10 motivos para visitar o Museu Nacional no Rio

Atualizado em

 

Atualizado em setembro de 2018: infelizmente o Museu Nacional do Rio de Janeiro sofreu um incêndio e foi quase totalmente destruído.


Com exposições permanentes e temporárias, o Museu Nacional, que tem o maior número de bens culturais do país, nos leva por um tour completo por diversas áreas de interesse. Fósseis e esqueletos de dinossauros, múmias egípcias, meteoritos, objetos usados por civilizações primitivas e uma lista muito interessante atrai pessoas de todas as idades e regiões do Brasil.

Confira por que vale a pena visitar essa que uma das principais atrações no Rio de Janeiro.

 

> Leia também: 9 atrações gratuitas no Rio de Janeiro

> Consultar preços de hospedagem no Rio

 

vida-sem-paredes-museu-nacional-rj-10

vida-sem-paredes-museu-nacional-rj-3

 

Motivos para visitar o Museu Nacional:

 

#1 Grande acervo histórico e científico

 

vida-sem-paredes-museu-nacional-rj-6

Quem visita as mais de 3 mil peças do Museu Nacional no Rio de Janeiro talvez não imagine o bolo que há abaixo da cereja. Esse acervo exposto ao público é apenas uma pequena parte das 20 milhões de peças que se dedicam aos estudos dos Departamentos de Antropologia, Botânica, Entomologia, Geologia e Paleontologia, Invertebrados e Vertebrados. O Museu Nacional não se destina apenas ao entretenimento e representa um importante centro de conhecimento científico e pesquisa do país, administrado pela UFRJ.

 

#2 O Museu Nacional é a mais antiga instituição científica do Brasil

 

motivos para visitar o Museu Nacional no Rio
Um dos salões

É resultado do conhecimento produzido pelos departamentos de pesquisa e pelos trabalhos de conservação e de restauração de inúmeras peças e bens culturais que fazem dele o maior do país.

 

#3 Você vai ver ossos de dinossauros gigantes e meteoritos enormes

 

Vida sem Paredes - esqueletos de dinossauro do Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro
Esqueleto de dinossauro

Logo ao adentrar, nos deparamos, no primeiro piso, com duas das exposições mais apreciadas: gigantes de ossos e pedras. Os crânios de dinossauros enormes são disputados para fotos.

Já os diversos meteoritos chamam a atenção por suas histórias curiosas que têm registros fotográficos e reportagens da época, sobre carros e lugares ‘marcados’ por esses gigantes que caíram dos céus. Um dos meteoritos tem 5 toneladas!

 

#4 Tem acervo indígena

 

 motivos para visitar o Museu Nacional no Rio
Indumentárias e utensílios dos Tikunas

No segundo andar, cheio de peças brasileiras e de várias partes do mundo, a primeira parada da minha visita foi nos Tikunas, indígenas que habitam a região do Alto Solimões, no Amazonas.

Ali há indumentárias, instrumentos musicais, armas, máscaras e outros objetos usados por eles, além de algumas histórias e lendas.

 

#5 Esqueletos de animais pré-históricos

 

Vida sem Paredes - aves do Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro
Aves empalhadas

Mais adiante, um acervo interessantíssimo é o de esqueletos, tanto de animais terrestres como de aves pré-históricas, e as pinturas nas paredes reproduzem o ambiente em que eles estiveram um dia, em uma tentativa de nos transportar de volta para a época. Dinossauros, tigres de bengala e até um enorme esqueleto de baleia.

Aves e animais empalhados também ocupam espaço especial no Museu Nacional.

 

#6 Vai ver uma múmia de perto

 

Vida sem Paredes - Múmias do Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro
As múmias que eu gostava de ver na infância!
Vida sem Paredes - Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro
Crânio da ‘Luzia’ e a reconstituição final de seu rosto

Em outros salões nos deparamos com sarcófagos e múmias egípcias, arqueologia brasileira e pré-colombiana, e diversos itens que são expostos juntamente com uma excelente legenda que nos ajuda a compreender melhor as culturas e civilizações diferentes, extintas ou não.

As múmias encontradas em Goianá, Minas Gerais e o esqueleto humano mais antigo encontrado no Brasil, em Lagoa Santa, Minas Gerais, estão lá. O crânio e a reconstituição do rosto de Luzia – como ficou conhecida – chamam a atenção. Para completar, a história do palácio e seus moradores.

 

#7 O Museu Nacional fica em um prédio histórico

 

Vida sem Paredes - Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro
Fachada do prédio

O Museu Nacional ocupa um prédio histórico em estilo neoclássico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. Com seus jardins históricos, janelas e amplos salões, o prédio exibe a memória do local que foi sede da corte e residência oficial dos monarcas brasileiros entre 1816 e 1889. Nessa época, chamava-se Palácio da Imperial Quinta de São Cristóvão, ou Paço de São Cristóvão. Sua imponência e belezas típicas da realeza impressionam e ilustram muito bem a história apresentada ali.

Fica em uma colina com uma bela vista para a Baia de Guanabara, daí o nome Quinta da Boa Vista, é bem conservado e parece um enorme labirinto. Confesso que tive que dar voltas e mais voltas para me certificar que tinha visto tudo, pois seus salões são interligados e fazem a gente literalmente se perder lá dentro.

Um ponto negativo do prédio é que ainda não oferece acessibilidade total a pessoas com deficiência, mas alguns equipamentos adaptados auxiliam. Acredito que esse processo de adaptação seja delicado e demorado em prédios tombados.

 

#8 É cercado pelo parque Quinta da Boa Vista

 

4 motivos para visitar o Museu Nacional no Rio
Jardins em volta do Museu

É uma vasta área verde com outras atrações. A Passarela da Fauna e o Zoológico do Rio de Janeiro são as mais conhecidas. Particularmente, não gosto desse tipo de turismo que expõe animais para o entretenimento humano, mas fui diversas vezes nesse zoológico na infância e até joguei minha chupeta para o macaco Tião (quem se lembra dele?), um ilustre “morador” de lá.

 

#9 Dá para conciliar com piqueniques e atividades ao ar livre

 

Piqueniques, rodas de capoeira, grupos de ioga e muitas crianças compartilham o espaço do parque e convivem em harmonia sobre seus gramados, grutas, coretos e beiras de lagos.

Há vários tipos de bicicletas para alugar (ainda vou andar em uma dupla ou tripla, rs). E barraquinhas que servem almoço, lanches, pizzas, ambulantes com seus milhos verdes, pipoca, algodão doce, guloseimas, balões, pipas e toda sorte de coisas para se divertir lá mesmo ou levar para casa. A criançada faz a festa e há espaço de sobra para um dia completo ao ar livre.

E o melhor é que o parque tem entrada gratuita. É necessário pagar ingresso apenas para o Jardim Zoológico e o Museu Nacional (preços e horário de funcionamento no fim do post). Embora haja muita coisa para se fazer ali, se você gosta de museus, pode separar um bom tempo só para ele, pois são tantas coisas para se ver que uma visita com calma vai levar tempo. Na última vez fiquei cerca de 3 horas dentro do Museu Nacional.

 

#10 Tem fácil acesso

 

Há diversas opções de transporte público para chegar ao Museu Nacional. É possível usar o metrô (Linha 2) e descer na estação São Cristóvão. Um dos portões de entrada da Quinta da Boa Vista fica logo ao lado da estação, basta atravessar a avenida. Após uma curta caminhada por entre os jardins, chega-se ao antigo Palácio Imperial que hoje sedia o museu. Na estação do metrô também é possível fazer a transferência para os trens da supervia.

De ônibus as opções são inúmeras. Consulte aqui como chegar a partir de qualquer lugar do Rio de Janeiro.

Quem for de carro precisa chegar cedo para garantir uma das 240 vagas no estacionamento (R$ 15,00). A Quinta da Boa Vista fica na Avenida Pedro II – s/n, São Cristóvão, a entrada é gratuita e o horário de funcionamento vai de 9h às 17h, diariamente. Se precisar alugar um carro para visitar, compare preços de diversas locadoras através desse link.

 

Dicas do Museu Nacional

 

O Museu Nacional é um dos mais antigos do país e um dos mais visitados museus do Rio de Janeiro. É um prato cheio para um passeio histórico e cultural. Isso por causa de sua variedade de assuntos agrada às mais diferentes áreas de interesse e eu tenho certeza que você vai encontrar outros motivos para visitar além dos listados aqui no Vida sem Paredes!

Além do acervo museológico, o Museu Nacional conta ainda com uma seção de Memória e Arquivo – SEMEAR. São diversos documentos que registram os primórdios do trabalho científico no Brasil e retratam o cotidiano da instituição nos contextos político, econômico e social brasileiro, além de diversos arquivos privados pessoais de cientistas e professores. Ainda há o Centro de Documentação de Línguas Indígenas – CELIN, especializado na documentação, recuperação e disseminação; e um acervo bibliográfico de mais de 470 mil volumes, entre livros, periódicos e outras publicações dos séculos passados, voltados ao apoio das atividades de ensino, pesquisa e extensão do Museu Nacional.

Use o AUDIOGUIA, disponível em dois idiomas – português e inglês. É um guia que oferece informações sobre as salas de exposições, que pode ser acessado em qualquer smartphone utilizando a rede de dados do próprio local. No site do Museu Nacional há um passo a passo de como usar, além de outras informações interessantes.

 

A reprodução dos acervos de In-Fólios e de Obras Raras disponibilizados em meio digital podem ser baixados na página da Biblioteca Digital do Museu Nacional, UFRJ.

 

S E R V I Ç O

Museu Nacional Rio de Janeiro

  • Quinta da Boa vista, sem número, bairro São Cristóvão – Rio de Janeiro / RJ
  • Funcionamento: segunda, das 12 às 17 horas | Terça a Domingo, incluindo feriados, das 10 às 17 horas (entrada até às 16h).
  • Telefone: (21) 3938-6900
  • Preço: R$ 6 (aceita meia entrada). Entrada grátis para crianças até 5 anos, idosos acima de 60 anos e outros públicos (confira quais no site).
  • Tempo médio de visita: cerca de 3 horas

 

Museu Nacional, Rio de Janeiro – RJ
Data da viagem: maio de 2016

Por Camila Coubelle

Resolva sua viagem aqui
OFERTAS DE HOSPEDAGEM no mundo inteiro com reserva rápida e segura, opções de cancelamento gratuito e pagamento só no check-in com a Booking.com.
ALUGUEL DE CARRO em até 12x no cartão, sem IOF, ou com 5% de desconto no boleto. Compare preços das locadoras no buscador Rentcars.com.
COTAÇÃO DE SEGURO VIAGEM em até 12x ou com desconto no boleto. Compare preços de várias seguradoras no Seguros Promo, já com nosso cupom de desconto VIDASEMPAREDES5 aplicado.
VOCÊ GANHOU R$130 em créditos de viagem para usar na primeira reserva no Airbnb.
PASSAGEM AÉREA em promoção e até 12x no Viajanet, ou com até 25% OFF e 6x no Passagens Promo, ou passagem e pacotes em oferta no Sub Viagens.
CHIP DE INTERNET com plano de dados para mais de 100 países e conexão ilimitada com a EasySim4U ou a Viaje Conectado.
INGRESSO antecipado para atrações, eventos, passeios e transfer no mundo inteiro com melhor preço, comodidade e segurança com a GetYourGuide ou a TourOn.
Ao reservar com nossos parceiros nos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga a mais por isso e ainda ajuda a gente a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3



As dicas do vida sem paredes te ajudaram?

Então fale com a gente no FACEBOOK, no INSTAGRAM, no PINTEREST ou no YOUTUBE.
Compartilhe com os amigos!

Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa. Aqui você encontra muitas dicas, roteiros, guias de destinos incríveis pelo mundo. A gente divide nossas experiências para inspirar as suas.

2 comentários em “10 motivos para visitar o Museu Nacional no Rio

  • 17 de agosto de 2018 em 14:31
    Permalink

    […] Leia também: Museu Nacional do Rio […]

    Resposta
  • 15 de dezembro de 2016 em 14:19
    Permalink

    […] 4 Motivos Para Visitar o Museu Nacional no Rio: com exposições permanentes e temporárias, o Museu Nacional no Rio de Janeiro, que tem o maior acervo de bens culturais do país, nos leva por um tour completo por diversas áreas de interesse: fósseis de dinossauros, múmias egípcias e meteoritos. Tudo isso em um casarão lindo dentro do parque a Quinta da Boa Vista. Veja que mais tem de legal no Rio de Janeiro em Rio: A Cidade Maravilhosa. […]

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.