O que fazer em Valparaíso, a cidade-cor do Chile

 

Valparaíso é um destino muito procurado pelos turistas que visitam o Chile e até pelos próprios chilenos, que encontram em suas inúmeras atrações motivos para voltar sempre. Por ser muito próxima a Santiago – cerca de 120 km – é possível fazer um bate-volta e até conciliar o tour com a vizinha Viña del Mar.

Mas a gente recomenda passar pelo menos uma noite na cidade para poder aproveitar, por exemplo, a badalação dos bares. Além de conhecer um outro lado da cidade que é impossível de se fazer em uma visita rápida: suas desigualdades, seu ecletismo e seu caos, típicos das cidades portuárias.

Entre os atrativos de Valparaíso, os painéis de graffiti e morros (os famosos cerros) são os principais. Turistas do mundo inteiro visitam Valparaíso para conhecer suas cores e sua arte pulsante. Entre as ruas, morros e vielas, descobrimos pinturas, desenhos e várias intervenções artísticas que nos fariam caminhar ali por dias.

Pelas construções coloniais e importância histórica, Valpo, como é carinhosamente chamada, é Patrimônio Cultural da Humanidade, declarado em 2003 pela Unesco.

Todo mundo falou para a gente ter cuidado com câmeras e bolsas nas ruas de Valparaíso. E claro, acatamos, porém, não tivemos ou presenciamos nenhum problema durante os 3 dias que ficamos lá.

Confira as dicas do que fazer em Valparaíso. Conheça os pontos turísticos, como circular e como conhecer melhor os atrativos da cidade.

O que fazer em Valparaíso, Chile

Os cerros e suas casinhas coloridas

O que fazer em Valparaíso, Chile O que fazer em Valparaíso, Chile

 

Leia também: O que fazer em Viña del Mar

 

Atrações em Valparaíso, Chile:

 

  1. Plaza Sotomayor e Centro Histórico

 

É a praça principal e seu nome é uma homenagem a Rafael Sotomayor, advogado chileno que lutou em várias disputas em nome do país. Lá está o grandioso Monumento à Todos os Heróis de Iquique, com os restos mortais de soldados que atuaram nos combates no século XIX. Ponto de referência, a praça fica bem pertinho do Porto de Valparaíso e de algumas construções históricas do centro comercial. É um ponto para ver o vai e vem dos trolebuses, uma espécie de ônibus elétrico que circula em uma rota guiada por fios, parecidos com os bondes.

Ali tem uma feirinha, vários cafés e restaurantes e é ponto de encontro do free walking tour em Valparaíso (veja adiante).

O que fazer em Valparaíso, Chile: Plaza Sotomayor

Plaza Sotomayor

O que fazer em Valparaíso, Chile: centro histórico e trolebuses

Trolebuses circulando no centro histórico

 

  1. Porto de Valparaíso

 

É no Porto de Valpo que se concentram as principais atividades econômicas dos porteños (quem nasce em Valparaíso é chamado assim), a pesca e a exportação, que transfere toneladas de produtos para todo o mundo. Além disso, no porto mais importante do Chile é possível ver navios de guerra a espera da próxima viagem, fora a bela vista da baía e do Oceano Pacífico.
O porto existe desde o século XVIII e as lanchas dali são consideradas patrimônio imaterial do lugar. É um ponto turístico super tradicional de Valparaíso.

O que fazer em Valparaíso, Chile: porto

O porto é um dos principais pontos turísticos

O que fazer em Valparaíso, Chile: porto

 

Não esqueça o seguro viagem
Faça uma cotação, compare os preços de várias seguradoras e pague em até 12x ou com desconto no boleto bancário no Seguros Promo. Use nosso cupom de desconto e viaje tranquilo: VIDASEMPAREDES5

 

  1. Passeio de barco

 

São uma atração alternativa para quem quer conhecer a importância do porto e dos navios atracados. Eles percorrem o chamado Circuito Muelle Prat durante 30 minutos. Circulamos pelas águas do Pacífico e entendemos um pouco do valor desse porto para o Chile. Nem sempre entendemos perfeitamente o que os barqueiros falam, mas nada que atrapalhe o passeio. O tour custa 3.000 CLP, algo em torno de R$ 15,00 (fev/2018), e pode ser contratado diretamente no porto. A melhor parte do passeio é a vista panorâmica dos cerros de Valparaíso, sob um outro ângulo.

O que fazer em Valparaíso, Chile: porto

Valparaíso vista do barco

 

  1. Praias

 

Diferente de Viña del Mar, as praias de Valparaíso não são as atrações principais da cidade, embora sejam frequentadas e disputadas pelos chilenos no verão.
As mais conhecidas são a Las Torpederas e Caleta Portales, mas nós não visitamos. Vale lembrar que mesmo no verão as praias têm um vento gelado do Pacífico.

 

  1. Bares e restaurantes

 

O que não falta em Valparaíso são bares, restaurantes, cafés e bistrôs. Seja no centro histórico ou nos cerros, você sempre vai encontrar um lugar para saborear a deliciosa comida local, especializada em frutos do mar, ou petiscar tomando uma cerveja. Quando o sol vai embora (após as 21h no verão), porteños e turistas se encontram para aproveitar um animado happy hour.

DICA: Na Avenida Ecuador há uma grande concentração de bares com preços mais acessíveis do que os da Rua Almirante Montt. São menos turísticos, mas muito mais badalados. Na Almirante Montt há ótimas opções, mas ficam lá em cima.

 

O que fazer em Valparaíso, Chile: bares e restaurantes

Bares perto da Fonte Bavaria

O que fazer em Valparaíso, Chile: bares e restaurantes

Av. Ecuador

 

  1. Painéis e graffitis

 

Ouso dizer que esta é a principal atração de Valparaíso. Isso porque os painéis com frases e desenhos estão por toda parte e alguns são, inclusive, de artistas famosos. O museu a céu aberto é o cenário ideal para várias fotos.
O walking tou é o melhor jeito de conhecer o contexto histórico, social e cultural dos graffitis e ir além das fotos legais.

O que fazer em Valparaíso, Chile: murais e graffitis

Os murais e graffitis são a grande atração de Valpo

O que fazer em Valparaíso, Chile: murais e graffitis

Até as diversas escadarias são coloridas

O que fazer em Valparaíso, Chile: murais e graffitis

As escadarias ligam a parte baixa aos cerros (clique e veja maior)

O que fazer em Valparaíso, Chile: murais e graffitis O que fazer em Valparaíso, Chile: murais e graffitis

 

  1. La Sebastiana – Casa de Pablo Neruda

 

Uma das casas do poeta Pablo Neruda está entre os cerros de Valparaíso. A La Sebastiana (sim, as casas de Neruda tinham nome), fica bem no alto, com vista pra baía e pra cidade ao redor. Após a morte do artista, suas casas foram transformadas em museus que guardam relíquias que ele costumava colecionar.

A entrada custa 7.000 pesos (cerca de R$35,00 fev/2018) e o museu fica fechado às segundas. A visita é áudio guiada e dura uns 45 minutos.

O que fazer em Valparaíso, Chile: a casa museu de Pablo Neruda

La Sebastiana: a casa museu de Pablo Neruda em Valparaíso

Leia também: La Sebastiana, a casa museu de Pablo Neruda em Valparaíso

 

  1. Free Walking tour com a Tour 4 Tips

 

Ao chegar em Valparaíso você é logo absorvido pela quantidade de informação visual que a cidade oferece. É um vai e vem de pessoas e um sem fim de morros, graffitis e cores. Fica até difícil se orientar em meio a tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo. Se você quer aproveitar o que Valpo tem de melhor, sem perder tempo tentando encontrar a saída de uma rua, nossa dica é procurar a galera do Tour 4 Tips.

Eles fazem dois tours diários a pé, contando a história da cidade e indicando pontos que são legais para você visitar. Tudo isso levando em conta os aspectos culturais, sociais e históricos da cidade.

Os “Wallys”, como são chamados os guias, ficam à disposição dos turistas na Plaza Sotomayor. Os tour começam pontualmente às 10h e às 15h, em inglês e espanhol, e duram 3 horas. O melhor disso tudo é que a empresa não trabalha com um valor fixo. Você paga o que achar que o serviço vale. Nós fizemos e, realmente, foi muito bom.

O que fazer em Valparaíso, Chile: walking tour

O walking tour é uma das formas de entender o contexto social e cultural dos graffitis (clique e veja maior)

 

  1. Cerros

 

Valparaíso é dividida entre a parte plana (El Plan) e os morros (Cerros). Ao todo são 45 cerros que formam o cartão-postal da cidade. É neles que está concentrada a maior parte das construções que simbolizam a arquitetura de Valparaíso e que deu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Os cerros mais famosos são o Concepción e o Cerro Alegre. Você pode chegar até os cerros a pé, por escadas (algumas com mais de 100 degraus) ou pelos ascensores.
Cerro Artillería, Cerro Barón, Cerro Bellavista, Cerro Cordillera, Cerro Flórid e Cerro Santo Domingo também são muito visitados. Não recomendam visitar os demais cerros por questões de segurança.

O que fazer em Valparaíso, Chile: cerros

Cerro Concepción

O que fazer em Valparaíso, Chile: cerros

Cerro

 

  1. Ascensores

 

Você pode chegar aos cerros a pé, mas se quiser poupar um pouquinho as pernas, pode subir nos ascensores, uma espécie de elevador funicular que facilita a chegada aos pontos mais altos da cidade. Dos 30 ascensores que já existiram em Valparaíso, cerca de 15 continuam em funcionamento.

Mas os guias da Tour 4 Tips nos recomendaram pegar o Reina Victoria, que desembarca no Cerro Alegre e o Artilleria, que vai dar no Paseo 21 de Mayo. Tanto na ida, quanto na volta, o passageiro paga 300 pesos – cerca de R$ 1,50 (fev /2018)

O que fazer em Valparaíso, Chile: ascensores

Reina Victoria

 

  1. Paseo 21 de Mayo

 

Eu, particularmente adorei o Paseo 21 de Mayo. Além de ter uma das melhores vistas de Valparaíso, o lugar ainda tem uma feirinha de artesanato que rola de comprar lembrancinhas pra todo mundo. O paseo também dá acesso ao Museu Naval e Marítimo de Valparaíso.

O que fazer em Valparaíso, Chile: Paseo 21 de May

Paseo 21 de Mayo

O que fazer em Valparaíso, Chile: Paseo 21 de May

Vista do Paseo 21 de Mayo

 

Como circular em Valparaíso

 

Para conhecer bem uma cidade, é sempre bom caminhar por suas ruas. Em Valparaíso não é diferente. Mas como a cidade tem muitos morros, você pode utilizar algum transporte que facilite seu tour. Se ficar hospedado na região da Avenida Ecuador (como nós) é possível circular por todas as atrações a pé, e usar os ascensores para chegar a alguns cerros.

Dá pra andar de ônibus, mas é preciso ficar atento ao lugar para onde está indo, pois os motoristas correm muuuuito. Na rua da Plaza Sotomayor você encontra opções para vários pontos da cidade e basta se informar por ali. Custam de 200 a 400 pesos (de R$1 a R$2).

Há também a opção de pegar os chamados coletivos, táxis que circulam por uma rota definida e pegam outros passageiros no caminho (Custam 400 pesos). Você também pode utilizar o Uber e os táxis convencionais.

 

Segurança

 

Várias pessoas vão falar com você pra tomar cuidado com a câmera ou com o celular na mão. Embora não haja violência por ali, há alguns casos de furtos na região central, principalmente, perto da rodoviária e do porto e nos cerros. Não tivemos nenhum problema, mas não custa ficar de olho, né?!

 

Como chegar a Valparaíso

 

Há vários ônibus que levam a Valparaíso, a partir de Santiago, saindo do Terminal Alameda. As principais empresas com viagens nesse trecho são a Pullman e a Turbus. Não é preciso reservar passagem com antecedência, pois a cada 15 ou 30 minutos têm um ônibus saindo com destino a Valpo ou Viña del Mar. Os preços variam entre 3.200 e 7.000 pesos chilenos (em torno de R$ 16,00 e R$ 32,00), de acordo com o horário e o dia da semana.

 

Dicas para visitar Valparaíso:

 

– Use roupas leves e confortáveis;

– Como o clima é seco, leve sempre uma garrafa de água com você;

– Se precisar trocar dinheiro, dê preferência às casas de câmbio perto da Plaza Sotomayor ou da Fonte Bavaria;

– Existe um posto de informações turísticas na rodoviária. Aproveite para pegar um mapa da cidade.

– Se pegar ônibus para transitar na cidade, peça o boleto ao motorista. Caso aconteça algum acidente (espero que não), quem não tiver boleto, não pode cobrar que a empresa arque com os custos de hospital, por exemplo. Isso é beeeem louco!



Onde se hospedar em Valpo

 

Como é muito turística, Valparaíso tem uma vasta oferta de hotéis e hostels. Se quiser ficar em um local com boa vista da baía, o Cerro Concepcion é uma boa dica. Lá há alguns bons hotéis e hostels, e há vários restaurantes ao redor. É uma região turística e mais segura.

perto do porto a melhor opção é o Ibis.

Acho que o melhor trecho para se hospedar e circular a noite, onde têm variedade de bares e restaurantes, além de vários serviços, é desde o começo da Avenida Ecuador, subindo rua acima. Nós optamos por um Airbnb por ali e conseguimos ótimos preços. Clique aqui e ganhe R$130,00 de bônus na sua primeira reserva.

 

Confira abaixo todas as opções, fotos e preços de hospedagem em Valparaíso.

 

Organize sua viagem aqui no vida sem paredes
Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opções de cancelamento gratuito e pagamento no check-in através da Booking.com
Precisa alugar um carro? Compare os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele em até 12x sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com
Faça uma cotação de seguro viagem, compare os preços de várias seguradoras e pague em até 12x ou com desconto no boleto bancário no Seguros Promo. Use nosso cupom de desconto e viaje tranquilo: VIDASEMPAREDES5
Ao reservar com um de nossos parceiros através dos nossos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços e não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda o blog a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3

 

O que fazer em Valparaíso, Chile
Data da viagem: fevereiro de 2018

por Nange Sá

As dicas te ajudaram?

 Pra não perder nenhuma informação ou roteiro, fale com a gente no FACEBOOK, INSTAGRAM, PINTEREST ou YOUTUBE

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *