7 cidades para conhecer no sul de Minas Gerais

 

“Minas Gerais é um estado de espírito”, é o que dizem por aí. E de fato, as cidades de Minas Gerais são um convite ao descanso e lazer, seja pelas belezas naturais, pelo valor histórico ou pela gastronomia. E a mineirada está mesmo associada à comida: é pão de queijo, cachaça, queijos dos mais variados, broa de fubá e aquele “cafezin”.  Sem falar naquela prosa a qualquer hora do dia. Não dá pra resistir, né?!

As cidades do sul de Minas Gerais guardam um charme especial, um jeitinho gracioso de levar a vida em meio a serras, montanhas, águas medicinais, queijos, cavalos e cachoeiras, muitas cachoeiras! Se você pensa em visitar o estado, precisa conferir nossas dicas de cidadezinhas mineiras cheias de encanto, o tipo de turismo que oferecem e, quem sabe, conciliar a visita a mais de uma. (Veja no Google Maps onde ficam).

 

7 cidades para conhecer no sul de Minas Gerais:

 

  1. Caxambu

 

Caxambu é uma das cidades que fazem parte do Circuito das Águas em Minas Gerais. É conhecida como um dos maiores complexos hidrominerais do mundo e suas águas têm, comprovadamente, propriedades medicinais. O parque da águas é o principal atrativo da cidade que fica na rota do Caminho Velho da Estrada Real.

Caxambu é o lugar ideal para quem busca paz e sossego para passear com a família. Confira como chegar, veja informações úteis e dicas do que fazer e visitar:

Leia mais: O que há de melhor para se fazer em Caxambu

Onde se hospedar em Caxambu

 

  1. São Lourenço

 

São Lourenço também está na rota do Circuito das Águas. É cercada pela Serra da Mantiqueira e tem o Parque das Águas como cartão-postal. O Parque tem 490 mil m², com área para toda a família, crianças, idosos.

A cidade tem uma ampla rede hoteleira que recebe turistas de todo o mundo, seja a procura de suas fontes de águas medicinais, em busca de dias tranquilos, curtindo um friozinho de serra ou aproveitando os vários eventos culturais que rolam durante todo o ano.

Descubra tudo que o parque oferece aos visitantes:

Leia mais: Pontos turísticos de São Lourenço

Onde se hospedar em São Lourenço

 

  1. Cruzília

 

Diferente das cidades ao redor, Cruzília não é conhecida por suas fontes de água, e sim pelos queijos premiados (e maravilhosos!) e pela criação do cavalo Mangalarga Marchador, uma das raças mais nobres do mundo. A cidade abriga um museu dedicado à história da criação dos cavalos na cidade, berço da raça no país.

Sobre os queijos? Ah, só de falar já dá água na boca. Os laticínios de Cruzília são famosos em todo o Brasil pela fabricação de queijos especiais, sendo que quatro deles são os campeões em feiras espalhadas pelo país. Se você for conhecer Cruzília, com certeza vai sair com as sacolas cheias e com muita vontade de voltar.

Confira abaixo tudo que tem no museu e quais queijos são produzidos nessa cidade do Caminho Velho da Estrada Real:

Leia mais: O que fazer em Cruzília

Onde se hospedar em Cruzília

 

  1. Baependi

 

Também no Caminho Velho da Estrada Real, em Baependi, além da religiosidade, ainda é possível encontrar boa comida e várias cachoeiras. A religiosidade vem do Santuário de Nhá Chica, que ganhou esse nome após a beatificação de Francisca Paula de Jesus, em 2013. A missionária viveu na cidade e foi considerada a “mãe dos pobres” em Baependi e região.

Além da Igreja, que guarda os restos mortais da beata, também existe um museu na casinha simples onde ela vivia e onde é possível saber mais sobre a história de Nhá Chica.

Já as cachoeiras estão ao redor da cidade e atraem ecoturistas interessados em praticar canyoning, rapel, isso sem falar nas trilhas e picos para quem gosta de caminhadas, cavalgadas, montanhismo e escaladas.

Confira algumas cachoeiras da cidade que valem a pena a visita e outras dicas do que fazer lá:

Leia mais: O que fazer em Baependi

Onde se hospedar em Baependi




  1. Carrancas

 

Você gosta de trilhas, aventuras, cachoeiras? Então vai adorar Carrancas. A cidadezinha no sul de Minas com cerca de 4 mil habitantes tem ar bucólico do interior e ecoturismo pulsante. As dezenas de cachoeiras ao redor da cidade levam turistas de várias partes do mundo em busca de contato com a natureza e diversão em meio a paisagens incríveis.

Dá para passear com a família, aproveitar com os amigos ou fazer aquele programinha de casal, já que Carrancas oferece uma boa carta de restaurantes e eventos ligados à gastronomia. Isso sem falar naquele friozinho charmoso da serra da Mantiqueira.

Descubra os complexos de cachoeiras nessa deliciosa cidade do sul de Minas Gerais:

Leia mais:Conheça as melhores cachoeiras em Carrancas

Onde se hospedar em Carrancas

 

  1. São Thomé das Letras

 

“Tem que ver pra crer”, já dizia um antigo samba enredo. São Thomé é dessas cidades em que você só acredita vendo. As cachoeiras e o misticismo são o ponto alto da cidade, que é cercada por várias comunidades autossustentáveis e que cultuam a natureza. A arquitetura da cidade, toda feita de pedras, impressiona os turistas mais desavisados e encanta quem busca o sossego da “montanha mágica”.

Durante o ano, São Thomé comemora dois principais eventos que deixam a montanha movimentada: a festa da cidade, em agosto, e o réveillon. Mas a nossa dica é fugir dos feriadões, já que a cidade vem sendo muito procurada nos últimos anos e suas ruazinhas estreitas quase não dão conta de tantas pessoas.

Olha só as cachoeiras, grutas e atrativos da região de São Thomé:

Leia mais: 10 motivos para visitar São Thomé das Letras

Onde se hospedar em São Thomé das Letras

 

  1. Aiuruoca

 

Simplicidade, acolhimento e gratidão, palavras que descrevem muito bem Aiuruoca. Com cerca de 6 mil habitantes a cidade é a porta de entrada para o Pico do Papagaio, uma formação rochosa com 2.105 metros de altitude.

O mar de morros é o principal atrativo da cidade, que também é cheia de cachoeiras e casa do Vale do Matutu, uma APA (área de proteção ambiental) onde os moradores vivem em perfeita harmonia com a natureza. Uma delícia de lugar para relaxar e esquecer dos problemas, definitivamente.

Descubra algumas experiências incríveis para viver lá, como chegar, quais cachoeiras visitar e muito mais:

Leia mais: 6 experiências para viver no Vale do Matutu

Onde se hospedar em Aiuruoca

 


 

Pronto! Agora você já sabe um pouquinho sobre essas 7 cidades para conhecer no sul de Minas Gerais e, com certeza, já pode montar o seu roteiro pela serra da Mantiqueira. Se você adora outras cidades bacanas no interior desse estado maravilhoso, conta pra gente nos comentários!
 

Organize sua viagem aqui no vida sem paredes
 

Precisa alugar um carro? Compare os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele em até 12x sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com

Faça uma cotação de seguro viagem, compare os preços de várias seguradoras e pague em até 12x ou com desconto no boleto bancário no Seguros Promo. Use nosso cupom de desconto e viaje tranquilo: VIDASEMPAREDES5

 


7 cidades para conhecer no sul de Minas Gerais

Por Nange Sá

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

Um Comentário

  1. Pingback:Como chegar na Cachoeira da Fragária em Itamonte (MG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *