O que fazer em Cidade do Cabo, África do Sul

Atualizado em

Cidade do Cabo, no litoral da África do Sul, é uma das cidades mais bonitas e ecléticas que já visitei. Cape Town atende quem gosta de museus, trilhas, praias, belezas naturais, vinhos, gastronomia, enfim… tem de tudo, e é justamente por isso que você precisa separar pelo menos 7 dias para visitar a cidade.

Preparamos um roteiro com as principais atrações, melhores bairros para se hospedar, onde comer, preços de atrações, como se locomover na cidade e tudo que você precisa para aproveitar ao máximo. Confira o que fazer na Cidade do Cabo!

cidade do cabo africa do sul
Table Mountain é um dos cartões-postais de Cidade do Cabo, e uma das 7 maravilhas naturais do mundo

cidade do cabo
O pôr do sol é um dos programas imperdíveis na orla de Camps Bay

Como chegar em Cidade do Cabo, África do Sul

Não existem voos diretos do Brasil para a Cidade do Cabo, e a forma mais rápida de chegar é voando para o Aeroporto Internacional O.R. Tambo (JBN), em Johanesburgo. A South African e a Latam oferecem voos diretos para lá, com cerca de 9 horas de duração. De Johanesburgo, as empresas South African, Kulula, Mango e Fly Safair têm boa disponibilidade de voos para o Aeroporto Internacional da Cidade do Cabo (CPT), com duração de 2 horas.

Confira também as ofertas no ViajaNet e no SubViagens, que costumam vender voos conjugados para Cidade do Cabo, em uma única compra.

Ah, e deixo uma dica para quem gosta de Amarula: a garrafa de 1L; custa 150 rands (cerca de R$ 50 – nov/2019) no Duty Free do Aeroporto de Joanesburgo.

Melhor época

Cape Town tem estações bem definidas e simultâneas às do Brasil. Outono e primavera são duas épocas legais para visitar a cidade, com temperaturas amenas, enquanto o inverno é frio e chuvoso. O verão também é uma estação bem agradável para os passeios ao ar livre, época em que a cidade fica bastante cheia. Mas atente-se para o fato de que se você pretende fazer safáris por ali ou em outros lugares da África do Sul, o verão não é a melhor época para ver animais, embora não seja impossível.

Considero a primavera uma ótima estação para o turismo no destino. Nós fomos entre outubro e novembro, e apesar do sol esquentar a tarde, sempre estávamos com um casaco. Venta bastante nas praias e nas montanhas de Cidade do Cabo em qualquer época do ano, então, leve também um cachecol.

o que fazer na cidade do cabo
A Table Mountain costuma ficar encoberta ao longo do ano, mas tivemos sorte de vê-la aberta em diversos momentos

Quantos dias ficar

Cidade do Cabo é uma cidade com atrações suficientes para 10 dias ou mais. Eu recomendo pelo menos 7 dias para visitar as principais atrações com calma.

Confira a sugestão de roteiro:

Dia 1: Chegada + Sea Point + Mercado Mojo

Dia 2: Robben Island + V&A Waterfront

Dia 3: Table Mountain + Signal Hill com ou sem Lion’s Head

Dia 4: Castle of Good Hope + District Six Museum + Camps Bay Beach

Dia 5: Vinícolas em Constancia

Dia 6: Muizenberg + Boulders Beach + Cabo da Boa Esperança + Chapman’s Peak Drive + Hout Bay

Dia 7: Safári

Se tiver mais dias, cogite visitar outras praias como a Clifton Beach e a Bloubergstrand Beach, o bairro de casinhas coloridas chamado Bo-Kaap, o Green Market, o Kirstenbosch National Botanical Garden, as vinícolas de Stellenbosch, Franschhoek e Paarl.

Outras opções são percorrer parte da Garden Route, mergulhar com tubarões ou fazer passeios de barco para observação de baleias ou dos Big 5 Marinhos. Se pretende fazer safári no Kruger National Park, use o sétimo dia para essas opções.

Onde se hospedar, melhores bairros e hotéis

Antes de escolher onde ficar em Cidade do Cabo, tenha em mente que algumas atrações são distantes e será preciso utilizar táxi, Uber, ônibus turístico ou mesmo um carro alugado para se locomover. Mas há regiões onde você encontrará ótima oferta de bares e restaurantes ao redor, além de áreas de lazer e proximidade com a praia. Separamos algumas dicas de hospedagem nas áreas mais procuradas em Cidade do Cabo. Confira!

mapa cidade do cabo
Veja a localização dos bairros no mapa

⇒ Centro: embora esteja perto de várias atrações, como o Castelo da Boa Esperança, o Museu District Six e a Long Street, a região central de Cidade do Cabo segue o padrão das grandes cidades: é movimentada durante o dia, e mais deserta à noite. Também não há muitas opções de hotéis, no entanto as diárias são mais baratas que nas outras áreas. Dicas de hospedagem:

Econômico: 91 Loop Boutique Hostel

Custo-benefício: Cape Town Lodge Hotel 

Máximo conforto: The Capital Mirage Hotel

 

⇒ Camps Bay: a praia mais badalada de Cidade do Cabo é um ótimo lugar para se hospedar. Apesar de estar bem distante das atrações, a orla da Camps Bay é lotada de bares e restaurantes e fica muito animada, principalmente no horário do pôr do sol. A água do mar, no entanto, é gelada e dificilmente você pegará uma praia como no Brasil. Leve em consideração que, para ficar em Camps Bay é preciso estar de carro, pois o transporte até as atrações centrais vai ficar mais caro. Dicas de hospedagem:

Econômico: Finchley Guesthouse

Custo-benefício: Villa Atlantica Boutique Guesthouse

Máximo conforto: South Beach Camps Bay Boutique Hotel

 

⇒ Sea Point e Green Point: na nossa opinião, essas são as duas melhores regiões para se hospedar, por vários motivos: são áreas tranquilas, bem residenciais, próximas da praia e das atrações centrais, com bom custo-benefício, cheio de mercados, restaurantes e muitas ofertas de hospedagem. Nós ficamos em Green Point e achamos que valeu muito a pena. Dicas de hospedagem:

Econômico:  Atlantic Point Backpackers | The B.I.G Backpackers

Custo-benefício: Mojo Hotel, Hostel & Market | DysArt Boutique Hotel

Máximo conforto: The Glen Boutique Hotel & Spa | Cape Diem Lodge

 

⇒ Waterfront: quem quer se hospedar dentro (literalmente) de uma das principais atrações de Cidade do Cabo e com algum luxo, deve escolher a região do V&A Waterfront. O píer é badaladíssimo, cheio de ótimos restaurantes, lojas, bares, mercados e shopping. É lá que está a famosa Roda Gigante de Cidade do Cabo e de onde saem os passeios de barco.

As hospedagens em Waterfront, no entanto, são um pouco caras, mas com todo o luxo e conforto que o lugar merece. Dicas de hospedagem:

Econômico: Radisson RED Hotel 

Custo-benefício: The Commodore Hotel 

Máximo conforto: Victoria & Alfred Hotel

 

Confira mais ofertas de hospedagem em Cidade do Cabo. Ah, e lá também tem bastante opção no Airbnb. Se for reservar pela primeira vez na plataforma, aproveite esse cupom de R$ 130 de desconto.


>> SALVE ESSE ROTEIRO <<

nos favoritos para usar durante a sua viagem, ou clique no botão abaixo e baixe grátis um e-book com todas as informações

Como sair do aeroporto

Algumas opções para sair do Aeroporto de Cidade do Cabo, que fica a cerca de 22 quilômetros do centro, são:  

– De táxi: o serviço de táxi funciona 24 horas e fica no desembarque do aeroporto. A viagem leva cerca de 20 minutos até o centro e custa entre 260 e 310 rands (de R$ 86 a R$ 103 – nov/2019).

– De transfer: o site Get Your Guide oferece transfer privativos a partir de 42 dólares para duas pessoas. Consulte ofertas aqui.

– De ônibus: A empresa de ônibus urbanos em Cidade do Cabo, chamada MyCiti, tem uma linha que liga o aeroporto ao centro (A01 Airport – Civic Centre), saindo a cada 20 minutos em frente ao terminal principal do aeroporto. Dependendo do seu local de hospedagem, ainda será necessário pegar um Uber ou táxi do Terminal Civic Centre. Consulte as rotas e horários no site da MyCiti. Compre o cartão no aeroporto para uma viagem, que sairá em torno de 100 rands (cerca de R$ 33 – nov/2019), incluindo o preço do cartão.

– De carro alugado: Uma opção legal para quem quer ter mobilidade e conforto é alugar um carro. Há diversas locadoras no aeroporto e no centro da cidade, e a gente recomenda esse buscador online que compara preços e serviços, auxiliando a encontrar a melhor opção, com a vantagem de pagamento parcelado sem IOF. Lembre-se que Cidade do Cabo tem mão inglesa, então vale a pena alugar um carro automático para facilitar a direção. Não foi preciso ter permissão internacional para dirigir ao alugar um carro em Cape Town. Outra vantagem de fazer a reserva pelo buscador é que ele envia essa e outras informações que facilitam a vida no voucher da reserva.

– De Uber: funciona bem em Cidade do Cabo, e tem carros para 4 ou 6 pessoas, que facilita a vida de quem viaja em grupo. Com quatro pessoas já fica bem vantajoso se locomover de Uber. A estimativa de preço é de 210 rands (cerca de R$ 70 – nov/2019) do aeroporto até a região do V&A Waterfront ou do Green Point. Para circular de Uber na cidade, nós utilizamos o chip internacional da EasySim4U, com pacote ilimitado de dados.

>> Veja no final como circular entre as atrações <<

Qual moeda levar e como trocar dinheiro?

A moeda corrente no país é o Rand Sul-Africano (ZAR). Quando viajamos para lá, em novembro de 2019, preferimos trocar real por rand ainda no Brasil, com receio de não aceitarem real nos Aeroportos, e por não querer levar dólar e fazer dois câmbios. Mas, ao chegarmos lá, descobrimos que tanto em Cidade do Cabo quanto em Johanesburgo, os aeroportos têm casas de câmbio que aceitam real, e a cotação estava bem semelhante, com 1 BRL = 3,3 ZAR, com taxas.

Anote algumas dicas básicas:

– Brasileiros que viajam por menos de 90 dias pela África do Sul não precisam de visto para visitar Cape Town, mas é necessário ter passaporte com data de vencimento de pelo um mês antes da data de retorno.

– A vacina de febre amarela é obrigatória para visitar a África do Sul. Veja aqui como tirar seu Certificado Internacional de Vacinação.

– Cidade do Cabo tem fuso horário com cinco horas a mais que no Brasil. Não sentimos essa diferença na ida, mas na volta levamos uns dois dias para “voltar ao normal”.

– A África do Sul tem onze idiomas oficiais, incluindo o inglês, que é a segunda língua falada por toda a população. Entre as demais estão o zulu, o xhosa e o africâner. Se você conhece um pouco de inglês, é mais fácil de se comunicar por lá.

– As tomadas da África do Sul têm três pinos redondos e grandes, que não constam nos adaptadores universais. Viajamos preparadas para comprar adaptadores locais no mercado, mas todas as nossas hospedagens eles foram disponibilizados. Verifique com o seu hotel antes de viajar.

– É altamente recomendável fazer um seguro viagem para viajar para a África do Sul. Use esse comparador de preços e serviços de diversas seguradoras para encontrar o que mais se encaixa às suas necessidades.

– O imposto VAT (Value Added Tax) pode ser devolvido em suas compras em Cape Town. Consulte o site Tax Refund para saber como funciona. Para nós, foi inviável, por falta de tempo.

cape town
Cape Town respira música e dança: essa apresentação com balafon – instrumento comum na África – foi muito legal

>> IMPORTANTE <<

Confira aqui o City Pass oficial de Cidade do Cabo. Ele dá acesso a mais de 70 atrações e uso ilimitado do ônibus hop-on/hop-off da cidade.


O que fazer em Cidade do Cabo:

1. Sea Point

Sea Point e Green Point são dois bairros na beira da praia que atraem muitos visitantes, principalmente o Sea Point Promenade, um calçadão que beira a praia. As atividades por ali são andar de bike (aluguel disponível ao lado da piscina pública, a Sea Point Pavilion), admirar o mar, caminhar no calçadão e fazer um pit stop em uma barraca beira-mar ou nos restaurantes na orla. 

As águas geladas e o vento não são muito convidativos para entrar no mar, mas o visual de lá vale a pena. Não esqueça de observar a montanha Lion’s Head a partir da praia. O pôr do sol também é bonito de lá.

sea point cape town
As piscinas públicas de Cidade do Cabo deixam a orla de Sea Point ainda mais bonita

2. Mercado Mojo

Bem em frente à praia, na altura da piscina pública, o Mojo Market parece um Mercadão de São Paulo mais sofisticado. São diversos bares e restaurantes, comidas típicas e internacionais, cervejas artesanais, mesas grandes que podem ser compartilhadas, vista para o mar e música ao vivo a partir das 19h. O clima é bem irreverente e o lugar fica cheio à noite. Vale terminar o dia lá.

3. Robben Island

A ilha que pode ser vista de diversos pontos de Cidade do Cabo abrigou uma prisão, onde Nelson Mandela, o maior ícone da luta anti-apartheid, ficou durante 18, dos 27 anos que esteve preso. Hoje o local é um museu, e a visita guiada é feita por antigos prisioneiros que lutavam contra a segregação racial na África do Sul.

O ingresso inclui ida e volta de barco até a ilha, saindo do Nelson Mandela Gateway, ao lado da Torre do Relógio, no V&A Waterfront. O passeio dura cerca de 3 horas: travessia de barco de 30 minutos, o tour de ônibus pelos pontos da ilha dura 50 minutos, e a visita à prisão e cela do Mandela dura mais uns 40 minutos.

São quatro saídas por dia, às 9h, 11h, 13h e 15h e o ingresso pode ser adquirido no ponto de saída, mas é recomendável comprar online, já que podem se esgotar facilmente.

Ingressos: 380 rands (cerca de R$ 126 – nov/2019) e 200 (R$ 66) para menores de 18 anos. Compre no site da Robben Island ou no GetYourGuide, que tem opções que incluem translado a partir do hotel. Como o site oficial é chato de cadastrar, pode ser uma opção comprar o ingresso no GetYourGuide, que faz a compra no site oficial e envia por e-mail.

>> Nossa dica é visitar a Robben Island no horário das 9h, almoçar no Waterfront e passar o resto da tarde lá <<

4. V&A Waterfront

O Victoria & Alfred Waterfront é um dos pontos mais visitados – e mais legais – de Cidade do Cabo. Trata-se de um complexo turístico na região portuária que conta com muitos bares, cafés e restaurantes, lojas de artesanato típico, hotéis, shoppings, museus, aquário, roda gigante (ingresso aqui), supermercado, passeio de helicóptero, etc.

Destaco ainda a Praça Nobel, que tem estátuas em tamanho real dos quatro ganhadores sul-africanos do Prêmio Nobel, incluindo o Mandela.

O melhor bobotie (prato típico sul-africano) que comemos no país foi em um restaurante lá, o Karibu, que tem cardápio típico. Outro lugar legal para comer é o V&A Food Market, um barracão estilo mercadão sofisticado, para quem curte comida de rua. Mas as opções são inúmeras!

DICA: se você pretende comprar vinhos nos supermercados do Waterfront (o que vale muito a pena), saiba que bebidas alcoólicas só podem ser vendidas entre 9h e 20h.

v&a waterfront
O complexo fica na região portuária e tem grande circulação de pessoas

waterfront cidade do cabo
AO V&A Waterfront é uma das atrações mais completas e visitadas de Cidade do Cabo, com diversos bares, restaurantes, lojas, supermercados e atrações

5. Table Mountain

A Table Mountain, ou “Montanha da Mesa” é o cartão-postal de Cidade do Cabo, e Patrimônio Mundial da Unesco. Ela pode ser vista de vários pontos da cidade, e do topo, claro, a vista é incrível. A infraestrutura embaixo é sensacional, com estacionamento, banheiros e lojas. Lá em cima idem. Tem restaurante, trilha autoguiada e plana com diversos mirantes disputados, e até passeios guiados gratuitos que saem de hora em hora do restaurante. Para chegar lá em cima há duas opções:

> Trilha sinalizada de 3km, bastante íngreme, mas com visual bacana, e o melhor, gratuita. Nós fizemos a Platteklip Gorge, mas há outras trilhas. Informe-se com os funcionários de lá.

> Teleférico giratório que sobe em cinco minutos: é possível comprar ingresso só de ida ou volta, ou ambos (com desconto). Compre antecipado online e prepare-se para filas enormes, chegue cedo.

Ingresso Manhã Adulto: 360 rands/R$ 120 (ida e volta) e 200 rands/R$ 66 (só uma viagem) – válido para subidas entre 8h30 e 13h de junho a outubro, e 8h e 13h de novembro a abril.

Ingresso Tarde Adulto: 300 rands/R$ 100 (ida e volta) e 200 (só uma viagem) – válido para subidas a partir de 13h até por volta das 19h (a variação dependendo da época do ano, mas vem escrito no ingresso).

Para chegar no Table Mountain Aerial Cableway, entrada da atração, as opções são Uber ou táxi, ou o ônibus hop-on/hop-off da Cidade do Cabo.

DICAS: a formação geográfica da Table Mountain faz com que ela esteja constantemente encoberta, então a dica é ficar de olho na previsão do tempo, ou no site oficial da atração, para subir quando a visão estiver aberta. O ingresso do teleférico pode ser utilizado no dia da compra ou em um dos seis dias consecutivos, facilitando a escolha do melhor momento para visitar.

table mountain
Visão do teleférico da Table Mountain, a Lion’s Head, e no canto direito, a Signal Hill

table mountain
É preciso acompanhar a previsão do tempo para saber se a vista da Table Mountain estará encoberta ou não

6. Signal Hill e Lion’s Head

As duas montanhas ficam no Parque Nacional da Table Mountain, com acesso bem próximo à “Montanha da Mesa”, a 2,2km do teleférico. Em todas essas montanhas é possível assistir ao espetáculo do sol se pondo no mar. A diferença é que a Signal Hill tem acesso por carro, ou por trilha plana e leve de cerca de 2,5 km, que vai beirando a estrada.

Já a Lion’s Head é mais radical, tem trilha íngreme com 2km, com escalaminhada bem exposta no trecho final, com direito até a escada de ferro nas pedras.

Essas duas trilhas começam no mesmo ponto, onde existe estacionamento e um quiosque do Vida e Caffé, porém, a trilha da Signal Hill é para a direita, e a da Lion’s Head pode ser para ambos os lados, pois elas se encontram em certo ponto, e o trecho íngreme final é o mesmo. Se for para o pôr do sol, leve lanterna para a volta e comece a descer assim que ele se pôr, para pegar o trecho difícil com mais claridade.

DICA: Se você curte trilhas, concilie a Table Mountain com a Lion’s Head, e comece a trilha por volta das 16h. Se quiser evitar o esforço, vá para a Signal Hill por volta das 17h.

lions head
O cume da Lion’s Head oferece vista 360º de Cidade do Cabo

camps bay
A vista da Camps Bay é lindíssima a partir da Lion’s Head <3

7. District Six Museum

Separe uma manhã para visitar o Castle of Good Hope e o District Six Museum, que ficam um ao lado do outro (4,4km do Waterfront). O museu conta as memórias e histórias de milhares de negros que foram retirados a força de suas casas, para “embranquecer” um bairro de Cidade do Cabo. As visitas guiadas são feitas por antigos moradores que vivenciaram essa experiência, o que vale muito a pena. Calcule uma hora e meia para visita.

Funcionamento: segunda a sábado, das 9h às 16h

Ingressos: 45 rands sem guia (R$ 15) e 60 rands com guia (R$ 20 – nov/2019)

district six museum
Apesar de pequeno, o District Six Museum tem muita história para contar, separe 1h30min para a visita

8. Castle of Good Hope

O Castelo é uma das construções mais antigas de Cidade do Cabo, do século XVII, e abriga três pequenos museus. A fortaleza, que hoje é Patrimônio Histórico, funcionou como sede do exército sul-africano e como prisão. Hoje abriga o Museu Militar do Castelo, instalações cerimoniais, e o Regimento dos Highlanders da Cidade do Cabo, uma unidade de infantaria mecanizada. Existe lanchonete no local, e a visita leva cerca de duas horas.

Funcionamento: diariamente, das 9h às 17h

Ingressos: 50 rands (adultos), 25 rands (crianças)

Tours com guias: segunda a sábado às 11h, 12h, 14h, 15h e 16h | Key Ceremony acontece às 10h e às 12h, e o Tiro de Canhão, às 10h, 11h e 12h

castle of good hope
A fortaleza tem museus, lanchonete, visita guiada e vista da Table Mountain

9. Camps Bay Beach

Simplesmente uma das praias mais bonitas de Cape Town e das mais agradáveis para visitar. Isso porque a orla é cercada de bares, lojinhas e restaurantes charmosos, e a vista do sunset é estupenda de lá.

Depois de visitar os museus de manhã, siga para a orla, passando ou não na Clifton Beach, que também é bonita, almoce tarde na praia e curta o restante do dia ali. A única dificuldade será escolher o restaurante: confira os cardápios do Paranga, do PRIMI e do Café Caprice, todos na Camps Bay, e brinde o fim do dia no Hard Rock Café.

camps bay
Camps Bay tem a orla mais bonita de Cidade do Cabo, na nossa opinião

camps bay
Os diversos bares, restaurantes e cafés ficam cheios desde de tarde até a noite

10. Vinícolas em Constantia

A Constantia Valley Wine Route é a região produtora de vinho mais antiga da África do Sul. Com diversas vinícolas abertas à visitação, a região é também a mais próxima do centro de Cidade do Cabo, a cerca de 21km. Destinando um dia do roteiro, é possível visitar pelo menos três delas. Nós recomendamos:

Buitenverwachting: comece por ela, com uma degustação de 5 rótulos, por 60 rands (cerca de R$ 20 – nov/2019). Funciona de segunda a sábado, das 10h às 17h, e também tem excelentes cafés moídos na hora, além de tortas e bolos.

Groot Constantia: a mais antiga da cidade, fundada em 1685. Almoce no Simon’s Restaurant, que tem cardápio imperdível e vinhos com ótimo preço. Depois, faça a degustação harmonizada com chocolate, por 165 rands (cerca de R$ 55), ou a normal, por 115 rands (cerca de R$ 38 – nov/2019). Ambas incluem 5 rótulos, taça de cristal de presente, tour guiado e entrada no museu.

Constantia Glen: se ainda tiver pique, finalize nessa vinícola, famosa por ter um pôr do sol incrível. Funciona de domingo a quinta, das 10h às 18, e até às 20h nas sextas e sábados. As degustações custam a partir de 50 rands (R$ 16).

Conheça mais vinícolas do vale no site constantiawineroute.com. Para chegar, as opções são Uber ou táxi, ônibus hop-on/hop-off ou tour com agências.

constantia cidade do cabo
As degustações têm preço ótimo nas vinícolas de Constantia

groot constantia
Visite a Groot Constantia, a vinícola mais antiga de Cidade do CAbo, e experimente o vinho Lady of Abundance, um dos melhores que provamos na cidade

11. Muizenberg

Essa simpática praia é o primeiro ponto de parada do dia, localizada a 30km do V&A Waterfront. Aliás, comece o dia o mais cedo possível. Com meia horinha é possível fotografar as inusitadas cabanas coloridas na areia da praia de Muizenberg. A estrada ainda passa por St. James e Simons Town, dois outros balneários que são uma graça a caminho do Cabo da Boa Esperança.

muizemberg
A orla de Muizemberg tem um visual lindo, com montanhas ao fundo, e as cabaninhas coloridas

12. Boulders Beach

Siga para a praia famosa por ser um reduto de pinguins africanos, que estão ameaçados de extinção. A praia tem passarelas de madeira e decks disputados para a observação de pinguins. Ao longo do trajeto, placas informam sobre o comportamento, curiosidades e vida deles. Na entrada há banheiros, e a bilheteria aceita cartão, mas as filas podem demorar cerca de meia hora.

Funcionamento: diariamente, das 7h às 19h30 (dez e jan); 8h às 18h30 (fev, mar, out e nov); 8h às 17h (abr a set).

Ingressos: 152 rands (R$ 50 – nov/2019) e 76 rands (R$ 25) para crianças entre 2 e 11 anos

boulsders beach
Além de linda, a praia tem uma das maiores colônias dos pinguins que estão em risco de extinção

boulders beach
Veja as plataformas para a observação dos pinguins africanos

13. Cabo da Boa Esperança

Esse é um dos mais disputados pontos turísticos de Cidade do Cabo. O parque é grande e a infraestrutura é ótima, com um excelente restaurante, o Two Oceans, lanchonetes, estacionamentos, banheiros em diversos pontos, sinalização, etc. Ao ingressar no parque você receberá um mapa, e se possível, visite pelo menos os dois principais pontos de interesse:

Cabo da Boa Esperança: acessível por trilha leve de uma hora e meia (ida e volta), com muito vento. Você entenderá o motivo pelo qual era chamado Cabo das Tormentas, e verá os oceanos Índico e Atlântico.

Old Lighthouse: o antigo farol é acessado por uma trilha curta e um pouco íngreme, de meia hora, ou por funicular pago a parte. O trecho final de ambas opções é por escadaria. O ingresso do funicular custa 65 rands (R$ 22) só um trecho e 80 rands (R$ 27) ida e volta. Se quiser ir até o Farol Novo, calcule uma hora e meia para os dois faróis.

Ainda há outras atrações dentro do parque, trilhas, algumas praias, e tem até hotéis lá dentro, mas para visitar tudo, dedique um dia inteiro, ou durma lá.

Ingressos: 303 rands (cerca de R$ 101 – nov/2019) e 152 rands (R$ 50) para crianças abaixo de 12 anos

Funcionamento: abre às 6h, de outubro a março, e às 7h, de abril a setembro. O parque fecha em diferentes horários a partir das 17h, e esta informação fica na bilheteria. A multa para a saída após o horário é de 500 rands.

Para chegar no parque, veja as opções no tópico como circular, ou confira aqui os tour com agência, mas eles só param no Boulders Beach e no Cabo da Boa Esperança.

cabo da boa esperanca
Farol Velho visto do desembarque do funicular

cabo da boa esperanca
Cabo da Boa Esperança tem uma ventania forte e constante. Observe o Farol pequenininho lá no fundo

14. Chapman’s Peak Drive

Essa é uma das estradas mais bonitas que você passará na vida. Por isso eu reforço que para esse dia do roteiro, vale a pena alugar um carro e poder parar onde quiser. A Chapman’s Peak Drive tem 9km e 114 curvas, beirando o oceano entre Noordhoek e Hout Bay, e passando algumas vezes por baixo da parede rochosa.

Ao longo desse trecho, o visual é de tirar o fôlego e há diversos mirantes. Saindo do Cabo da Boa Esperança até às 17h, dá tempo de pegar a Golden Hour do Sol na estrada, que detalhe, só fica aberta com tempo bom.

chapmans peak drive
A estrada de 9km tem cenários maravilhosos e diversos mirantes

chapmans peak drive
Pôr do sol na Chapman’s Peak Drive

15. Hout Bay

Finalize o dia nessa praia que tem visual legal, e diversos restaurantes. Nós comemos no Greek Street, especializado em comida grega, com mesas ao ar livre e carta de vinhos boa e barata, hahaha.

A Hout Bay está a cerca de 22km do V&A Waterfront.

hout bay
Hout Bay fica no fim da Chapmans Peak Drive e tem ótimos restaurantes

16. Safári

Se você quer fazer um safári na África do Sul, mas não pode se deslocar até o Kruger National Park – o principal e um dos mais famosos parques nacionais -, localizado a 420km de Johanesburgo e a 1.840km de Cidade do Cabo, pode optar pelas reservas privadas próximas à Cidade do Cabo. Há várias delas, algumas a apenas duas horas de distância, e você pode alugar um carro para chegar até a reserva, ou contratar um passeio de um ou mais dias com transfer incluído.

Aquila Safári: O Aquila oferece safáris convencionais, em jipes abertos, mas também tem uma carta de tours de quadriciclo e até de helicóptero. Para quem deseja passar a noite, a reserva tem estrutura de resort com ótimas acomodações, áreas de lazer e um santuário, que resgata e recupera várias espécies de animais (incluindo os Big 5). Reserve o Aquila Private Game Resort e Spa se quiser se hospedar, ou se preferir, reserve apenas um tour de um dia saindo de Cidade do Cabo, com um safári e almoço incluído.

Inverdoorn: É um lodge de luxo, mas também trabalha com recuperação de animais, principalmente as cheetas (guepardo) e os leões. Para pernoitar, confira as acomodações de 4 e 5 estrelas do Inverdoorn Game Reserve Lodge, com vários game drives diários. Ou, ao contratar o passeio de um dia, é possível visitar a reserva de leões com um guia especializado, em bate-volta a partir de Cape Town.

Garden Route Game Lodge: A reserva fica a cerca de 350km de Cidade do Cabo e, por ser mais distante, vale a pena pernoitar por lá. O Garden Route Game Lodge é cercado por vegetação, de onde é possível observar vários animais em seu habitat natural. A propriedade tem acomodação 4 estrelas, piscina e restaurante. Há tours de dois dias, saindo de Cidade do Cabo, com 2 safáris, jantar e café da manhã incluídos. Clique aqui para reservar com antecedência.

safari cidade do cabo
Já pensou em fazer um safári perto de Cidade do Cabo? Ver os Big 5 é emocionante: leão, leopardo, elefante, rinoceronte, búfalo.
Como circular

Essa decisão depende de vários aspectos. Nós gostamos muito da flexibilidade que alugar um carro oferece, mas em grandes cidades, com trânsito intenso, nem sempre é a melhor opção. Cidade do Cabo adota mão inglesa, e dirigir “do outro lado da rua” pode ser um empecilho para algumas pessoas.

Como o Uber funciona bem, e existem carros para 6 pessoas, nós optamos por utilizar o serviço para visitar boa parte das atrações, já que nosso grupo era de 5 pessoas, e dividir o valor compensava. A exceção foi o dia do Cabo da Boa Esperança, pois os passeios para lá incluem parada apenas na praia dos pinguins, e nós queríamos parar em outros pontos, principalmente na Chapman’s Peak Drive. Como existem locadoras no centro, e elas abrem cedo, é fácil encontrar uma boa opção para uma diária. Nós utilizamos esse buscador online para encontrar os melhores preços e pela nossa experiência em utilizá-lo, eu ressalto que quanto antes fizer a reserva, melhores os preços.

Se você não dirige, ou não quer alugar um carro para ir ao cabo da Boa Esperança, pode também contratar um motorista particular, que custa entre 1200 rands/R$ 400 a 2000 rands/R$ 666 – nov/19 (faça uma cotação com os motoristas da Uber). Lembre-se que os motoristas também pagam ingresso para entrar no parque (76 rands para moradores locais/cerca de R$ 25) e quem paga é o contratante.

Para quem está sozinho ou com grupo pequeno, uma das formas mais fáceis é usar o ônibus hop-on/hop-off de Cidade do Cabo. Ele oferece quatro rotas: City Tour (vermelha), Mini Peninsula Tour (azul), Downtown Tour (amarela) e Wine Tour (roxa), que, juntas, conseguem cobrir muitas atrações na cidade. Os ônibus passam nos pontos a cada 15 ou 20 minutos (dependendo da linha) e funcionam basicamente entre 8h e 19h (consulte todos os horários aqui).

Os bilhetes podem ser adquiridos no site acima,  nesse link do GetYourGuide ou nos escritórios do V&A Waterfront, Camps Bay ou Long Street. Os preços são de 235 rands para 1 dia (R$ 78), 300 rands para 2 dias (R$ 100), 400 rands para 3 dias (R$ 133 – nov/2019) e tem vários outros pacotes.

Os dois trajetos mais distantes para quem se hospeda nos arredores do Waterfront são as vinícolas em Constantia e o Cabo da Boa Esperança. Seguindo o nosso roteiro, quem viaja sozinho economiza bastante ao comprar o bilhete para dois dias de ônibus hop-on/hop-off. As demais atrações podem ser visitadas de Uber/táxi, a pé, ou ônibus urbano MyCiti. Nesse caso, consulte os horários e as linhas no site e carregue o carregue o cartão com valor suficiente.

Vida noturna em Cidade do Cabo

A noite de Cidade do Cabo é bastante agitada, porém, há vários pontos badalados, cada um com um tipo de “noite”. Quem gosta do clima de bar e até de balada, com DJ’s ou música ao vivo, precisa visitar a Long Street. A rua na região central da cidade é cheia de bares que ficam bem animados. Destaque para o Beerhouse, com uma extensa carta de cervejas e muita música animando a pista.

No Mojo Market você também encontra uma noite animada com música ao vivo e muitas comidas típicas.

Se a vibe é mais de jantar, basta circular pelo V&A Waterfront e escolher um dos variados restaurantes do píer, ou ainda, os restaurantes da orla de Camps Bay.

bobotie africa do sul
Experimente o bobotie, prato típico sul-africano feito com carne, massa de leite e ovos, e arroz com curry

long street cape town
Long Street tem a noite mais animada de Cidade do Cabo

vida noturna cidade do cabo
A rua localizada no centro tem diversos bares com DJ e mesas na sacada

Espero que esse guia auxilie na sua viagem para Cidade do Cabo. E se ficou alguma dúvida, deixe um comentário. Será um prazer ajudar!

por Camila Coubelle e Nange Sá

Resolva sua viagem aqui
OFERTAS DE HOSPEDAGEM no mundo inteiro com reserva rápida e segura, opções de cancelamento gratuito e pagamento só no check-in com a Booking.com.
ALUGUEL DE CARRO em até 12x no cartão, sem IOF, ou com 5% de desconto no boleto. Compare preços das locadoras no buscador Rentcars.com.
COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM em até 12x ou com desconto no boleto. Compare preços de várias seguradoras no Seguros Promo, já com nosso cupom de desconto VIDASEMPAREDES5 aplicado.
VOCÊ GANHOU R$130 em créditos de viagem para usar na primeira reserva no Airbnb.
PASSAGEM AÉREA em promoção e até 12x no Viajanet, ou com até 25% OFF e 6x no Passagens Promo.
CHIP DE INTERNET com plano de dados para mais de 100 países e conexão ilimitada com a EasySim4U ou a Viaje Conectado.
INGRESSO antecipado para atrações, eventos, passeios e transfer no mundo inteiro com melhor preço, comodidade e segurança com a GetYourGuide ou a TourOn.
Ao reservar com nossos parceiros nos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga a mais por isso e ainda ajuda a gente a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3



As dicas do vida sem paredes te ajudaram?

Então fale com a gente no FACEBOOK, no INSTAGRAM, no PINTEREST ou no YOUTUBE.
Compartilhe com os amigos!

Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.