Início AMÉRICA DO SUL Maracajaú, Natal: tudo sobre a praia e o mergulho nos parrachos

Maracajaú, Natal: tudo sobre a praia e o mergulho nos parrachos

Visitar Maracajaú é garantia de se impressionar fortemente com a cor do mar. Tanto que visitar a praia e fazer um mergulho nos Parrachos de Maracajaú é um dos passeios imperdíveis a partir de Natal, no Rio Grande do Norte.

Nesse post nós vamos esclarecer todas as dúvidas sobre como é a praia e como funciona o mergulho nos parrachos, como chegar e dicas para quem vai visitar esse paraíso no “caribe” do Rio Grande do Norte.

  1. Onde fica e como visitar
  2. O que são Parrachos e como mergulhar
  3. O que é melhor: lancha ou catamarã
  4. Quando ir
  5. O que fazer
  6. Pousadas pé na areia
maracajau
Praia de Maracajaú, toda cercada de coqueiros, tem passeio para mergulho nos parrachos

Maracajaú, RN: onde fica a praia e como visitar

A praia de Maracajaú é uma vila de pescadores localizada no município de Maxaranguape, com algumas pousadinhas a beira-mar, parques aquáticos e beach clubs, restaurantes e oferta de passeios na região.

A distância de Natal para Maracajaú é de cerca de 55km, ao norte. A praia é rústica e cercada de coqueiros.

De lá, as lanchas ou catamarãs levam até uma plataforma flutuante que é ponto de apoio para o mergulho de snorkel ou cilindro nos parrachos, sempre durante a maré baixa. As plataformas têm bar e tudo!

As duas opções mais comuns para visitar a praia de Maracajaú são:

  1. Com carro alugado:

Essa foi a nossa escolha. Alugamos um carro para visitar São Miguel do Gostoso e Praia de Pipa por conta própria, então fomos para Maracajaú de carro para passar o dia. Vale a pena comprar preços das locadoras no buscador online Rentcars.

  1. Com tour bate-volta:

Esse é um dos passeios mais procurados em Natal, e dura o dia todo. O tour inclui transporte ida e volta, guia e passeio de lancha para os parrachos (reserve aqui).


>> IMPERDÍVEL: guia completo com o que fazer em Natal <<


Parrachos de Maracajaú: o que são e como mergulhar

Os parrachos são piscinas naturais formadas por barreiras de corais. No caso dos parrachos em Maracajaú, são 15km de piscinas com profundidades que chegam a três metros, com águas muito transparentes.

Essas piscinas estão localizadas a cerca de 7km da praia, e o acesso é com lancha ou catamarã, em um passeio que dura aproximadamente 2 horas e meia e acontece de acordo com a tábua de marés.

As embarcações vão até uma plataforma de apoio que conta com ótima estrutura, guarda-volumes, banheiros e até bar. 

O equipamento para mergulho livre com snorkel está incluso no passeio, mas é possível fazer mergulho de cilindro (pago à parte). Ah, e tem colete flutuador para quem quer ter mais segurança para nadar.

No tour contratado a partir de Natal, lancha ou catamarã já estão incluídos, e o horário de saída é programado de acordo com a maré baixa.

Quem vai até Maracajaú por conta própria de carro precisa comprar o passeio de lancha ou catamarã, se possível, antecipadamente. Isto porque a quantidade de pessoas é limitada e como o mergulho é o principal programa em Maracajaú, seria frustrante ir até lá e não conseguir participar da experiência.

maracajau
Mergulho nos parrachos de Maracajaú: piscinas naturais a 7km da costa
parrachos de maracajau
A plataforma de apoio ao mergulho tem ótima estrutura, guarda-volumes, banheiros e bar

Algumas operadoras locais vendem o mergulho em Maracajaú:

Nós compramos o ingresso do Parrachos Praia Club, um beach club que oferece restaurante, piscinas, guarda-volumes, vestiários e toda uma estrutura para quem vai passar o dia e fazer o mergulho.

No nosso caso, ficamos um tempo curtindo a praia de Maracajaú, e fomos para o clube uma hora antes do passeio, apenas para fazer o check-in e embarcar.

>> O passeio com mergulho em Maracajaú custa em torno de R$ 100 (set/2020), ou R$ 90 (em baixa temporada).

praia maracajau
Parte da estrutura do Parrachos Praia Club, com quem fizemos o passeio de catamarã para o mergulho

O que é melhor: lancha ou catamarã?

A lancha leva menos tempo para chegar nos parrachos, porém sacode mais. Já o catamarã leva cerca de meia hora, mas é mais estável. O catamarã é mais indicado para pessoas idosas ou com alguma dificuldade de locomoção, quem viaja com crianças, e quem costuma ficar enjoado.

Apesar de a lancha ir mais rápido, o tempo de permanência na plataforma é praticamente o mesmo para ambas embarcações (1h30min). E é suficiente, pois é cansativo mergulhar por muito tempo. Do tempo que tínhamos, ficamos cerca de 50 minutos da água, e o restante do tempo passamos no bar e nos mirantes da plataforma.

Como eu gosto de ir observando tudo, curti o passeio mais calmo com o catamarã.

O embarque é feito caminhando até a embarcação, dependendo, com água na cintura. Mas os monitores auxiliam a levar a mochila, se for o caso. Os clubes têm guarda-volumes pagos à parte, mas costumam lotar cedo.

O embarque no Parrachos Praia Club é feito por ordem de chegada. Portanto, se não for passar o dia no clube, vá mais cedo até lá para fazer o check in e pegar a pulseira, e tente ir na primeira saída.

Ao reservar você verá o horário de embarque para aquele dia no ingresso, já que muda a cada dia, de acordo com a maré.

As plataformas contam com colete flutuador, que auxilia quem não sabe nadar, mas vale usar mesmo que já tenha prática. E têm escadas que facilitam a subida ao sair da água.

mergulho maracajau
Desembarque, já no fim da tarde

Quando ir

Os melhores meses para visitar Maracajaú e todo o Rio Grande do Norte vão de setembro a janeiro. O verão é altíssima temporada e quem quiser visitar as praias com menos pessoas é bom evitar feriadões, Réveillon, Carnaval e o mês de janeiro, quando a movimentação é intensa.

Não é impossível visitar entre março e julho, mas há mais chances de chuva, apesar de ainda fazer calor.

Maracajáu, Natal: o que fazer

O mergulho nos parrachos de Maracajaú é a principal atividade na praia.

Além da experiência, outra opção por ali são os beach clubs que oferecem day use, bem como o parque aquático Manoa Park.

A praia conta com algumas barracas que oferecem cadeiras e guarda-sol mediante consumo, e o único ponto negativo é que a praia tem muitos trechos com pedras. Nós escolhermos uma barraca bem legal, mas ela ficava em frente a uma área com muitas pedras. Portanto, se tiver aquelas sapatilhas aquáticas de neoprene, leve!

Também é possível fazer passeios de quadriciclo ou buggy, com duração que varia de 45 minutos a 4 horas. Algumas das atrações próximas a serem visitadas são as praias de Punaú, Pititinga, Caraúbas, além de lagoas e dunas.

Perobas ou Maracajaú: qual parracho é melhor?

Muitos ficam em dúvida se devem fazer o mergulho nos parrachos de Maracajaú, ou no de Perobas, que fica a 32km do anterior, no município de Touros.

Nós visitamos a praia de Perobas e ela tem estrutura mais simples e menor. As piscinas naturais de lá são mais rasas, menos procuradas, e por isto, mais vazias. A vida marinha também é menor.

O tom da água das piscinas é bonito e a praia é simpática. Mas se tiver que escolher apenas um mergulho, acho que Maracajaú impressiona mais, principalmente se a profundidade não for um problema para você.

Maracajaú: pousadas e hotéis perto da praia

O mais comum é fazer um passeio bate-volta a partir de Natal. No nosso caso, estávamos em São Miguel do Gostoso, outro paraíso do Rio Grande do Norte. Saímos cedinho para passar o dia em Maracajaú, fizemos o passeio do mergulho entre 2h e 4h, e seguimos no fim da tarde para Natal.

Mas a vila conta com algumas ótimas pousadas para quem pretende ficar mais tempo. A melhor delas, sem dúvida é a Pousada Parracho, que conhecemos, pois, um amigo estava hospedado lá. Ela é estilo “pé na areia”, tem estacionamento, café da manhã e excelente avaliação.

Outras opções legais por lá são a Pousada Cores dos Corais e Pousada Ponta dos Anéis.

Se estiver em Natal, confira ofertas de hospedagem na Ponta Negra, a melhor região para ficar.

Leia também:

O que fazer em Natal

Praias em São Miguel do Gostoso

Praia de Pipa: roteiro com melhores passeios e praias

   

A praia e os Parrachos de Maracajaú não podem ficar de fora do seu roteiro em Natal. Se quiser conhecer mais lugares incríveis, confira nosso post sobre praias em Natal.

por Camila Coubelle

Resolva sua viagem aqui
OFERTAS DE HOSPEDAGEM no mundo inteiro com reserva rápida e segura, opções de cancelamento gratuito e pagamento só no check-in com a Booking.com.
ALUGUEL DE CARRO em até 10x no cartão, sem IOF, ou com 5% de desconto no boleto. Compare preços das locadoras no buscador Rentcars.com.
COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM em até 12x ou com desconto no boleto. Compare preços de várias seguradoras no Seguros Promo, já com nosso cupom de desconto VIDASEMPAREDES5 aplicado.
VOCÊ GANHOU R$350 em créditos de viagem para usar na primeira reserva no Airbnb.
PASSAGEM AÉREA em promoção e até 12x no Viajanet, ou com até 25% OFF e 6x no Passagens Promo.
CHIP DE INTERNET com plano de dados para mais de 100 países e conexão ilimitada com a EasySim4U ou a Viaje Conectado.
INGRESSO antecipado para atrações, eventos, passeios e transfer no mundo inteiro com melhor preço, comodidade e segurança com a GetYourGuide ou a TourOn.
Ao reservar com nossos parceiros nos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga a mais por isso e ainda ajuda a gente a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3



As dicas do vida sem paredes te ajudaram?

Então fale com a gente no FACEBOOK, no INSTAGRAM, no PINTEREST ou no YOUTUBE.
Vida sem Paredeshttps://vidasemparedes.com.br/
Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.