InícioAMÉRICA DO SULO que fazer em Mambaí: cachoeiras e ecoturismo em Goiás

O que fazer em Mambaí: cachoeiras e ecoturismo em Goiás

Tour de bicicleta por São Paulo

Que a natureza foi generosa com o cerrado a gente já sabia. Mas para Mambaí, Goiás, ela sorriu ainda mais largo!

A pequena cidade que tem cara de vila é cheia de cachoeiras e grutas incríveis. Arrisco dizer que algumas de suas atrações são únicas no Brasil, como a Cachoeira do Funil.

Conheça os atrativos naturais e confira o que fazer em Mambaí. Descubra como chegar, onde se hospedar e aproveite as dicas.

Preparamos um roteiro muito legal em Mambaí. Aproveite!

O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira do Funil
Cachoeira do Funil

Mambaí, Goiás: onde fica, como chegar, pousadas, cachoeiras, o que fazer e dicas

Confira tudo para organizar sua viagem à Mambaí.

  1. Onde fica Mambaí
  2. Como chegar
  3. Pousadas
  4. O que fazer
  5. Restaurantes
  6. Dicas
O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira Paraíso do Cerrado
Cachoeira Paraíso do Cerrado

Mambaí, GO: onde fica essa pouco conhecida, mas maravilhosa cidade

Localizada no interior de Goiás, quase na divisa com a Bahia, a cerca de 300 quilômetros de Brasília, Mambaí está na Área de Proteção Ambiental Nascentes do Rio Vermelho.

Seus cânions, rios, trilhas, cavernas, lagos, fauna e flora em geral ainda estão intocados e sua vocação é o ecoturismo e o turismo de aventura.

Tem rapel, tirolesa, boia cross, pêndulo e passeios para quem quer aventura, ou só sombra e água fresca.

E o melhor, ainda está fora da rota do turismo de massa.

É essencial estar de carro para visitar Mambaí, pois as atrações ficam fora da cidade.

Como chegar em Mambaí

O aeroporto mais próximo de Mambaí é o Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek, a cerca de 300 quilômetros. Aproveite para pesquisar passagens aéreas em promoção nos sites Skyscanner e Passagens Promo.

De carro:

De carro a partir de Brasília o acesso é pela BR-020, saída para Formosa (Goiás), sentido Bahia. A estrada passa por cidades como Simolândia e Alvorada do Norte. Pouco depois dessa última, é preciso pegar a GO-236, à direita no trevo para Buritinópolis (atenção à placa).

Aí são mais 45 quilômetros até Mambaí, passando por dois pequenos povoados, mas não tem erro.

No geral, o asfalto está em boas condições, não há pedágios e é uma reta sem fim, com muito trânsito de caminhões e carretas enormes.

Goiânia está a cerca de 500 quilômetros, consequentemente, o acesso é pela BR-060 até Brasília e em seguida, pelo mesmo caminho já citado.

Aproveite para comparar os preços de diversas locadoras de carro de lá através desse link da Rentcars. É bem fácil de usar, de reservar, é possível parcelar e efetuar o pagamento só na retirada.

De ônibus:

De ônibus seria preciso fazer baldeação em Alvorada do Norte e o acesso até as atrações ficaria difícil.

O que fazer em Mambaí: cachoeiras e ecoturismo em Goiás

Pousadas em Mambaí

Mambaí oferece opções de hospedagem como hotéis simples, camping e algumas pousadas com melhor infraestrutura.

Nós ficamos nos chalés Mambaí Inn e gostamos. Tem excelente café da manhã, uma equipe simpática, é bem confortável e tem ótimo preço.

Confira os preços e reserve maneira rápida e segura, com opções de cancelamento gratuito e pagamento no check-in através da Booking.com.

O que fazer em Mambaí, Goiás: melhores pontos turísticos

1. Cachoeira do Funil

Essa é a maior obra de arte da natureza em Mambaí!

Imagine: o rio passa por cima de uma caverna, despenca em uma queda de 50 metros, e continua por DENTRO da caverna. Daí o nome funil.

A trilha é leve, com 900 metros, e temos a opção de atravessar ou não parte da caverna. Vale a pena atravessar para ter um ângulo especial da queda, por dentro. Para isso, leve lanterna e saiba que vai molhar o tênis ou bota.

Ali tem pêndulo, rapel e cascading (rapel em cachoeira) opcionais.

Finalmente, um rio mais acima para nadar, já que a queda principal não tem poço para banho. Fizemos o cascading e é bem melhor do que o rapel comum! Apenas vá!

Distância: É uma das atrações mais próximas de Mambaí, a 6 quilômetros.

O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira do Funil
Atravessamos a caverna e o rio ao mesmo tempo!
O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira do Funil
Depois de atravessa a caverna, nos deparamos com a queda por trás!
O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira do Funil
Tem cascading (rapel na água) e pêndulo na Cachoeira do Funil

2. Cachoeira Poço Azul

Não é só uma, mas TRÊS piscinas naturais de águas transparentes que estão ora azuis, ora esverdeadas.

Quem adora a Cachoeira Santa Bárbara na Chapada dos Veadeiros, vai adorar essa também.

A trilha tem nível médio e 7,5 quilômetros, passando pelos cânions do Rio Vermelho e cruzando o rio com água até a coxa.

O passeio demora pouco mais de um turno, para aproveitar bem os 3 poços. Depois de alcançar o primeiro, os outros dois são bem próximos.

A trilha não é exposta ao sol e eu recomendo que você vá com calça e blusa de manga se não quiser se arranhar na vegetação.

Fique atendo também a uma planta diabólica que deixa a gente coçando (o guia te avisará dela). E nas cobras pelo caminho também. Vimos duas cascavéis acasalando bem no meio da trilha na ida e na volta.

Leia também: Dicas para a trilha do Poço Azul

Distância: 22 quilômetros de asfalto de Mambaí.

O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira Poço Azul
Cachoeira Poço Azul – poço 1
O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira Poço Azul
Cachoeira Poço Azul – poço 1
O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira Poço Azul
Cachoeira Poço Azul – poço 2
O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira Poço Azul
Cachoeira Poço Azul – poço 3

3. Cachoeira do Alemão

Esse poço não tem a mesma tonalidade de cor do anterior, mas compensa por seu fácil acesso.

São só 200 metros de trilha e é indicado para quem quer só relaxar, sem o esforço físico de trilhas.

Distância: 19 quilômetros de asfalto de Mambaí.

4. Cachoeira Paraíso do Cerrado

A cascata desse poço Paraíso do Cerrado em Mambaí é branquinha e lindíssima, como um véu de noiva de cerca de 50 metros de altura.

Suas águas verdes e cristalinas são hipnotizantes e seu poço de 6 metros de profundidade parece um oásis entre a vegetação. Esse lugar impressionou a gente, é demais!

A trilha é leve, com 1.600 metros ida e volta, mas a fazenda onde se localiza a cachoeira fica em Damianópolis, cidade vizinha.

É a única atração em que não é obrigatório contratar guia, mas vale a pena a título de não perder tempo procurando o caminho.

Distância: 32 quilômetros de Mambaí, sendo 15 de asfalto e 17 em estrada de chão em condições razoáveis.

Entrada: R$ 10 (abr/2021)

O que fazer em Mambaí, Goiás: cachoeira Paraíso do Cerrado
Cachoeira Paraíso do Cerrado

5. Trilha Itaguassú

São cerca de 4,5 quilômetros de trilha circular passando por vales e cânions do Rio Vermelho e do Rio das Pedras, rochas e vegetação típica.

A trilha não é pesada e fica a 1100 metros de Mambaí, parte em asfalto, parte em estrada de terra em condições razoáveis.

6. Caverna Lapa do Penhasco

Essa atração fica no mesmo local de acesso do Poço Azul e se revela no vale do Rio Vermelho.

Sua galeria é enorme e cheia de estalactites e estalagmites além de formas curiosas no interior.

Uma trilha mais curta por sua galeria já é suficiente para ver muita coisa, mas ainda é possível fazer a travessia de 1.400 metros dentro da Lapa do Penhasco.

A trilha até a caverna é de apenas 200 metros, mas a descida final é em uma escada bem íngreme e é preciso atravessar a água na altura do ombro (temos 1,57m. de altura) para entrar.

Lá dentro o terreno é todo irregular e também atravessamos pedras e pequenos poços, afinal, o rio passa lá dentro.

Distância: 16 quilômetros do centro de Mambaí

O que fazer em Mambaí, Goiás: Caverna Lapa do Penhasco
Entrada da caverna Lapa do Penhasco
O que fazer em Mambaí, Goiás: Caverna Lapa do Penhasco
Logo após a entrada subimos várias pedras e pequenos poços
O que fazer em Mambaí, Goiás: Caverna Lapa do Penhasco
Formações, estalactites e estalagmites no interior da Lapa do Penhasco: a última foto parece uma colônia! (clique paraver maior)

7. Tirolesa na Lapa do Penhasco

A tirolesa é a atividade mais procurada lá. Quem não quer voar em uma altura de mais de 100 metros sem esforço nenhum?

São 320 metros de extensão cruzando o vale, com vista para o rio e para a entrada da Lapa do Penhasco. É emocionante, principalmente se você tiver coragem de ir de frente, voando como um condor.

A trilha até a plataforma é de 400 metros, tem um mirante e um quiosque no ponto de chegada, onde a galera se reveza para filmar os colegas descendo.

O equipamento é seguro e os condutores que nos atenderam nos orientaram muito bem.

Distância: 16 quilômetros do centro de Mambaí

O que fazer em Mambaí, Goiás: Caverna Lapa do Penhasco
Mirante na tirolesa da Lapa do Penhasco
O que fazer em Mambaí, Goiás: Caverna Lapa do Penhasco
Tudo pronto para a tirolesa!
O que fazer em Mambaí, Goiás: Tirolesa Lapa do Penhasco
Bom demais! Reparem na entrada da caverna à direita.

8. Pôr do Sol na divisa Goiás-Bahia

Esse foi um passeio extra, que a gente nem esperava. Como chegamos quase no fim de tarde em Mambaí e não dava tempo de visitar nenhuma atração, o Bruno da Agência Mambaí Adventure indicou esse lugar para a gente ver o pôr do Sol.

Ele explicou como chegar, compramos umas cervejas, e foi sensacional!

São uns 12 quilômetros de distância. Se você chegar dos passeios e tiver tempo em algum fim de tarde, faça isso também!

O que fazer em Mambaí, Goiás
Chuva localizada à esquerda e esse pôr do sol incrível! Valeu Mambaí!
O que fazer em Mambaí, Goiás
O céu do cerrado é lindo demais!

9. Claraboia (Lapa das Dores) e Caverna Borá

A Claraboia é uma enorme fenda na Caverna Lapa das Dores, cujo acesso só é possível através de rapel.

E a Borá recebe o encontro do Córrego Borá com o Rio das Pedras dentro de suas galerias. Ambas são cheias de espeleotemas e o acesso é por trilha leve e rápida.

São duas formações, que como mencionei no início, parecem não encontrar outras semelhantes por aí. Queremos voltar, Mambaí! 🙂

Como visitar as cachoeiras e cavernas em Mambaí

As atrações ficam em propriedade particular e é obrigatório o acompanhamento de um condutor local.

Nós fizemos todos os passeios com a Agência Mambaí Adventure, que nos atendeu prontamente pelo WhastApp.

Eles oferecem os passeios individualmente ou o pacote para todos os dias da sua visita, e ajudam a organizar todo o seu roteiro lá, pois tem atração que não dá para conciliar no mesmo dia.

Você pode escolher com ou sem almoço e pode reservar tudo antes de chegar.

A agência está localizada no posto de gasolina no trevo de entrada da cidade, bem pertinho do centro.

O Bruno foi super gente boa com a gente e eu recomendo de olhos fechados. Sugiro que você olhe também as avaliações na página da Mambaí Adventure no Facebook. 

S E R V I Ç O

Agência Mambaí Adventure

O que fazer em Mambaí, Goiás: agência Mambaí Adventure
Agência Mambaí Adventure, no posto de gasolina do trevo da cidade

Onde comer em Mambaí

  • O Restaurante da Heide foi o mais recomendado, por sua comida caseira no fogão a lenha, com itens típicos do cerrado. PS: prove o pequi, mas pergunte como se come antes! Ahhaha Fica a 4 km de Mambaí, sentido Buritinópolis, à esquerda, logo após a ponte e o Rancho do Zé.
  • O Restaurante Zebras, no posto de gasolina do trevo da cidade serve buffet variado self-service, com churrasco, no almoço e no jantar. Lá vende vinhos também, melhores que os do supermercado! Também há um Zebras com clima de bar no centro, mais procurado a noite, com pizzas, sanduíches, porções e petiscos.
  • O Açaí Central é ótimo e ainda oferece sanduíches, salgados e – pra nossa surpresa – caldos, deliciosos e caprichados.
  • A Pizzaria do Osmar foi super recomendada e de fato, valeu a pena. Essas foram as opções que tivemos a chance de conhecer e todas atenderam bem.
O que fazer em Mambaí, Goiás
Restaurante da Heinde arrasou: arroz, feijão, carne de panela, abóbora, farofa, torresmo e pequi! E ainda repeti!

Dicas para visitar Mambaí:

  • Não há caixas eletrônicos na cidade. Leve dinheiro, mas saiba que bares, restaurantes e posto de gasolina aceitam cartão de crédito.
  • A melhor época para visitar Mambaí é durante o período seco, pois entre novembro e fevereiro, no período mais chuvoso, alguns passeios podem ficar inviáveis.
  • estacionamento gratuito em todas as atrações.
  • A maior parte das atrações têm acesso pelo asfalto e os poucos trechos de estrada de terra estão em condições razoáveis.
  • Os dois supermercados na rua principal de Mambaí funcionam até às 19h. Vale comprar água e lanche do dia seguinte lá.
  • O sol do cerrado é sempre intenso (e lindo!). Não esqueço o protetor solar, óculos, boné e bastante água.
  • Preserve os ambientes naturais, não esqueça seu lixo nas atrações e cuide para que continue bonito e incrível como é!

+ Mais destinos em Goiás:

Guia da Chapada dos Veadeiros

Como chegar na Cachoeira Santa Bárbara

14 monumentos para conhecer em Brasília 

O que fazer em Mambaí: cachoeiras e ecoturismo em Goiás

por Camila Coubelle


> A agência Mambaí Adventure foi parceira do Vida sem Paredes nos tours, mas esse post é totalmente isento e reflete a nossa experiência real e sincera com o serviço. Escolhemos nossos parceiros com muita cautela. Conte sempre com as dicas testadas e aprovadas por nós!



Vida sem Paredes
Vida sem Paredeshttps://vidasemparedes.com.br/
Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

20 COMENTÁRIOS

  1. Amei a reportagem. Iremos no fim de semana dos dias 12 e 13 de dezembro de 2020. Espero curtir e descansar a cabeça. Valeu pelas dicas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.