InícioBRASILTrilha do Morro Dois Irmãos no Vidigal (RJ)

Trilha do Morro Dois Irmãos no Vidigal (RJ)

Com poucos minutos de caminhada na trilha do Morro Dois Irmãos já é possível avistar paisagens espetaculares do Rio de Janeiro.

É difícil acreditar que em apenas um quilômetro e meio de distância, veremos tantas belezas a caminho do morro que tem dois cumes semelhantes, como irmãos siameses.

Bem ali, no coração do Vidigal, a comunidade carioca famosa por essa e outras atrações, a montanha tira onda com a generosidade da natureza e deixa de queixo caído turistas e trilheiros que visitam o local.

Confira como foi e veja as dicas para ir também! E antes de visitar a atração, consulte as condições de segurança atuais na comunidade.

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-8
Visão do cume do Morro Dois Irmãos

Morro Dois Irmãos, Vidigal, RJ: como é a trilha, como visitar, tour guiado e dicas

  1. Como é a trilha
  2. Como chegar
  3. Trechos da trilha (e mirantes)
  4. Vista do cume (+fotos)
  5. Outras atrações no Vidigal
  6. Dicas
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-2
Pedra da Gávea e praia de São Conrado vista de um dos mirantes da trilha

Como é a trilha do Morro Dois Irmãos

A trilha é bem acessível, com apenas 1,5km de ida. O ponto mais alto, com 533 metros de altitude, foi alcançado por mim e João Victor em cerca de uma hora de caminhada, parando para admirar cada mirante do caminho. (João é um amigo que já foi em outras viagens relatadas aqui no Vida sem Paredes: São Paulo, Santuário da Água Santa e Maceió).

Muitos visitantes relatam que viram pessoas armadas no Vidigal. Apesar disso intimidar, os visitantes que desejam fazer a Trilha do Morro Dois Irmãos são bem-vindos.

Se preferir, contrate um tour guiado para a Trilha do Morro Dois Irmãos aqui. O passeio inclui transfer de ida e volta do hotel, e guia em português.

Como chegar no Vidigal e na Trilha do Morro Dois Irmãos

Quem vem da Rodoviária Novo Rio pode pegar a Linha Troncal 04 no Terminal Henrique Otte (ao lado da rodoviária). Essa linha passa na porta do Vidigal.

Nós fomos de metrô (Linha 4) até a Estação Jardim de Alah que fica quase em frente à orla entre Ipanema e Leblon, onde tem um ponto de ônibus.

Depois, pegamos a Linha Integrada 9 ali na Avenida Niemeyer, a poucos metros da saída do metrô. Mas há várias linhas que passam em frente ao começo da Av. Presidente João Goulart, a avenida principal do Vidigal.

Não demoramos nem dez minutos dentro do ônibus e assim que descemos, os diversos mototáxis que ficam por ali vieram nos abordar oferecendo o serviço.

Já vi pessoas que pagaram R$ 5 e até R$ 10 reais no trajeto até a entrada da trilha, mas nos cobraram R$ 3,50.

Em 5 minutos de sacolejo na garupa, chegamos até a Vila Olímpica do Vidigal, onde começa a trilha do Morro Dois Irmãos.

ALUGUEL DE CARRO em até 3x sem juros no cartão sem IOF ou com 5% de desconto no boleto. Compare preços das locadoras no Rentcars.com.

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-12
A entrada da trilha fica dentro da vila Olímpica do Vidigal

Trechos da Trilha do Morro Dois Irmãos:

Início

Logo que se começa a subir, uma cidade dentro da cidade chama a atenção. É a Rocinha! Enorme, mas que dali parece um quadro pintado à mão.

Seus mais de 800 mil metros quadrados de extensão parecem uma cidade de brinquedo vista do Vidigal.

Percebemos o contraste com os prédios luxuosos dos bairros ao lado, Gávea e São Conrado, e alguns prédios coloridos que destacam no meio da comunidade.

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-1
Rocinha vista de um dos mirantes
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-9
A visão panorâmica de um dos mirantes: Pedra da Gávea, Pedra Bonita, Rocinha

Consulte opções de hospedagem no Rio de Janeiro, com possibilidades de cancelamento gratuito e pagamento no check-in.


Condições da trilha e Mirantes no caminho

Seguindo em frente, de tempos em tempos encontramos um mirante com outras lindas vistas da cidade maravilhosa.

Em certo momento, o sol escaldante do Rio de Janeiro é abrandado por uma vegetação mais alta e densa, mas por pouco tempo. Não pense que por causa dessa vegetação o caminho se dificulta.

Quando fomos ao Morro Dois Irmãos, a trilha estava muito bem marcada e aberta. Não havia qualquer sinalização, mas quem está acostumado a trilhar não encontrará dificuldade.

Em algumas bifurcações pelo caminho, basta seguir pela opção mais aberta à esquerda.

Se não fosse pelo sol forte que quem começa a trilha ao meio dia tem de enfrentar, diria que a caminhada foi muito agradável.

Eu recomendo que você comece mais cedo, ou vá mais ao fim da tarde para o ver o pôr do sol de lá. Ouvi dizer que é lindo!

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-3
É para sentar e admirar!

Atrações vistas do cume do Morro Dois Irmãos

Avistamos a ponte Rio-Niterói, a praia de São Conrado, a Pedra da Gávea e a Pedra Bonita cercadas pelo verde da Floresta da Tijuca, maior floresta urbana do mundo.

Quando chegamos, a visão panorâmica da orla da Zona Sul do Rio, de Botafogo ao Leblon nos fez esquecer o sol quente.

Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Ilhas Cagarras, Lagoa Rodrigo de Freitas – cujo formato de coração fica evidente dali de cima – um conjunto e tanto de pontos turísticos da cidade está todo ali ao alcance do olhar e das fotos clássicas.

Depois de quarenta minutos lá em cima e alguns retoques no protetor solar, descemos em menos de quarenta minutos, para caminhar pelas ruas do Vidigal e conhecer outras atrações da comunidade.

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-4
Visão do cume: Cristo Redentor, Lagoa Rodrigo de Freitas, Pão de Açúcar, praias da Zona Sul
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-5
A orla parece pequena vista daqui
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-7
Ilhas Cagarras

Outras atrações no Vidigal

Paramos no Sitiê, o parque ecológico que foi um lixão a céu aberto por mais de 25 anos ali no alto do morro do Vidigal, hoje, transformado em Parque Ecológico Sitiê.

O próprio Mauro, idealizador do projeto, nos contou – como já deve ter feito inúmeras vezes – a história do local. Falou sobre os familiares que o chamavam de louco quando começou a retirar o lixo, da dificuldade em reverter o hábito de jogarem lixo ali, da ideia de plantar uma horta a ser compartilhada entre os moradores, e das atuais oficinas de reciclagem e reaproveitamento de objetos encontrados no lixo. Nos encantou a mesinha feita de aro de bicicleta e pneu.

O espaço florido e com vista para o mar hoje é reconhecido por inúmeros turistas estrangeiros e já ganhou seus louros. Adoramos conhecer esse lugar que é inspirador e motivo de exemplo para todos.

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-18

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-15
São centenas de pneus reaproveitados
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-16
A mesinha de aro e pneu
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-17
Um mirante do Sitiê

A segunda parada, ao contrário, foi decepcionante. João e eu, fãs do Nós do Morro e de vários atores saídos dali, fomos até o casarão que é sede do grupo, na esperança de ver pelo menos uma memória fotográfica.

Lá, ficamos sabendo que o espaço só é aberto à visitação para patrocinadores e apoiadores, com agendamento por e-mail.

Seguimos descendo as ruas estreitas do Vidigal, analisando a altura do Morro Dois Irmãos, que pode ser visto de vários pontos, parando para um café e uma cervejinha, e perambulando até o “asfalto” a tempo de ver o sol se pôr lindamente nos morros, coroando nosso dia de rolê no Rio de Janeiro da forma mais carioca possível: com os pés na areia.

vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-19
O Morro Dois Irmãos visto da praia de Ipanema
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-13
Morro Dois Irmãos visto do Vidigal
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-11
Mais um mirante
vida-sem-paredes-morro-dois-irmaos-vidigal-10
À esquerda, Pedra da Gávea, à direita, Corcovado

Dicas para quem quer fazer a trilha no Morro Dois Irmãos:

  • Não esqueça o protetor solar, já que a maior parte da trilha é aberta e o sol não perdoa.
  • Leve repente.
  • Leve pelo menos um litro de água. Bem no alto do morro havia dois vendedores locais com um isopor cheio de bebidas geladas o que permite a sua reposição, mas nunca se sabe.
  • Leve um lanchinho para repor as energias lá em cima.
  • Traga de volta todo o seu lixo e não jogue nada no caminho.
  • Cuidado com cigarros ou qualquer possibilidade de causar incêndios no local.
  • Respeite o lugar.

+ sobre o Rio de Janeiro:

Trilha da Pedra do Pontal

Trilha Transcarioca, maior percurso do Rio

Praias do Rio de Janeiro

O que fazer no Boulevard Olímpico

5 praias selvagens do Rio de Janeiro

Museu do Amanhã

Por Camila Coubelle



Vida sem Paredes
Vida sem Paredeshttps://vidasemparedes.com.br/
Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.