InícioCENTRO-OESTEMATO GROSSO DO SULO que fazer no Pantanal MS: 10 experiências inesquecíveis

O que fazer no Pantanal MS: 10 experiências inesquecíveis

Tour de bicicleta por São Paulo

Quando decidimos conhecer o Pantanal, sabíamos que a viagem seria emocionante, mas não tanto!

Considerada a maior planície alagável do mundo, o Pantanal nos presenteia com experiências únicas. Muito mais do que ver belas paisagens, estar nesse lugar é mergulhar na biodiversidade e na cultura pantaneira.

Esse bioma único, com mais de 4.700 espécies de plantas e animais catalogados, surpreende pela grandiosidade. São mais de 200 mil quilômetros quadrados, entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (além de parte do Paraguai e Bolívia).

Nós escolhemos Aquidauana pra viver essa experiência de imersão na natureza e foi incrível! Vimos diversos animais em seus habitats naturais, inclusive o Tuiuiú, a ave-símbolo do Pantanal e uma das mais impressionantes que já vi.

Nesse artigo, vamos compartilhar alguns detalhes práticos de como chegar ao Pantanal e as experiências imperdíveis que vivenciamos por lá. Vem com a gente se apaixonar por um dos lugares mais fascinantes do Brasil.

Você verá neste post:

  1. Como visitar
  2. Fazendas
  3. O que fazer
  4. Como chegar
  5. Quando ir
  6. O que levar
pantanal mato grosso do sul
Considerada a maior planície alagada do mundo, o Pantanal tem mais de 200 mil quilômetros quadrados.
pantanal ms
Rio Aquidauana, no Mato Grosso do Sul, onde fizemos os passeios de barco.
Araras-canindé, uma das mais de 650 aves do Pantanal.

Como visitar o Pantanal

Se você também quer explorar o Pantanal do Mato Grosso do Sul, anote essa dica: as principais cidades de acesso são Corumbá e Aquidauana (mas também é possível conhecer a partir de Bonito e Miranda).

Corumbá, a 427km de Campo Grande, é conhecida como a “Capital do Pantanal” e ponto de partida pra diversos roteiros na região, com ótima infraestrutura turística. Ela Conta com aeroporto, mas recebe menos voos do que a capital.

Aquidauana, a 140km da capital, é o portal para o Pantanal Sul, com fazendas turísticas que também oferecem ótimos roteiros de barco, safáris fotográficos, cavalgadas, entre outros.

Nós escolhemos Aquidauana como nossa porta de entrada para o Pantanal sul-mato-grossense justamente por ser mais próxima de Campo Grande, facilitando o deslocamento e otimizando nosso tempo de viagem.

Alugamos um carro com nosso parceiro rentcars.com para chegar e explicamos tudo direitinho no fim desse artigo.

>> Voltar ao índice

Dica: se precisar dormir em Campo Grande na ida ou volta do pantanal, confira opções de hospedagem aqui.

Fazendas no Pantanal MS

Pra conhecer o Pantanal em Aquidauana, é necessário se hospedar em uma das fazendas turísticas, na zona rural da cidade.

Todas essas fazendas funcionam mais ou menos da mesma forma, com pensão completa e dois passeios por dia, o que permite uma vivência muito bacana em meio à natureza.

Optamos pela Pousada Aguapé, uma das melhores fazendas no Pantanal, com estrutura acolhedora e completíssima, além de uma excelente avaliação.

Um verdadeiro refúgio pantaneiro!  

A hospedagem no pantanal inclui alimentação deliciosa e variada com pratos típicos regionais, e várias opções de passeios, um mais incrível que o outro.

A simpatia e o profissionalismo da equipe da Aguapé tornaram nossa estadia ainda mais legal, proporcionando, de fato, experiências inesquecíveis.

Veja abaixo o contato da fazenda pra conferir preços e disponibilidade:

POUSADA AGUAPÉ

Rodovia MS 171, km 54 – zona rural, Aquidauana

WhatsApp: +55 67 99963-0181 | Telefone: +55 67 3258-1146

@pousada_aguape | pousadaaguape.com.br

Quanto tempo ficar?

Em três dias você consegue fazer seis passeios e conhecer a região de diversas formas, navegando pelo rio Aquidauana, caminhando pela fazenda ou pelas baías, fazendo os safaris ou a cavalgada e ainda tendo tempo livre para descansar.

DICA: É bastante comum conciliar a viagem ao Pantanal com Bonito, que está a cerca de 200km de Aquidauana e 350km de Corumbá.

>> Voltar ao índice

pousada pantanal ms
Pousada Aguapé, no pantanal do Mato Grosso do Sul.
pousada aguape ms
A pousada fica a cerca de 50km de Aquidauana.
pousada aguape pantanal
Tivemos bastante tempo livre também para curtir os espaços da pousada.

O que fazer no Pantanal MS: 10 melhores experiências

Como eu já disse, o Pantanal é um paraíso em biodiversidade e cada atividade nos proporciona um mergulho profundo na natureza desse bioma único.

Se você está planejando uma viagem para esse destino fascinante, prepare-se pra vivenciar alguns momentos memoráveis.

Veja abaixo o que fazer no Pantanal MS:

1. Curta a emoção de um safari

Quando se busca o que fazer no Pantanal, nada se compara à emoção de um safári fotográfico. Os passeios são feitos em veículo 4×4, percorrendo trilhas rodeadas de vegetação e avistando animais em seu habitat natural.

São mais de 150 espécies de mamíferos, alguns ameaçados de extinção, 170 espécies de répteis e anfíbios, e mais de 650 espécies de aves.

Aves, veados, capivaras, porcos selvagens, emas e tantas outras espécies estão ali, ao alcance do olhar. Nós tivemos sorte de ver diversas espécies características do Pantanal.

Os passeios são guiados e o que passa despercebido aos nossos olhos é rapidamente capturado pelos guias, que mostram onde estão todos os animais e nos falam um pouco sobre suas espécies e hábitos.

safari pantanal ms
Safári é um dos passeios que presencia o famoso pôr do sol no Pantanal.

2. Faça um passeio de barco ao entardecer

O Pantanal é famoso pelos pores do sol, e nada melhor do que desfrutá-los a bordo de um barco. Durante o passeio, fomos presenteadas com vistas panorâmicas espetaculares enquanto navegávamos pelo sinuoso rio Aquidauana.

Além da beleza cênica, podemos observar a vida selvagem que margeia essas águas, como jacarés, ariranhas, lontras, macacos bugio e prego e muitas espécies de aves.

Em um dos nossos passeios de barco vimos uma anta, nada mais, nada menos que o maior mamífero terrestre do Brasil. Ela estava atravessando o rio e passou na nossa frente. Foi emocionante!

passeios pantanal ms
Anta, maior mamífero terrestre do Brasil, passando bem na frente do nosso barco durante o passeio no rio Aquidauana.
pantanal aquidauana
São cerca de 170 espécies de répteis e anfíbios.

3. “Gaste” seu tempo observando as aves

Com mais de 650 espécies de pássaros registradas, o Pantanal é um paraíso pra quem gosta de observar aves.

Araras-azuis, araras-Canindé, mutuns, tucanos, colhereiros, garças e muitas outras aves em seus ambientes naturais, tudo em perfeita sintonia.

Muitas aves são lindíssimas, mas repare no tuiuiú, a ave símbolo do Pantanal. Você sabia que o tuiuiú pode chegar a 1,60 metros de altura e mais de 2,50 metros de envergadura?

O tuiuiú que vimos em um dos safáris pelo pantanal era quase do meu tamanho e ele chegou bem pertinho do nosso carro.

pantanal ms o que fazer
Tuiuiú, a ave símbolo do Pantanal.
pantanal ms
Algumas das aves que vimos de perto durante os passeios no Pantanal.
pantanal aquidauana
O tucano é ou não é maravilhoso?

4. Experimente a deliciosa culinária pantaneira

Uma das melhores coisas pra se fazer no Pantanal, com certeza, é provar a comida regional. Na Pousada Aguapé são servidos café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar, sempre com pratos excepcionais.

Caldo de piranha, pacu assado, peixe ao urucum e macarrão de comitiva foram alguns dos pratos pantaneiros que nós experimentamos. Tudo delicioso!

Isso porque eu ainda não falei dos doces e laticínios que são produzidos na própria fazenda. Queijo, iogurte, doce de leite e outras delícias preparadas com capricho e servidas bem fresquinhas.

É comida de roça de altíssima qualidade e a gente amou!

pratos do pantanal
Diária inclui café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar.
pacu assado pantantal
Pacu assado, um dos peixes do Pantanal.

5. Caminhe sem pressa

Caminhar pelas trilhas ecológicas do Pantanal é uma excelente maneira de se conectar com a natureza. As caminhadas guiadas revelam a diversidade da flora e fauna, além de ser um passeio super agradável.

E é bem tranquilo, viu?! Perfeito até para quem não tem o hábito de caminhar. Andamos cerca de 3km, em trilha plana e sem pressa nenhuma. E pra que pressa num lugar desses, né?!

Foi na caminhada que descobrimos o projeto do Instituto Tamanduá, que cuida da reabilitação e reintrodução de tamanduás-bandeira no Pantanal. Avistamos um tamanduá do projeto, ele usava um colete, pois estava sendo monitorado pra poder voltar para seu ambiente natural. Adoramos a iniciativa!            

Além da caminhada, a fazenda oferece passeio de barco, caiaque, cavalgada, safari fotográfico, focagem noturna, pesca de piranhas (principal atividade econômica e de lazer no Pantanal), e algumas atividades extras, que podem ser combinadas e pagas à parte.

Os passeios são organizados em grupos pela equipe da pousada e há um rodízio entre os hóspedes. Eles duram aproximadamente 2 horas e acontecem às 7h e às 15h30.

Todos os dias, a equipe da fazenda preenche um quadro de atividades para o dia seguinte, onde estão os nomes dos guias, dos passeios e das pessoas que irão participar, tanto de manhã, quanto à tarde.

caminhada pantanal
Fizemos a caminhada em uma das manhãs no Pantanal e adoramos.
tamandua pantanal
Um dos tamanduás do projeto (com colete) nas fotos de baixo. Na foto de cima, um dos tamanduás que vimos durante o safári.

Viajar para o Pantanal nos faz lembrar a importância da preservação e de praticar um turismo sustentável, primordial para diminuir os impactos no meio ambiente e proteger a biodiversidade.
Durante os passeios, aprendemos mais sobre o tamanduá-bandeira, um animal vulnerável e ameaçado de extinção. Os guias nos explicaram que esses animais são lentos e com visão e audição pouco desenvolvidas, em casos de incêndios, por exemplo, eles têm dificuldade para fugir e se tornam presas fáceis das chamas.
Foi muito bacana ver de perto iniciativas como o Instituto Tamanduá, que impacta de forma positiva para que esses bichinhos continuem a viver em seus habitats naturais.

6. Se encante com a revoada das araras

O fim de tarde é o meu momento preferido do dia. Muito pelas cores do entardecer, mas também porque é o momento em que as aves fazem suas revoadas e retornam aos seus ninhos.

Essa é uma das melhores experiências pra viver no Pantanal! Sempre me deixo levar, maravilhada, pelos seus sons e pela dança que fazem no ar.

Uma dessas revoadas foi especial durante a nossa estadia. Estávamos observando algumas emas no melhor horário do sol (a golden hour), quando um bando de araras-Canindé passou bem em frente às minhas lentes. Capturar esse momento com a câmera foi muito legal, já que é bem difícil fotografar animais em movimento.

Eu achei que o clique ficou perfeito, um dos melhores da viagem. O que você me diz (veja a foto abaixo)?

Mas se você não se arrisca com uma câmera, não se preocupe. Leve um binóculos, porque o mais importante é ver ao vivo a fauna do Pantanal.

pantanal ms
Revoada das araras durante um dos passeios no Pantanal de Aquidauana.

7. Surpreenda-se com o passeio noturno

Participar de uma focagem noturna no Pantanal é uma maneira emocionante de descobrir a vida selvagem que se torna ativa depois que o sol se põe.

Os guias são um show à parte porque, além de conhecimento, eles têm olhos que veem até no breu.

Durante o passeio, um dos guias vai iluminando o caminho com um holofote, assim que avista algum animal, ele avisa. E foi dessa forma que nosso guia Fabiano enxergou a onça parda (não me pergunte como haha). Ele a viu de longe e o carro foi se aproximando lentamente até que todos pudessem vê-la. E deu pra ver direitinho sua aparição relâmpago.

Em todos os passeios é recomendado ir de calça comprida e sapatos fechados. Em determinados pontos, o carro para e somos convidados a caminhar um pouco pela trilha. Esse momento foi muito legal porque a gente pôde ver de perto as áreas alagadas características do Pantanal.

Mas fica a dica: como no fim de tarde os insetos começam a aparecer, estar com roupas fechadas e claras (e muito repelente) vai ajudar se livrar das picadas.

Ah, e repare nos vagalumes (ou pirilampos). São muitos e bem mais difíceis de serem vistos na cidade.

focagem noturna pantanal
Focagem noturna é um dos passeios mais cobiçados do Pantanal do Mato Grosso do Sul.

8. Aproveite pra ver as estrelas

A noite no Pantanal é um espetáculo! Longe das luzes da cidade e sem poluição, o céu se revela como uma cortina de luz e você pode comtemplar as estrelas sem pressa.

Deite-se em uma rede e se permita ser envolvido pela calmaria desse ambiente. Existem alguns aplicativos como Star Chart, Heavens-Above ou Night Sky, em que você pode ver estrelas e planetas, sabendo exatamente o que é cada pontinho brilhante no céu.

Após o jantar, que se encerra às 20h, fique um tempo a mais do lado de fora. É legal ficar batendo papo com os outros hóspedes, bebendo um vinho, ou mesmo escolhendo um cantinho pra admirar o céu e ouvir os animais noturnos.

A Pousada Aguapé tem um bar que funciona até 22 horas.

o que fazer no pantanal
O céu estrelado do Pantanal é um espetáculo à parte.

9. Viaje de coração aberto pra conhecer a cultura pantaneira

Visitar o Pantanal também é uma oportunidade de vivenciar a cultura local. Os moradores, com sua hospitalidade, compartilham suas rotinas, sabedoria e histórias de vida.

Esse contato é um ótimo intercâmbio cultural. Aproveite!

Um dos passeios que mais nos conecta com a vivência pantaneira é a cavalgada. Esse tour não é para ver animais, mas sim para experimentar uma tradição do povo do Pantanal, que cuida e tem uma relação tão próxima com os cavalos.

cavalgada pantanal
A cavalgada é uma oportunidade de ver de perto a cultura pantaneira, sem falar na fauna, pois percorremos lentamente diferentes áreas verdes.

10. Crie sua própria conexão com a natureza

Estar imerso nesse ecossistema único, cercado por uma infinidade de espécies de plantas e animais, nos fez despertar uma profunda sensação de humildade e reverência.

O som dos pássaros, o cheiro da terra, cada momento da visita ao Pantanal é um convite pra desacelerar, respirar fundo e sentir a essência da vida pulsando ao nosso redor.

É um chamado para nos reconectarmos com nossas raízes, reconhecendo a nossa pequenez em meio à natureza, e sairmos dessa experiência transformadas, com ainda mais respeito e admiração pelo planeta que habitamos.

E o que fazer no Pantanal senão contemplar o que ele tem de mais bonito? No tempo livre entre um passeio e outro, vá até a beira do Rio Aquidauana ou até a Baía, lá você fica mais distante do burburinho da pousada e pode ouvir os pássaros (os menores, não as araras que estão por todo canto), ver os jacarés à beira da lagoa, e com sorte, até uma sucuri.

Um passeio agradável e silencioso a menos de 300m. da pousada,

pantanal ms
Baía a 300m. da sede da fazenda da Pousada Aguapé.

Como chegar no Pantanal de Aquidauana, MS

Pra começar nossa viagem ao Pantanal do Mato Grosso do Sul, voamos para o Aeroporto Internacional de Campo Grande (CGR), que recebe voos regulares de diversas cidades do Brasil.

Ao chegar no aeroporto, a melhor opção foi alugar um carro e seguir pela BR-262 até Aquidauana, distante cerca de 140km da capital.

A viagem é tranquila e segura, por estrada asfaltada em boas condições e sem pedágios. Na ida, um domingo, quase não havia movimento a caminho do Pantanal. Na volta, um dia de semana no fim de tarde, já tinha muito trânsito de caminhões.

De Aquidauana, são mais 54km de estrada de terra em ótimas condições até a Pousada Aguapé. Nesse último trecho, você já começa a ver alguns animais, fique atento!

Uma informação importante é que aplicativos de navegação como o Waze não funcionam nessa área. O recomendado é utilizar o Google Maps pra garantir que você chegue com segurança na fazenda.

Durante a sua ida, o pessoal da fazenda vai enviar a localização exata, assessorar através do WhatsApp e passar informações importantes para a viagem.

Se não puder ou não quiser dirigir, você pode contratar esse transfer privativo de Campo Grande para o Pantanal de Aquidauana.

Mas se, assim como nós, você também for alugar um carro, use o buscador da Rentcars que compara preços das diversas locadoras disponíveis. Aí fica mais fácil encontrar a opção que melhor se encaixa para os seus planos de viagem.

Nós alugamos um carro por 5 dias (ficamos com ele também em Campo Grande), e gastamos cerca de R$ 120 de gasolina pra circular na capital e ir para a fazenda no Pantanal.

Consulte também o Skyscanner para ver as ofertas de voos para Campo Grande, Bonito ou Corumbá. A plataforma vai listar as empresas aéreas que fazem a rota e você pode comparar os preços entre elas.

Mas para fazer uma compra, clique apenas em sites das próprias companhias aéreas e evite os demais sites que comercializam passagens.

>> Voltar ao índice

como chegar pantanal ms
O trecho de estrada de terra entre Aquidauana e a Fazenda Aguapé tem ótimas condições e qualquer carro comum consegue transitar tranquilamente.

Melhor época pra visitar o Pantanal

O Pantanal é um ecossistema dinâmico, com estações que moldam a paisagem e a vida selvagem da região. Compreender as estações do Pantanal é essencial pra planejar sua viagem e garantir uma experiência agradável.

Veja abaixo quando ir ao Pantanal e já dá um print nesse bloco pra ficar por dentro!

Estação das águas (dezembro a março)

Durante a estação das chuvas o Pantanal se torna um tapete de água e grande parte da planície fica alagada. Boa época pra ver espécies aquáticas e aves migratórias.

Estação da vazante (abril a junho)

Com o nível das águas baixando, as condições de acesso melhoram, o que permite atividades como as caminhadas e os safáris. Esse também é um ótimo momento pra observação de aves.

Estação da seca (julho a outubro)

Considerada a melhor época pra visitar o Pantanal porque os rios e lagoas se retraem, deixando grandes áreas de terra expostas e concentrando os animais em torno das fontes de água que restam.

Momento propício para avistar a vida selvagem, incluindo felinos como a onça parda e a onça-pintada.

Estação da Enchente (novembro e dezembro)

O início das chuvas também é a época de reprodução das aves, então é bastante comum ver filhotes se alimentando pelos caminhos pantaneiros.

Ao planejar sua visita ao Pantanal, leve em consideração quais dessas experiências você quer viver. Cada estação tem seu charme e particularidades e o que vai definir a data da sua viagem são seus objetivos.

Nós fomos em maio, durante a estação da vazante, e foi maravilhoso. Vimos muitos pássaros, jacarés, anta e até uma onça parda.

Os dias estavam agradáveis, as noites com temperaturas amenas e aproveitamos pra ver as estrelas e alguns animais notívagos.

>> Voltar ao índice

O que levar para uma viagem ao Pantanal

A lista do que levar para o Pantanal é meio grande, mas essencial pra ter uma viagem perfeita.

Listamos o principal abaixo, mas não se preocupe, o pessoal da Pousada Aguapé vai te enviar a lista completa antes da sua ida.

  • Roupas leves: podem ser as roupas estilo academia;
  • Blusas de proteção UV e corta-vento;
  • Calça comprida: usa-se praticamente em todos os passeios e é obrigatória nos passeios a cavalo e caminhada.
  • Dois tênis: um mais confortável e outro mais robusto para as caminhadas;
  • Casacos: leve um casaco mais pesadinho porque podem ter variações bruscas de temperatura de um dia pro outro, mas também um “meia-estação” porque à noite costuma esfriar um pouquinho;
  • Roupa de banho, pois tem piscina na pousada;
  • Acessórios como óculos de sol, boné e/ou chapéu, cachecol;
  • Repelente e protetor solar (importantíssimo!);
  • Capa de chuva;
  • Câmera fotográfica;
  • Binóculos;
  • Squeeze: a pousada tem uma taxa de água (R$10 por pessoa – mai/2024) e você pode recarregar sua garrafinha quantas vezes quiser;
  • Monte sua farmacinha, principalmente se precisar de medicamentos de uso contínuo (lembre-se que a pousada está longe da cidade).

Em breve, nosso vídeo do Pantanal estará lá no Youtube.

>> Voltar ao índice

Leia também:

O que fazer em Nobres, Mato Grosso

O Pantanal oferece uma conexão profunda com a natureza e momentos de contemplação que vão ficar pra sempre na memória.

A diversidade da fauna e flora, a hospitalidade dos pantaneiros e a beleza indescritível da paisagem fazem dessa viagem uma experiência única.

Então, prepare suas malas, ajuste a câmera e abra seu coração para viver uma das viagens mais enriquecedoras de sua vida.

por Nange Sá


RESOLVA SUA VIAGEM AQUI:
Ao reservar com nossos parceiros através dos links abaixo ou citados nos posts, recebemos uma comissão.
Você garante os melhores serviços e preços, não paga a mais por isso e ainda ajuda a gente a continuar compartilhando dicas de viagem.
Muito obrigada e boa viagem!
OFERTAS DE HOSPEDAGEM no mundo inteiro com reserva rápida e segura, opções de cancelamento gratuito e pagamento só no check-in com a Booking.com ou Hoteis.com.
ALUGUEL DE CARRO em até 10x no cartão, sem IOF, ou com 5% de desconto no boleto. Compare preços das locadoras no buscador Rentcars.com.
COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM em até 10x ou com desconto no boleto. Compare preços de várias seguradoras no Seguros Promo, já com nosso cupom de desconto VIDASEMPAREDES15 aplicado.
PASSAGEM AÉREA em promoção no Skyscanner.
CHIP DE INTERNET com plano de dados com a Viaje Conectado, ou chip virtual internacional com a Airalo.
INGRESSO antecipado para atrações, eventos, passeios e transfer no mundo inteiro com melhor preço e segurança a Civitatis, EasyTravelShop ou GetYourGuide.
CARTÃO de débito internacional grátis com conta online multimoeda com IOF de 1,1% na Wise.



Vida sem Paredes
Vida sem Paredeshttps://vidasemparedes.com.br/
Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.