Dicas de Uyuni: cidade de entrada do salar

 

Uyuni, na Bolívia, é uma das cidades que é porta de entrada para o tour no Salar de Uyuni, o maior deserto de sal do mundo. Além dela, a outra opção é São Pedro do Atacama, no Chile.

Uyuni é pequena e não tem muitos atrativos turísticos além do próprio salar, mas é importante conhecer o que te espera e se planejar bem para o último lugar que antecede um roteiro bem no meio do deserto.

Vida sem Paredes - Uyuni (5)

Plaza Arce

Vida sem Paredes - Uyuni (4)

Plaza Arce

Monumento em homenagem aos trabalhadores ferroviários - Uyuni

Monumento em homenagem aos trabalhadores ferroviários

 

Confira as principais informações sobre a cidade de Uyuni:

 

1) A cidade não tem uma rodoviária formal, os ônibus param e saem da rua em frente à Plaza Arce. Há ônibus de todas as principais cidades bolivianas próximas, como La Paz, Sucre, Potosí, Cochabamba, e outras. Chegamos em Uyuni a partir de Potosí, em uma viagem com 4 horas de duração por uma estrada muito bonita. Depois do tour de 3 dias no salar, seguimos para La Paz, e a oferta de ônibus também é grande, com preços variados para ônibus semi-leito e leito. Pesquisamos, pechinchamos e pagamos 70 bolivianos em um bom ônibus semi-leito que deu para dormir muito bem durante as 8 horas e meia de viagem até La Paz.

2) Uyuni é bem pequena, mas gira em torno do turismo, portanto, tem muitas opções de hospedagem e restaurantes. A maioria delas fica no centro, perto da Plaza Arce, a praça principal. Ficamos no Hostel Avenida, em quarto duplo a 50 bolivianos para cada (somente banheiros compartilhados e sem café da manhã).

3) A movimentação de turistas é intensa e constante durante o dia todo e os estabelecimentos funcionam desde bem cedinho até mais tarde (mercadinhos, restaurantes, etc). Não será problema encontrar algo que você precise comprar.

4) ATENÇÃO: Não deixe para trocar dinheiro em Uyuni. Só encontramos umas 3 casas de câmbio perto da praça, a 4ª estava fechada, e em todas elas a cotação estava muito alta: 1 real = 1,50 bolivianos, sendo que em Santa Cruz de la Sierra, trocamos com a cotação de 1 real = 1,86 bolivianos. Diferença enorme!

5) Quanto aos caixas eletrônicos, vimos uns 2 diferentes que aceitavam cartão Visa, mas a cotação também é menor do que nas casas de câmbio de Santa Cruz ou Sucre e ouvi dizer que às vezes ficam fora do ar.

6) Se você é baladeiro vai adorar os bares de Uyuni. Quase todos têm happy hour entre 18h e 21h, com double de drinks com o mesmo preço das outras cidades bolivianas. E sempre tem muitos gringos e muita gente.

7) É muito fácil encontrar outras opções de comidas em Uyuni, além da tradicional culinária local. São muitas barracas pelas ruas, mas também há muitos restaurantes, bem variados, com massas, rodízio de pizza, hambúrguer, café da manhã e outras coisas que podem amenizar sua saudade da comida do Brasil.

8) É possível chegar em Uyuni até as 17 horas e ainda encontrar facilmente seu tour para o dia seguinte – seja de 1, 2 ou 3 dias – no Salar de Uyuni, porque são muitas agências e algumas funcionam além das 7 da noite. E às 7 da manhã os agentes já estão nas ruas oferecendo passeios. Eu conheci pessoas que fecharam na parte da manhã do mesmo dia, já que os tours começam às 10 da manhã. Em breve tem dicas cruciais sobre como contratar o tour no Salar de Uyuni.

9) Para finalizar, com meia hora é possível conhecer o centro de Uyuni e as poucas atrações que a cidade oferece. Depois de fechar o tour dá para dar uma volta com mais calma e conhecer tudo, ainda antes de fazer umas comprinhas para levar no salar e curtir o happy hour. Confira:

 

Vida sem Paredes - Uyuni (1)

Plaza Arce

Vida sem Paredes - Uyuni (6)

Igreja Principal

Vida sem Paredes - Uyuni (7)

Mercado local

Vida sem Paredes - Uyuni (3)

Relógio

Vida sem Paredes - Uyuni (8)

Centro de Uyuni

Vida sem Paredes - Uyuni (11)

Comidas em Uyuni

Restaurante 16 de Julio: Cerveja Potosina 1l. = 38 bolivianos / Jantar – Steak Lhama com arroz e papas fritas (batatas fritas) = 60 bolivianos

Vida sem Paredes - Uyuni (10)

Pôr do Sol no Salar

 

Uyuni foi a sexta cidade do nosso Mochilão Bolívia-Peru. Confira nos links abaixo os posts de lugares anteriores e fique de olho: em breve tem informações detalhadas sobre o Salar de Uyuni aqui no Vida sem Paredes.

Tarabuco: a imperdível feira indígena

O que fazer em Sucre

 

Uyuni – Bolívia: cerca de 10 mil habitantes | cerca de 3.650 metros de altitude

Quando: Abril de 2016

Por Camila Coubelle

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

3 Comments

  1. Pingback:Nossas incríveis sensações no Salar de Uyuni | Vida Sem Paredes

  2. Pingback:Salar de Uyuni: tudo que você precisa saber antes de ir

  3. Muito obrigada!!! Estava super perdida sobre os melhores caminhos a seguir pela Bolívia e suas dicas estão me ajudando muito!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *