Tiradentes: o que fazer na cidade histórica de MG

 

Tiradentes é uma delícia de cidade histórica localizada na zona das vertentes, interior de Minas Gerais. Aos pés da Serra de São José, a cidade é um charme! Foi construída em 1719 durante o ciclo do ouro e ainda conserva as ruas de pedra, os casarões antigos, a iluminação de lamparinas nas ruas e o ritmo pacato e desacelerado que atrai visitantes de todas as partes. As cidades de referência para quem deseja visitar Tiradentes são Conselheiro Lafaiete, Belo Horizonte, Barbacena e Juiz de Fora e o destino é muito procurado por casais e famílias. Tiradentes é perfeita para quem gosta de turismo gastronômico – tem restaurantes prestigiados na cozinha mineira e internacional. Ainda tem um clima ameno a maior parte do ano, tem atrativos naturais em meio à serra, muitos ateliês e lojas de artesanato – destaque para as artes sacras e móveis de demolição – e para que todo mundo seja feliz lá, tem um calendário cheio de eventos interessantes. Confira as atrações turísticas, onde comer e onde ficar, e aproveite as dicas do que fazer em Tiradentes na sua viagem para lá!

Serra de São José vista da Casa da Câmara

Vista da Matriz de Santo Antônio na Rua Direita

Estação da Maria Fumaça

Matriz de Santo Antônio

 

O que ver e visitar em Tiradentes

 

O passeio de Maria Fumaça é a principal atração da cidade e atrai muitos visitantes que desejam fazer uma viagem no tempo: a Estrada de Ferro foi inaugurada em 1881 com a presença do Imperador Dom Pedro II. Nos vagões preto e vermelho da locomotiva, o percurso de 12 quilômetros até São João del-Rei beira o Rio das Mortes, que banha a cidade e oferece uma vista exuberante da Serra de São José durante os 40 minutos de viagem.

 

Confira preços e funcionamento das atrações no final (com mapa).

 

O ponto central da cidade é o Largo das Forras, a praça toda rodeada de árvores e cercada de paralelepípedos enormes onde os moradores e visitantes circulam para admirar o charme da cidade. O largo concentra vários bares e restaurantes, lojinhas de artesanato, charretes e é palco dos muitos festivais que acontecem em Tiradentes (confira a lista no fim do post).

É dali a partida caso você decida fazer um passeio de jardineira ou charrete. O tour de charrete pode ser encontrado a qualquer hora no largo, principalmente em finais de semana e feriados, e feito de várias formas: indo apenas até a estação da Maria Fumaça, ou percorrendo vários atrativos de Tiradentes. Os valores variam de acordo com o número de atrações e o preço máximo na época era de R$ 70,00 (valor a ser dividido pelo número de pessoas – cabem até 4 adultos). A jardineira de 1935 oferece um tour noturno com cerca de 2 horas pelas ruas da cidade, parando em diversos pontos, incluindo explicações do guia Luiz Fernando. É uma alternativa divertida para quem não quer circular a pé. O passeio precisa ser agendado pelo telefone (32) 99948-2370 e sai do Lago das Forras no horário combinado (permitido para crianças apenas acima dos 6 anos).

No Lago das Forras, visite a Capela do Bom Jesus da Pobreza, inaugurada em 1750. É pequena, simples, mas bonita por dentro e tem entrada gratuita. Siga por onde estão as charretes na praça e do lado oposto da capela, entre na rua Ministro Gabriel Passos e caminhe por uns 8 minutos até o Chafariz de São José (à direita), um dos pontos históricos de Tiradentes que tem 3 fontes de água, um bebedouro de animais e um tanque, em um cantinho bucólico da cidade, para sentar e apreciar alguns minutos. Depois, retorne um pouco e suba pela Rua do Chafariz, uma pequena ladeira de pedras que cruza a Rua Direita. Siga a placa até a rua paralela à direita onde está o Museu da Liturgia, que reúne peças antigas e atuais da liturgia católica. A dica é observar a Serra de São José dos jardins do museu, a vista é belíssima, o local é silencioso e bonito.

Continue subindo a rua e entre na Rua da Câmara, onde está o antigo prédio Casa da Câmara. Dali já se tem uma bela vista da Matriz de Santo Antônio, que entre tantas, é uma das igrejas mais conhecidas de Tiradentes. Imponente, no ponto mais alto, vigia a cidade desde a sua construção em 1710. Com esculturas do mestre aleijadinho e altares cobertos de ouro em estilo barroco, é uma das maiores obras-primas de Minas Gerais. Se estiver em Tiradentes em um sábado, procure saber se haverá concertos de órgão à noite.

Chafariz de São José

Matriz de Santo Antônio

Museu da Liturgia e Museu de Sant’Ana

Subindo a rua que contorna por trás da Matriz, chega-se ao Santuário da Santíssima Trindade. Outra opção é seguir pela mesma rua da Matriz, a Rua Padre Toledo, até o Museu Casa Padre Toledo e a Capela de São João Evangelista, ao lado. O primeiro é um bonito solar que foi sede de líderes da Inconfidência Mineira e guarda a história do movimento. Se visitá-lo, admire as pinturas do teto no chão espelhado na Sala dos Espelhos. Já a igreja é uma das que traz a característica local: a fachada larga e sem torres. A construção com data de 1760 tem um interior bonito e entrada gratuita. À frente dos dois prédios, está o Monumento à Tiradentes, que homenageia Joaquim José da Silva Xavier.

Descendo a ladeira, entre à esquerda na Rua Direita, uma das mais conhecidas. Além de bares e restaurantes, nela estão o Sobrado Aimorés, cuja linda fachada releva a impetuosidade das construções do século 18, e o Centro Cultural Yves Alves. Não esqueça de ver o Beco do Moura, quase em frente. Mais à diante na Rua Direita está o Museu de Sant’Ana, que ganhou ares neoclássicos após uma reforma em consequência de um incêndio e reúne um acervo de cerca de 300 imagens brasileiras de uma das santas mais veneradas no país. Em frente ao museu, a Igreja Nossa Senhora do Rosário, considera a primeira igreja construída em Tiradentes, em 1708. Seus altares folheados a ouro e suas imagens de santos negros ilustram o sincretismo religiosos entre catolicismo e religiões africanas.

Capela de São João Evangelista e Museu Casa Padre Toledo, Monumento à Tiradentes na frente

Igreja Nossa Senhora do Rosário

 

De volta à Rua Ministro Gabriel Passos (descendo uma das ruas que cruza a Rua Direita), você vai avistar no alto a bela Capela de São Francisco de Paula, subindo a rua em frente ao Terminal Rodoviário de Tiradentes. A pequena colina toda gramada oferece uma vista panorâmica linda da cidade e muitos se reúnem ali para ver o pôr do Sol e a Matriz de Santo Antônio. No seu interior, observe o painel real de moradores de Tiradentes em uma celebração. Outro ponto a ser visitado a partir dali são a Capela de Nossa Senhora das Mercês, com seu lindo interior em estilo rococó, vista após se atravessar a Ponte das Forras.

Capela de São Francisco de Paula

Capela de Nossa Senhora das Mercês

 

Essas atrações citadas acima podem ser visitadas a pé em um único dia, mas ainda há outras como a Casa de Cultura, a Capela de Santo Antônio da Canjica, outros casarões e sobrados, o Museu do Automóvel da Estrada Real, o Museu da Moto, o Balneário de Águas Santas e as cachoeiras da serra que podem ser visitadas por conta própria ou através de passeios de jipe. Procure pelas agências no Centro Histórico, e se precisar de mapas ou informações turísticas, visite a Secretaria de Turismo e Meio Ambiente na Rua Resende Costa, 7, centro, ou entre em contato pelo telefone (32) 3355-1212 / funcionamento de segunda a sexta das 12h às 17h e sábados das 8h às 12h. Também há mapas e informações no Centro de Antedimento ao Turista na Rua Ministro Gabriel Passos, 300, centro, telefone (32) 3355-1797, e lá você pode retirar postais ou enviar para alguém gratuitamente.

Não deixe de conhecer um patrimônio vivo de Tiradentes, o seu Chico Doceiro. A modéstia da lojinha na Rua Francisco P. de Morais, nº 74, no centro contrasta com os ricos sabores dos doces desse simpático senhor. Há mais de 50 anos mexendo os tachos, Seu Chico se tornou referência e já foi tema de inúmeras reportagens. Quem visita Tiradentes, dificilmente resiste ao canudinho de doce de leite, o mais procurado, às cocadas, beijinhos, cajuzinho, brigadeiros e outras delícias feitas no fogão de lenha como tantas receitas típicas da cozinha mineira. O doce caseiro do Chico doceiro faz jus ao estilo e é feito em família, junto com sua esposa e filho. É bonito de ser ver o jeito que ele faz os doces com tanto amor! A fama é merecida e se for a Tiradentes, cuidado para não exagerar: os doces são baratinhos e de se comer de joelhos.

 

Chico Doceiro e seu famoso canudinho de doce de leite

 

Nos Arredores de Tiradentes

 

Se você tiver tempo suficiente, saiba que nos arredores de Tiradentes tem um povoado muito simpático chamado Bichinho. Distante cerca de 7 quilômetros de lá, o local é conhecido pela concentração de artesãos e ateliês, principalmente de esculturas e móveis de madeira de demolição. Pode ser visitado em um dia e é uma ótima dica para quem quer levar móveis e artesanato para casa ou para quem quer explorar melhor as belezas da Serra de São José. Confira as atrações em Bichinho.

Outra dica interessante no caminho para São João del-Rey é a Gruta Casa de Pedra. O local é interessante para observar estalagmites e estalactites em seus 400 metros de extensão, cinco salões, galerias, labirintos e muitas belezas. Confira como é a visita na Gruta Casa de Pedra.

Também vale a pena fazer a dobradinha Tiradentes e São João del-Rey. Essa última também é cheia de igrejas, museus e pontes históricas e tem o mesmo charme barroco da anterior. Confira o que fazer em São João del-Rey.
 

Onde se hospedar em Tiradentes

 

A cidadezinha é essencialmente turísticas e tem opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos. São muitas pousadas coloniais e hotéis e os destaques são a Pequena Tiradentes, que imita uma vila, o Solar da Ponte, primeiro hotel em Tiradentes, o Pouso do Bartolomeu, que conta com heliporto, e o Santíssimo, um resort completo no centro histórico. Há dois campings, um bem no centro e outro mais na entrada da cidade, alguns hostels e muitas, mas muitas casas para aluguel de temporada. Já alugamos casas de tamanhos variados muitas vezes e sempre foi perfeito.

Nós recomendamos a Pousada Chafariz das 4 Estações, que fica bem perto do Largo das Forras e oferece conforto e ótimo atendimento a preços convidativos. Confira abaixo todos os detalhes de lá, conheça os quartos e o café da manhã:

>> Chafariz das 4 Estações: uma delícia de pousada em Tiradentes

>> Confira as diversas opções de hospedagem nesse link. (Se reservar através dele você ajuda o blog Vida sem Paredes a continuar compartilhando dicas de viagens e não paga a mais por isso – obrigada!)

 

Onde Comer em Tiradentes

 

Esse é um grande problema para quem visita a cidade! São tantas opções excelentes que fica bem difícil escolher. Tiradentes tem restaurantes renomados e sedia um dos principais Festivais Gastronômicos do país. Vários estão entre os melhores do Brasil de acordo com o Guia Quatro Rodas e a dica para quem gosta de peixes é o Restaurante Angatu, que oferece uma truta com molho de açaí deliciosa. Para provar a melhor comida mineira, vá ao Kitanda Brasil2, comandado pela chef Tanea Romão, ou à Estalagem do Sabor, com o tempero do chef Vicente Teixeira. Para quem prefere a culinária italiana, a dica é o Trattoria Via Destra, e se a pedida for pizza, vá conhecer o cardápio com nomes dos atrativos da cidade no Seu Barthô. Quem busca um clima intimista em um ambiente reservado e rústico, vá ao Tragaluz, e quem busca a irreverência dos bares, deve visitar o Barrostê ou o The Bus Truck. Em vários bares e restaurantes da cidade há música ao vivo e o número é bem maior. Basta circular por lá e escolher o que mais lhe agrada! Para almoçar a preços convidativos, recomendamos duas ótimas opções self-service: o Quinto do Ouro, com uma deliciosa culinária mineira em fogão à lenha, e o Butiquim, que tem um gostoso espaço ao ar livre no Sobrado Aimorés, na Rua Direita. Ainda na Rua Direita, visite o Uai Thai Bistrô, onde os chef Ricardo Martins combina as culinárias tailandesa e mineira, e o Pacco Bacco, onde estão os melhores vinhos da cidade. No Rocambole, um empório cheio de coisas gostosas para se levar para casa, é onde você pode provar um famoso pastel de angu. Mas fica o aviso, há muitas e muitas outras opções deliciosas em Tiradentes. A cidade é conhecida pelo turismo gastronômico e boa comida é o que não falta por lá!

O que fazer em Tiradentes - MG
 

Dicas para visitar Tiradentes

 

1. Use calçados confortáveis para circular pelo piso irregular dos paralelepípedos.

2. A cidade tem um pequeno Terminal Rodoviário no centro, na Rua São Francisco de Paula e é lá que fica um caixa eletrônico 24 horas. Próximo ao Lagos das Forras há caixas eletrônicos do Bradesco e do Itaú (você verá as placas), e ainda é possível efetuar saques na Caixa Econômica através da Loteria que fica quase em frente à loja do Chico Doceiro, ou no Banco do Brasil através do Agência dos Correios que fica perto do Terminal Rodoviário.

3. As ruas da cidade são todas de pedra, algumas são estreitas e são muitas ladeiras. O melhor é circular a pé e sem pressa. Até porque, pode ser difícil conseguir estacionar no centro histórico.

 

Melhor época para visitar Tiradentes e eventos

 

O clima da cidade é ameno durante todo o ano, portanto leve agasalhos seja lá qual época for. No verão a possibilidade de pancadas de chuvas aumenta e durante os feriados prolongados e eventos é preciso reservar hospedagem com antecedência e tudo fica mais caro. Um dos mais antigos festivais em Tiradentes é a Mostra de Cinema de Tiradentes, que abre o calendário de eventos em janeiro e atrai visitantes do Brasil inteiro com uma intensa e diversificada programação cultural gratuita, com exibição de pré-estreias nacionais, filmes independentes, infantis e curtas com vários olhares e sotaques. A gente sempre vai e recomenda!

>> Leia também: 5 motivos para ir ao festival de cinema de Tiradentes

Em fevereiro, o Carnaval na cidade atrai muitos jovens que buscam por blocos tradicionais. Em maio é a vez das cervejas artesanais, no TremBier e em junho acontece o Bikefest, que reúne motociclistas e o Vinho e Jazz Festival, um dos meus preferidos, em que a gente degusta vários vinhos na praça ao som de artistas renomados! A Nange já foi no Bikefest e recomenda! Em agosto tem o Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes, outro evento tradicional da cidade que reúne chefs renomados e amantes da gastronomia em deliciosos jantares e cozinha show na praça. Ainda há outros eventos na cidade, mas esses são os que mais gostamos. Saiba mais sobre os eventos em Tiradentes.

 

Como chegar em Tiradentes

 

Os aeroportos mais próximos de Tiradentes são os de Belo Horizonte, a cerca de 196 quilômetros e o de Juiz de Fora, cidade da Zona da Mata a cerca de 175 quilômetros.

Quem vem de carro a partir do Rio de Janeiro deve seguir pela BR-040 até Barbacena (270 Km), e em seguida pegar a BR-265 até a entrada de Tiradentes (53 Km).

Quem vem de BH deve seguir pela BR-040 até o trevo para Murtinho (5 quilômetros depois de Congonhas), e pegar a BR-383 até São João del-Rei, passando por Entre Rios de Minas e Lagoa Dourada. Quem vem de SP pode seguir pela BR-381 (Rodovia Fernão Dias) até a saída para Lavras (380 Km), depois seguir pela BR-265 até a entrada para Tiradentes (110 Km).

 

> Se precisar alugar um carro para visitar Tiradentes, escolha o ponto de partida e compare os preços de todas as locadoras através desse link.

 

De ônibus, o destino deve ser São João del-Rei, através da Viação Sandra a partir de BH, Viação Paraibuna a partir do RJ, Viação Gardênia para quem vem de SP, e Transur para quem vem de Juiz de Fora. De São João del-Rey para Tiradentes, os horários pela viação Presidente (32) 3371-5767 são:

São João del-Rei -> Tiradentes
Segunda a sexta: 7:00, 08:15, 09:10, 10:30, 12:00, 13:30, 15:00, 16:15, 17:45 e 19:00
Sábados, domingos e feriados: 07:00, 08:15, 10:30, 12:00, 13:30, 15:00, 16:15, 17:45, 19:00

Tiradentes -> São João del-Rei
Segunda a sexta: 06:20, 7:20, 7:30, 08:40, 09:40, 11:10, 12:10, 12:30, 14:00, 15:00, 15:30, 16:30, 17:40, 18:30 e 19:00
Sábados, domingos e feriados: 07:30, 08:50, 11:10, 12:30, 14:00, 15:30, 16:55, 18:15, 19:30

 

Informações sobre os pontos turísticos de Tiradentes:

 

>> Confira as localizações nesse mapa.
Estação Ferroviária

  • Praça da Estação, s/nº | Telefone: (32) 3355-2789 ou 3371-8485
  • Funcionamento: quinta a domingo
  • Partidas de São João: 10h e 13h na quinta, sexta e domingo | 10h, 13h e 15h30 no sábado
  • Partidas de Tiradentes: 11h e 14h na quinta e domingo | 13h e 17 na sexta | 11h, 14h e 17h no sábado (Dica: confirme os horários pelos telefones).
  • Ingresso: R$ 60,00 (inteira ida e volta) e R$ 50,00 (inteira só ida)

Capela do Bom Jesus da Pobreza

  • Endereço: Largo das Forras
  • Funcionamento: sexta a quarta das 12h30 às 17h30

Matriz de Santo Antônio

  • Endereço: R. Padre Toledo, 2 – Centro | Telefone: (32) 3355-1238
  • Funcionamento: segunda a quarta das 9h às 16h
  • Taxa de conservação: R$ 5,00

 Igreja Nossa Senhora do Rosário

  • Endereço: Rua Direita, esquina da Praça Padre Lourival
  • Funcionamento: segunda a quarta das 9h às 16h
  • Taxa de conservação: R$ 3,00

 Santuário da Santíssima Trindade

  • Endereço: Praça Padre José Bernardino, s/nº – Santíssima | Telefone: (32) 3355-1220

Capela de São João Evangelista

  • Endereço: R. Padre Toledo, 242 – Centro
  • Funcionamento: quarta a segunda das 8h às 17h

 Capela de São Francisco de Paula

  • Endereço: Largo de São Francisco (Rua Nicolau Panzera) – Centro
  • Funcionamento: domingo das 9h às 11h30

Capela de Nossa Senhora das Mercês

  • Endereço: Largo das Mercês (Praça Dom Delfino R. Guedes) – Centro
  • Funcionamento: domingo das 8h às 17h

 Museu Casa Padre Toledo

  • Endereço: R. Padre Toledo, 190 | Telefone: (32) 3355-1549
  • Funcionamento: terça a sexta das 10h às 17h | sábado das 10h às 16h30 | domingo das 9h às 15h (bilheteria encerra meia hora antes)
  • Entrada: R$ 10,00 (inteira)

 Casa da Câmara

  • Endereço: Rua da Câmara, 53 – Centro

 Centro Cultural Yves Alves

  • Endereço: Rua Direita, 168 – Centro
  • Funcionamento: quarta a segunda das 10h às 18h

Museu de Sant’Ana

  • Endereço: R. Direita, 93 – Centro | Telefone: (32) 3355-2798
  • Funcionamento: segunda a quarta das 10 às 17h
  • Entrada: R$ 5,00

 Museu da Liturgia

  • Endereço: R. Jogo de Bola, 15 – Centro | Telefone: (32) 3355-1552
  • Funcionamento: quinta a segunda das 10 às 17h | domingo das 10h às 14h
  • Entrada: R$ 10,00 (inteira)

Chafariz de São José

  • Endereço: Rua do Chafariz, s/nº – Centro
  • Entrada: gratuita

 

Distâncias até Tiradentes – MG:
190 Km de Belo Horizonte – MG
260 Km de Ouro Preto – MG
330 Km Rio de Janeiro – RJ
14 Km São João del-Rei – MG
480 Km de São Paulo – SP
738 Km de Vitória – ES

Tiradentes – MG: cerca de 7 mil habitantes | cerca de 927 m. de altitude | 110V
Data da viagem: janeiro de 2017
por Camila Coubelle

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

Um Comentário

  1. Pingback:5 motivos para ir ao Festival de Cinema de Tiradentes | vida sem paredes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *