Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

 

 

As trilhas do Parque Nacional de Itatiaia encabeçam a lista das mais procuradas e mais bonitas do Brasil. São 30 mil hectares em meio a Serra da Mantiqueira, divididos entre as cidades de Itatiaia e Resende, sul do estado do Rio, e Itamonte, Alagoa e Bocaina, sul de Minas Gerais.

Esse é o primeiro parque nacional do país. A unidade de conservação foi inaugurada em 1937.

O Parque Nacional de Itatiaia se divide em parte baixa, cuja portaria e centro de visitantes fica em Itatiaia, e planalto, ou parte alta, com entrada em Itamonte, sul de Minas Gerais. É na parte alta que estão as diversas formações rochosas únicas, algumas das montanhas mais altas do Brasil, diversas trilhas e vias de escalada.

Conheça algumas trilhas do Parque Nacional de Itatiaia e confira as dicas para visitar. Veja também como chegar no primeiro parque nacional do Brasil.

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Livro de cume do Pico das Agulhas Negras

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Entrada no Posto Marcão | Abrigo Rebouças

 

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

 

  1. Morro do Couto

 

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Trilha do Morro do Couto

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Base do Morro do Couto

 

A trilha se inicia bem perto da portaria do Parque do Itatiaia, ao lado do estacionamento e é uma das mais leves. São 6 quilômetros de ida e volta, bem sinalizados, com um pequeno trecho final de escalaminhada até o cume.

Mas ainda há a opção de ficar na base, que é ampla e tem vista sensacional para o Planalto do Itatiaia, incluindo Asa de Hermes e Agulhas Negras, além da Serra Fina, Serra do Papagaio e Vale do Paraíba.

O Morro do Couto é a 2ª montanha mais alta do Parque Nacional de Itatiaia, e 8º ponto culminante do Brasil, com 2.680 metros.

Leia mais: Trilha do Morro do Couto

 

  1. Circuito Couto Prateleiras

 

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Descida do Morro do Couto para a crista da serra

 

Uma trilha mais recente no parque, com 12 quilômetros no total, começando com a ascensão do Morro do Couto. O circuito circular tem boa parte do percurso entre o Couto e a base das Prateleiras feito pela crista da serra, com sinalização por totens. A descida termina no Abrigo Rebouças.

É uma opção à trilha anterior, com uma visão mais ampla dos atrativos do parque. Ainda dá pra visitar a Pedra da Tartaruga, Pedra da Maçã e Pedra Assentada, próximas ao Pico das Prateleiras.

É uma trilha moderada, que não exige uso de cordas, nem contratação de guia, só o preparo físico para encarar o sobe e desce.

O Maciço das Prateleiras é o 7º ponto mais alto do estado do Rio, com 2.539 metros de altitude, e uma das formações rochosas mais interessantes do Parque Nacional de Itatiaia.

Entretanto, esse circuito só contempla a base, pois o cume exige o uso de cordas e a contratação de guia, enquanto o circuito não.

 

  1. Pico das Agulhas Negras

 

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Pico das Agulhas Negras

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Cume do Pico das Agulhas Negras

 

Essa é uma das trilhas mais procuradas do parque. O Maciço das Agulhas Negras é uma formação única e surpreendente, pois o formato de suas pedras e canaletas lembram agulhas.

A trilha tem 11 quilômetros de ida e volta até seu cume, com 2.790 metros de altitude. Essa marca lhe confere o título de 5º ponto mais alto do Brasil. Além disso, é o ponto mais alto do estado do Rio de Janeiro e o mais alto do Parque Nacional de Itatiaia.

A trilha tem nível moderado e trechos de escalaminhada. É obrigatória a contratação de um guia credenciado e tem dois trechos que exigem uso de corda.

Além do cume “falso”, mais amplo, há um vão que o separa do cume “verdadeiro”, bem menor, onde está o livro de cume. Essa passagem também exige cordas.

Do topo temos uma visão privilegiada do Morro do Couto e o Maciço das Prateleiras. Ao fundo avistamos a Serra Fina e o Pico do Papagaio, em Aiuruoca, Sul de Minas.

A trilha começa perto do Abrigo Rebouças, distante 3 quilômetros da portaria do parque.

Leia mais: Trilha do Pico das Agulhas Negras

 

  1. Circuito 5 Lagos

 

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Início do Circuito 5 Lagos

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Cume da Pedra do Sino de Itatiaia

Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

Cachoeira do Aiuruoca

 

O Circuito circular com cerca de 22 quilômetros começa em uma bifurcação na estrada entre a portaria do parque e o Abrigo Rebouças. Na minha opinião é uma das trilhas mais incríveis do Parque de Itatiaia.

Ela passa por diversas atrações e a primeira delas são os pequenos lagos que dão nome ao circuito. Também passa pelos Ovos de Galinha, e finalmente a Pedra do Sino de Itatiaia, que tem uma vista incrível da parte de trás das Agulhas Negras. Esse é o 9º ponto culminante do Brasil, com 2.670 metros de altitude.

Na volta até o Posto Marcão, ainda podemos apreciar a Cachoeira do Aiuruoca, a Pedra do Altar, a vista de frente para o Agulhas Negras, além de passar pelo Abrigo Rebouças.

A Cachoeira do Aiuruoca é de um verde incrível e compensa a distância caminhada.

A trilha é pesada, exige muito dos joelhos na subida e descida bastante inclinada da Pedra do Sino. Mas não é necessário usar cordas em nenhum momento. A orientação é com ripas de madeira pintadas de vermelho e totens, e alguns trechos podem confundir pessoas sem experiência.

Leia mais: Pedra do Sino de Itatiaia e Circuito 5 Lagos

 

Outras trilhas do PNI

 

> A trilha da Pedra do Sino de Itatiaia pode ser feita separadamente no mesmo caminho para o Agulhas Negras. Passando pelo Abrigo Rebouças e após passar pela ponte pênsil, haverá placas indicando a bifurcação para a Pedra do Altar e para a Cachoeira do Aiuruoca. Siga para a cachoeira.

> Outros pontos de interesse na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia são a Asa de Hermes, a Pedra do Altar, com 2.665 metros de altitude, o Vale do Aiuruoca, diversas cachoeiras e nascentes de rios, as Travessias Rancho Caído, Serra Negra e Ruy Braga, e muitos outros. Isso sem falar nos atrativos da parte baixa do parque, cuja portaria e centro de visitantes fica em Itatiaia, Rio de Janeiro.



Dicas para as trilhas do Parque Nacional de Itatiaia

 

  1. A portaria da parte alta do parque (Posto Marcão) fica perto de Itamonte a cerca de 60 quilômetros da portaria da parte baixa, que fica em Itatiaia. Cuidado para não confundir.
  2. O Parque Nacional de Itatiaia é limpo e organizado, com regras claras e específicas que contribuem para a segurança dos visitantes. Conheça mais detalhes sobre o parque, confira e respeite as regras de visitação no site.
  3. O ingresso custa R$ 16,00 para brasileiros (outubro/2017). Se for visitar por mais de um dia, os valores ficam mais baratos. Confira no site acima.
  4. Fique atento aos horários máximos para entrada para visitação e saiba que algumas trilhas têm limitação de número de visitantes por dia.
  5. Saiba que há estacionamento gratuito lá.
  6. É possível se hospedar no Abrigo ou no Camping Rebouças dentro do parque, mas as vagas são poucas e é preciso reservar com antecedência. Há opções de hospedagem perto da Garganta do Registro e na estrada até a portaria do parque. Nós ficamos no Hostel Picus, um abrigo de montanha com quartos de casal, quartos coletivos e camping. O lugar é agradável e tem preço bem em conta. Fica a 5 quilômetros da Garganta do Registro, na BR-354 entre os Km 768 e 769. O contato via WhatsApp é (35) 99114-2525. O casal Felipe e Tatá é gente boa e ele também é guia do parque.
  7. Algumas trilhas do Parque Nacional de Itatiaia exigem a contratação de um guia. Anote os contatos do guia Levy [ WhatsApp (24) 99907-5167 ].
  8. Confira outras opções de hospedagem na região e reserve na Booking.com através desse link. (Ao reservar através de nossos links você ajuda o blog vida sem paredes a continuar compartilhando dicas de viagem sem pagar a mais por isso. Obrigada!)
  9. Preserve o Parque Nacional de Itatiaia e o meio ambiente.





 

Melhor época

 

O Parque Nacional de Itatiaia pode ser visitado o ano todo. Mas o melhor período para conhecer a parte alta é durante o inverno, quando há menos chances de chuva forte e raios. Mesmo assim, confira a previsão do tempo e só vá se estiver bom. A qualquer sinal de chuva, adie a trilha.

 

S E R V I Ç O

Parque Nacional de Itatiaia

 

Como chegar na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

 

Os aeroportos principais mais próximos do Parque Nacional de Itatiaia são os do Rio de Janeiro, ambos a pouco mais de 200 quilômetros.

Resende é a maior cidade de referência perto de Itamonte, cidadezinha do Sul de Minas Gerais cercada pelas montanhas da Mantiqueira onde está a Garganta do Registro, a 1.669 metros de altitude. Ali há alguns estabelecimentos comerciais e placas sinalizando a estrada de terra de cerca de 13 quilômetros em condições razoáveis até o Posto Marcão, onde está a entrada para a parte do Parque Nacional de Itatiaia.

 

De carro a partir do Rio de Janeiro ou de São Paulo, o acesso é pela Rodovia Presidente Dutra (BR-116) até o distrito de Engenheiro Passos. Em seguida, pela BR-354 em direção a Caxambu. Quem vem do Rio passa por Resende e Itatiaia, onde há um posto de pedágio (R$ 13,80 em abril/2017). Fique atento à saída 330 em Engenheiro Passos. Já quem vem de São Paulo passa por Queluz e segue até a mesma saída. A Garganta do Registro está a 23 quilômetros daí, por uma estrada cheia de curvas, mas muita beleza.

 

Precisa alugar um carro para visitar o PNI? Compare os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele em até 12x sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com

 

É possível ir de ônibus até Itatiaia ou Itamonte. Nesse caso, vale a pena combinar um resgate de ida e volta até a entrada do parque. A viação Sampaio liga Rio de Janeiro a Itamonte, viação Cometa liga Juiz de Fora a Resende e São Paulo a Itanhadu. Dessas duas últimas cidades há ônibus que passam em Itamonte. [ Alguns contatos: Taxi Mirinho Itamonte (35) 99117-1898 | Geraldo Viação Sampaio Itamonte (35) 99184-2303 ].

 


 

Organize sua viagem aqui no vida sem paredes

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opções de cancelamento gratuito e pagamento no check-in através da Booking.com

Faça uma cotação de seguro viagem, compare os preços de várias seguradoras e pague em até 12x ou com desconto no boleto bancário no Seguros Promo. Use nosso cupom de desconto e viaje tranquilo: VIDASEMPAREDES5

Ao reservar com um de nossos parceiros através dos nossos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda o blog a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3

 


Trilhas na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia, Garganta do Registro, Itamonte – MG

por Camila Coubelle

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *