InícioAMÉRICA DO SULFarol Santander: o que fazer no edifício icônico de São Paulo

Farol Santander: o que fazer no edifício icônico de São Paulo

O Farol Santander é um espaço que reúne cultura, lazer, gastronomia e empreendedorismo, localizado no centro de São Paulo. O antigo “Banespão”, ou Edifício Altino Arantes, foi modernizado e reaberto ao público como Farol Santander.

A atração conta com museu com grande acervo permanente e exposições temporárias, além de oferecer uma vista incrível de São Paulo, em um mirante no 26º andar.

 

Confira tudo sobre a visita ao Farol Santander e descubra quanto custa, como chegar e o que fazer em uma das atrações icônicas do centro de São Paulo.

 

farol santander
Farol Santander é uma das atrações importantes do centro de São Paulo

Leia depois:

Atrações imperdíveis da Avenida Paulista

O que fazer no Bairro da Liberdade, SP

O que é o Farol Santander?

Inaugurado em 1947 para sediar o Banco do Estado de São Paulo, no centro efervescente da cidade, o Edifício Altino Arantes teve sua arquitetura inspirada no famoso Empire State Building, em Nova York.

Posterirormente conhecido como Edifício Banespa, ou “Banespão”, o prédio com mais de 160 metros de altura e 35 andares foi o mais alto da cidade por mais de 20 anos, e na década de 40, foi considerado a maior construção de concreto armado do mundo.

E em 2018, foi reformado e, além do mirante, agora são onze andares abertos à visitação, com atrações para todos os gostos. Lá ainda há um loft de luxo, restaurante, café, bar e pista de skate.

farol santander sao paulo
O mirante localizado no 26º andar é um dos pontos imperdíveis da atração
banespao sao paulo
No mesmo andar do mirante, há um charmoso café, que pode ser visitado de forma separada das exposições

Por que visitar o Farol Santander?

– O mirante 360º tem raio de visão de 40km. Isso significa ver os prédios da Avenida Paulista, as principais construções do centro (como o Mercadão de São Paulo), o Pico do Jaraguá, a Serra do Mar, entre outros.

– O espaço tem 4 eixos de visitação: Memórias, Experiências, Exposições e Gastronomia.

– No saguão da entrada, há um lustre de cristal que pesa uma tonelada e meia, tem 13 metros de altura e 10 mil peças montadas no mesmo formato do edifício.

– O prédio é grandioso e tem 14 elevadores, 900 degraus e 1.119 janelas.

– Tem exposição permanente do artista Vik Muniz, com sete painéis feitos com mais de 10 toneladas de sucata.

[su_note note_color=”#edede0″ text_color=”#0c0b0b”]Funcionamento: terça a domingo das 9h às 18h, com possibilidade de permanecer no prédio até às 20h.

Endereço: Rua João Brícola, 24, Centro, São Paulo

Como chegar: a forma mais econômica é de metrô, sendo que a estação mais próxima é a São Bento (Linha Azul). O bilhete custa R$ 4,40 (abr/2020). [/su_note]

Quanto custa o ingresso do Farol Santander?

O custo da visita completa é de R$ 25 (abr/2020) para o público em geral. Há meia-entrada, e clientes Santander pagam R$ 22,50. Esse ingresso inclui a visita ao museu, exposições e mirante.

A visita apenas ao mirante e café custa R$ 17. Ainda há outros espaços voltados a experiências, pagos à parte, como a pista de skate e o loft, por exemplo.

Os ingressos para o Farol Santander podem ser comprados na bilheteria ou pelo site e dependendo da época, é melhor comprar antecipado, pois o local tem limite de 800 visitantes por dia.


>> Imperdível: tour a pé no centro de São Paulo <<


Como visitar o Farol Santander

Essa região pode ser visitada a pé, inclusive nós temos um artigo completo sobre o que fazer no centro de São Paulo. Perto do Farol Santander estão atrações importantes como o Mosteiro São Bento, o Sesc 24 de Maio, a Praça e a Catedral da Sé, o Edifício Martinelli, a Galeria do Rock e muitos outros. Dá para fazer um roteiro de um dia por ali.

A duração da visita completa ao Farol Santander é de cerca de 1h30, incluindo todo o acervo e exposições. Entretanto, é possível visitar apenas o mirante, em cerca de 15 minutos, isto, sem aproveitar o café.

Os outros espaços gastronômicos (bar e restaurante) também podem ser visitados à parte.

farol santander sp
O lindo lustre que imita o formado do prédio pesa 1,5 toneladas

O que fazer no Farol Santander

O espaço tem 4 eixos de visitação:

o que fazer no farol santander
Confira o “mapa” de atrações e exposições
  1. MEMÓRIA

– Hall do Térreo

– Espaço Memória (2º, 3º e 5º andar)

– Vista do 4 por Vik Muniz (4º andar)

– Mirante e Café do 26 por Suplicy (26º andar)

 

Aqui é onde a visita começa. Depois do hall, onde estão o lustre e a bilheteria, o tour segue para o 2º andar, onde assistimos a um vídeo com a história do prédio, e para o 3º, que conta a história da nossa moeda, desde os tempos dos réis até o real.

No 4º andar está a concorrida exposição permanente de Vik Muniz, com sete enormes fotos que retratam o entorno do edifício. E um detalhe: as paisagens foram recriadas com mais de 10 toneladas de sucata.

E por último, no 5º andar, um acervo com móveis originais, telefones, máquinas, cofres e outros objetos que reproduzem os bancos de antigamente.

Ainda nesse tema, há o mirante, um dos pontos principais do Farol Santander, localizado no 26º andar. O local é seguro, com vidros, e tem sinalização indicando as atrações da cidade. Lá funciona um café da rede Suplicy Cafés Especiais com mesinhas na varanda. Inclusive, é lá que acontece o famoso brunch no Farol Santander, aos finais de semana, das 9h às 16h, que já foi eleito o melhor da cidade pela Veja Comer e Beber.

farol santander mirante
Vista do mirante localizado no 26º andar
exposições farol santander
Exposição permanente do artista Vik Muniz
farol santander o que fazer
Vídeo inicial com a história do edifício
museu farol santander
Museu com acervo de móveis, documentos e objetos que contam como era um banco antigamente
  1. EXPOSIÇÕES

19º, 20º, 22º, 23º e 24° andares

 

Esses cinco andares recebem instalações de artistas brasileiros e internacionais, que apresentam exposições temporárias, geralmente com duração de quatro meses.

Para ser sincera, essa parte foi a que eu mais gostei. Na ocasião da minha visita, as exposições eram interessantíssimas, como a “Riscos e Rabiscos: Lendo a Cidade”, que apresentava cartazes, fotos, painéis e vídeos de sete artistas cujos projetos evidenciavam a linguagem visual da cidade de São Paulo, representada em placas de rua, grafites, cartazes e outros meios.

exposições farol santander
Exposição Riscos e Rabiscos: Lendo a Cidade
o que fazer no farol santander
Uma das exposições temporárias
  1. GASTRONOMIA

– Bar do Cofre por SubAstor (Subsolo)

– Boteco do 28 (28º andar)

– Cozinha do 31 por TOP CHEF (31º andar)

O Bar do Cofre, como o nome sugere, fica no subsolo, localizado dentro do antigo cofre de quando o prédio funcionava como banco. O bar funciona de quinta a domingo, a partir das 19h, e o grande destaque são os coquetéis inusitados, inspirados nos quatro cantos do Brasil, com petiscos à altura para acompanhar.

Já o Boteco do 28 é inspirado nos bares e restaurantes de tapas espanhóis. O espaço tem ambiente informal e clima descontraído.

Finalizando, o Cozinha do 31 tem formato de escola gastronômica, com 19 estações de trabalho voltadas para aulas e eventos gastronômicos.

Confira a agenda de eventos nos três ambientes no site.


>> Aproveite: ofertas de hospedagem em São Paulo <<


  1. EXPERIÊNCIAS

– Arena do 8 (8º andar)

– Pista do 21 (21º andar)

– Loft do 25 (25º andar)

Esses espaços completam o Farol Santander. A Arena voltada para eventos, pode ser alugada, mas também conta com agenda própria de palestras e debates.

Já a pista de skate, projetada pelo campeão mundial Bob Burnquist, tem percursos para iniciantes e avançados (R$ 50 por hora). Além de espaço para assistir, vestiário e uma vista incrível da cidade.

E o loft do Farol Santander, com de 400 metros quadrados e vista panorâmica, tem decoração art déco e cozinha equipada. A capacidade é para cinco pessoas para hospedagem e 40 para eventos.

Farol Santander Porto Alegre

Em Porto Alegre também existe um Farol Santander, localizado em um prédio histórico no centro da capital gaúcha, na Praça da Alfândega. O centro cultural tem programação semelhante ao de São Paulo e funciona de terça a sábado, das 10h às 19h; e aos domingos, das 11h às 18h. O ingresso custa até R$ 15 (abr/2020) e pode ser comprado pela internet. Aproveite para conferir nosso artigo sobre o que fazer em Porto Alegre.

Inclua o Farol Santander no seu roteiro em São Paulo, pois além de ser um espaço cultural bacana, só a vista já vale a visita. Se ficou alguma dúvida, é só falar!

 

+ de São Paulo:

Tudo sobre o Beco do Batman

8 atrações imperdíveis no Parque Ibirapuera

Museu Afro Brasil, SP

   

por Camila Coubelle



Vida sem Paredes
Vida sem Paredeshttps://vidasemparedes.com.br/
Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.