 só a volta. É preciso reservar com um dia de antecedência através dos contatos inhotim@belvitur.com.br ou (31) 3290-9180.

De carro: a viagem pode ser feita pela BR-381 sentido São Paulo e a saída é bem sinalizada (cerca de 60 quilômetros) ou pela BR-040 sentido Rio de Janeiro (cerca de 80 quilômetros, pela Serra da Moeda. Siga as placas Casa Branca e depois, Brumadinho).

Precisa alugar um carro para visitar Inhotim? Compre os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com.

Lembrando que o Instituto Inhotim fica a cerca de 3 quilômetros do centro de Brumadinho,  Na época que fomos, os táxis cobravam R$ 20,00 pela corrida até lá, e alguns hotéis têm serviço de transfer. O lugar tem um amplo estacionamento gratuito para quem vai de carro. Se pretende ficar na cidade ao invés de fazer um bate-volta de BH, hospede-se no centro (confira nossas recomendações no fim do post).

Onde se hospedar em Brumadinho

Brumadinho tem uma boa oferta de hospedagem, com pousadinhas confortáveis, hotéis e ótimos hostels. A dica é ficar no centro da cidade, perto dos bares e restaurantes. 

A Pousada Verde Villas é uma dica de hospedagem no centro de Brumadinho, com uma das melhores avaliações entre as opções na cidade. Duas alternativas 3 estrelas com ótima avaliação são o Ville de Montagne Hotel e a Pousada Lafevi.

Entre os albergues legais estão o Hostel 70, onde a gente se hospedou, e o Hostel Hari, e o Hostel Pé de Caju, o com melhor avaliação.

Um pouco mais afastada do centro, a Pousada Alta Vista é uma opção 4 estrelas confortável e ótimo custo-benefício, e a Casa da Horta é uma opção bem avaliada e econômica.

Confira mais ofertas de hospedagem em Brumadinho na Booking, e as opções de casas de temporada no Airbnb (aproveite nosso voucher de R$ 130,00 de desconto para usar na sua primeira reserva).

Preços, funcionamento, roteiros e infraestrutura do Inhotim

O Instituto Inhotim funciona de terça a sexta das 9h30 às 16h30 e nos finais de semana e feriados das 9h30 às 17h30. Nas quartas-feiras (exceto feriados), o museu tem entrada gratuita.

O ingresso pode ser comprado online antecipadamente no site oficial, e a gente recomenda fazer isso para evitar as filas principalmente em finais de semana. Custa R$ 44,00 (inteira – abril/2019) e R$ 22,00 (meia). Crianças até 5 anos não pagam, e pessoas entre 6 e 12 anos, acima de 60 anos, com deficiência, além de estudantes e professores da rede pública ou privada (com comprovação) pagam meia entrada. 

São 3 diferentes circuitos dentro do museu: o Eixo Laranja, o Eixo Amarelo e o Eixo Rosa, sendo o primeiro o mais longo. Eu recomendo pelo menos dois dias para visitar a atração com calma e a dica é fazer o Eixo Laranja em um dia, e conciliar os outros dois eixos no dia seguinte. Nesse caso, compre o pacote para dois dias com desconto.

É muito mais legal visitar o Inhotim a pé, mas se preferir não caminhar, o preço do carrinho elétrico que percorre vias pré-determinadas, parando nos pontos próximos às atrações, é R$ 30,00 por pessoa. O transporte funciona de terça a sexta das 10h às 16h e finais de semana e feriados das 10h às 17h. O esquema é o seguinte: você para em um ponto, desce, visita a atração ou atrações ao redor, volta para o ponto e espera o próximo carrinho, que circula o tempo todo. Ainda é possível contratar um carrinho particular com monitor para até 5 pessoas a R$ 500,00 diária ou R$ 200,00 por hora (abril/2019).

Os 3 circuitos são sinalizados e acessíveis, há banheiros em diversos pontos, e ótimas opções gastronômicas. Há dois restaurantes, o Oiticica, próximo à recepção, com buffet self-service a R$ 49,00 o quilo, e o Tamboril, no Eixo Amarelo, com buffet livre por R$ 79,00 por pessoa incluindo a sobremesa. Há opções para lanches rápidos também, como o Café das Flores, a Lanchonete True Rouge, a Casa dos Sucos (G13) e a Hamburgueria do Galpão G11, onde a gente recomenda o sanduíche de frango com ricota, abacaxi e molho de mostarda e mel, simplesmente delicioso.

Mapa Inhotim
Clique para ver maior. Pegue seu mapa na recepção, para orientar sua visita.
Inhotim
Há carrinhos coletivos e particulares para locação
Inhotim
Lojinha
Inhotim
Espaços do Inhotim

> É possível fazer um tour virtual no site do Instituto Inhotim, conferir as regras de visitação e muitas outras informações sobre o lugar.

 

> Resumo para planejar sua visita passo a passo:

1. Compre o ingresso pelo site, se possível para 2 dias consecutivos.

2. Decida se vai usar ou não carrinho, e inclua na compra.

3. Reserve sua hospedagem no centro de Brumadinho.

4. Compre as passagens de ida e de volta, ou reserve um carro.

5. Se for de ônibus, procure transfer com o seu hotel, ou combine com um táxi.

Atrações imperdíveis no Inhotim

O Instituto Inhotim tem 140 hectares de área que mesclam experiências sensoriais, botânicas e artísticas. São 7 jardins temáticos, 5 no Eixo Laranja e 2 no Eixo Amarelo:

  • Jardim de Todos os Sentidos
  • Jardim Desértico
  • Jardim de Transição
  • Vandário
  • Jardim Veredas
  • Jardim Pictórico
  • Lago das Orquídeas

São 23 galerias de arte, sendo 6 no Eixo Amarelo, 10 no Eixo Laranja, e 7 no Eixo Rosa, com obras de artistas consagrados como Tunga, Cildo Meireles e Helio Oiticica.

Trinta destaques botânicos espalhados pelos circuitos fazem sucesso com o público, como por exemplo, Tamareira-das-canárias, Palmeira-andante, Ipê-Amarelo, Plameira-juçara, Jacarandá-preto, Pata-de-elefante e diversos outros.

São inúmeras obras, mas abaixo a gente recomenda algumas que são imperdíveis. 

Inhotim
Um dos jardins
Inhotim
Há descrição em todas as espécies botânicas

Vandário

Vandário Inhotim

De Lama Lâmina

Você sabia que a obra “De Lama Lâmina”, do artista Matthew Barney, surgiu de uma performance feita no carnaval de Salvador em 2004? Alguns anos depois ele escolheu uma clareira em meio aos jardins do Inhotim para abrigar essa instalação tão tão tão legal. Muitos espelhos, ilusão de ótica e uma obra extremamente enigmática.

Inhotim

Telescópio de Olafur Eliasson

O telescópio de Olafur Eliasson. Ah, o telescópio! Sabe aquela vontade de criança de não sair nunca de um brinquedo num parque? É quase isso que rola “a bordo” dessa obra. Sem contar que paisagem lá do alto fica ainda mais bonita.

Inhotim
Uma das obras mais divertidas
Inhotim
Dá para fazer diversos “experimentos visuais”

Som da Terra

Som da Terra é nome da obra que não conheci. Pois é, não demos sorte. Trata-se de uma perfuração de 202 metros por dentro da terra, onde se pode ouvir o som que faz abaixo de nós. Incluí porque é uma das obras mais procuradas de Inhotim. Como a região de Belo Horizonte é muito extrativista, ela ficou comprometida com o barulho de máquinas nas proximidades do parque. Por isso, na data da nossa visita, a galeria estava fechada.

Adriana Varejão

Só o lago do lado de fora da galeria de Adriana Varejão já valeria o passeio. Mas lá dentro o que se vê é ainda melhor. A primeira obra é impactante, mas bem realista. No segundo pavimento, painéis gigantescos e liiiindos. Mas aí você sobe mais um pouco e se depara com um terraço MA-RA-VI-LHO-SO, de onde dá pra ver o parque do alto.

Inhotim

Forty Part Motet

A Galeria Praça abriga uma obra muito peculiar, a “Forty Part Motet”, de Janet Cardiff. Um coro medieval de 40 vozes interpreta a trilha sonora no parque. O diferencial está na maneira como se experimenta a obra: cada caixa de som se refere a uma voz diferente e, a cada passo, parece que se ouve uma música nova.

É para sentar e ouvir

A Origem da Obra de Arte

Marilá Dardot é o nome da artista que fez a obra mais “fofa” do Inhotim. São os vasinhos de planta em formato de letras que todo mundo já viu por aí. A ideia é plantar as mudas disponíveis no local, mas o que realmente acontece é uma salada de letrinhas espalhadas pelo gramado, cada um escrevendo aquilo que faz seu coração bater mais forte. 

A obra que faz sucesso com todo mundo

Maciel

A prostituição e o período de decadência da região do Pelourinho, em Salvador, na década de 1970. É isso que retrata a mostra “Maciel”, de Miguel Rio Branco. As cenas retratadas são fortes, mas cheia de sensibilidade e, principalmente, verdade.

Uma exposição chocante, mas muito bonita

Inhotim é cor, formas e movimento:

Exposição Amor lugar comum, com obras de Luiz Zerbini
Inhotim MG
Há lagos e jardins belíssimos em Inhotim
Desvio para o Vermelho, de Cildo Meireles
Desvio para o Vermelho, de Cildo Meireles

Dicas para quem vai conhecer Inhotim

– Não esqueça o filtro solar. Tem muitos trechos sem sombra.

– Use um calçado confortável. E se você tem “nervoso” quando entra areia na sandália, vá de tênis. Pela própria composição de algumas galerias, há lugares com pedras, areia, água… você vai pisar vários chãos. Mas atenção: a Nange foi barrada em uma galeria com vidros no chão por estar de sandália. Ou seja, o melhor é ir de tênis!

– Não esqueça a garrafinha d’água. Há diversos bebedouros, mas a sede bate justo naquele ponto entre um e outro.

– Não esqueça de pegar o mapa na portaria. É fundamental para saber onde você já foi e onde não foi naquele labirinto de obras de arte. 

– Separe um dinheiro para a lojinha. Ela faz você querer comprar tudo, são muitas coisas lindas mesmo.

– Confira a programação no site, de repente, você pode ter a mesma sorte que a gente, que curtimos um show em homenagem a Fernando Brant, ao ar livre, na grama. Sempre tem eventos rolando no Inhotim.

– É proibido levar alimentos ou fazer piquenique no parque. Mas não se preocupe, tem dois excelentes restaurantes, várias lanchonetes e um café para você ter vontade de querer tudo. 

•- É permitido fotografar as atrações para uso pessoal, e não pode usar flash dentro das galerias. Não é permitido o uso de tripé, pedestal ou qualquer outro suporte para câmeras no interior das galerias.

 

S E R V I Ç O

Instituto Inhotim

R. B, 20 – Fazenda Inhotim, Brumadinho – MG

Tel:  55 31 3571-9700  |  https://inhotim.org.br

 

por Camila Coubelle

 
Resolva sua viagem aqui
OFERTAS DE HOSPEDAGEM no mundo inteiro com reserva rápida e segura, opções de cancelamento gratuito e pagamento só no check-in com a Booking.com.
ALUGUEL DE CARRO em até 10x no cartão, sem IOF, ou com 5% de desconto no boleto. Compare preços das locadoras no buscador Rentcars.com.
COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM em até 12x ou com desconto no boleto. Compare preços de várias seguradoras no Seguros Promo, já com nosso cupom de desconto VIDASEMPAREDES5 aplicado.
VOCÊ GANHOU R$130 em créditos de viagem para usar na primeira reserva no Airbnb.
PASSAGEM AÉREA em promoção e até 12x no Viajanet, ou com até 25% OFF e 6x no Passagens Promo.
CHIP DE INTERNET com plano de dados para mais de 100 países e conexão ilimitada com a EasySim4U ou a Viaje Conectado.
INGRESSO antecipado para atrações, eventos, passeios e transfer no mundo inteiro com melhor preço, comodidade e segurança com a GetYourGuide ou a TourOn.
Ao reservar com nossos parceiros nos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga a mais por isso e ainda ajuda a gente a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3



As dicas do vida sem paredes te ajudaram?

Então fale com a gente no FACEBOOK, no INSTAGRAM, no PINTEREST ou no YOUTUBE.
Compartilhe com os amigos!

Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.