A viagem no seu próprio tempo

 
Nesse universo delicioso dos blogs de viagem só tem uma dica que você não vai encontrar. Umazinha apenas, mas que é capaz de influenciar todas as outras que você costuma ler por aí na web quando está planejando os próximos destinos. Ninguém fala muito sobre ela e isso é perfeitamente compreensível. É estranho falar de algo tão íntimo e pessoal.

vida-sem-paredes-viagem-e-tempo

Relógio do Sol, no Parque Estadual de Ibitipoca

Tempo. Um intervalo subjetivo que atualmente é um dos bens mais preciosos que temos. Quanto tempo dedicar para uma viagem? Essa dica é a única que você não vai encontrar nos blogs sobre viagem. Essa é uma resposta que só você pode encontrar. Não adianta pegar aquele roteiro incrível de 3 dias em determinado lugar que eu fiz se o seu tempo não bate com o meu. Não adianta anotar aquelas atrações imperdíveis que alguém visitou e indicou em uma cidade que você está pensando em ir, se você prefere ver apenas uma, com mais calma. O fato é que cada um tem seu tempo, de acordo com personalidade, signo, ascendência, numerologia do nome e sabe se lá mais o que é capaz de influenciar no nosso comportamento e nas nossas expectativas em relação às coisas. Lembra daquele texto que as pessoas gostam de compartilhar, que diz que “Alguns se tornaram presidentes de grandes empresas aos 25 e morreram aos 50, enquanto outros se tornaram presidentes aos 50, e viveram até os 90”?

Pois é. Lembra qual é a conclusão dele? “As pessoas conseguem lidar com situações apenas de acordo com seu próprio tempo. Seus colegas, amigos, e conhecidos mais jovens podem parecer estar ‘a frente’ de você, e outros podem parecer estar ‘atrás’. Não os inveje nem zombe deles. Estão em seu próprio tempo. E você está no seu! Você não está atrasado, nem adiantado, você está exatamente na hora certa!

Pode ser apenas autoajuda. Pode ser apenas clichê. Mas já parou para pensar que todo clichê é verdadeiro?

Tempo é um fator determinante poderosíssimo que também se aplica às viagens.

Alguns estão viajando o tempo todo. Outros ainda estão sonhando com o primeiro mochilão. Alguns já conhecem 47 países aos 25 anos e outros ainda não conseguiram sair do Brasil. Há quem criou coragem de fazer uma primeira viagem sozinho aos 60 anos de idade e há quem viaja sozinho aos 18. Todos estão no seu próprio tempo.

Alguns preferem conhecer tudo de uma vez. Colocam o que é possível e impossível no roteiro e ainda acrescentam coisas extras para o caso de ‘vai que dá tempo’. Outros aplicam a máxima de que menos é mais. É melhor conhecer menos lugares mas conhecer a fundo. Do avesso. Conhecer a história por trás daquele nome, daquelas paredes.

Qual é a única semelhança entre quem só quer olhar uma única vez para aquele sítio arqueológico e quem quer percorrer todos os seus cantos até perceber que passou muito depressa e não deu para ver tudo?

O tempo. Aquele, de cada um.

E quando o tempo muda? Você, que antes gostava de viajar uma vez por mês e agora prefere uma vez ao ano. Pior é que esse tempo não há previsão que acerte! Às vezes, muda da noite para o dia, e você, que pensou em ficar o dia inteiro naquela praia, conhece algumas pessoas que acabam te levando para três outras no mesmo dia.

Cada um faz seu próprio tempo. E não adianta querer julgar ou tentar entender o tempo do outro. Críticas como “você foi em Cusco e não conheceu Machu Picchu?” ou “você só ficou nessa cidade um dia e deu tempo de visitar isso tudo?” não têm fundamento.

E não se preocupe, você sempre vai encontrar pessoas e amigos com o tempo sincronizado ao seu. Em outros casos, vocês farão questão de ajustar seus ponteiros!

Mas lembre-se: você não vai achar essa dica em nenhum blog de viagem, apenas dentro de você. Respeite seu próprio tempo e atenda somente às suas expectativas. Anote as dicas, aproveite os roteiros, mas adapte ao seu tempo. Viaje no seu próprio tempo, pois apenas se for feita seguindo o SEU relógio, uma viagem não será perda de tempo.

 


>> Veja as opções de hospedagem para o seu próximo destino e reserve na Booking.com através desse link. (Ao reservar através de nossos links você ajuda o blog vida sem paredes a continuar compartilhando dicas de viagem sem pagar a mais por isso. Obrigada!)

 
>> Se precisar alugar um carro para viajar, escolha o ponto de partida e compare os preços de todas as locadoras através desse link.

 
>> Faça uma cotação do seu seguro viagem através desse link e aproveite com tranquilidade. Use nosso CUPOM DE DESCONTO EXCLUSIVO e ganhe 5% de desconto no seu seguro.

Cupom: VIDASEMPAREDES5


 
Por Camila Coubelle

vida-sem-paredes-viagem-e-tempo-2

Parque Estadual de Ibitipoca


 

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

3 Comments

  1. Muito bom seu texto, Camila!!
    Conheci o blog de vocês hoje e gostei muito!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *