Roteiro de 3 dias em Ibitipoca

 

Ibitipoca é sinônimo de cachoeiras, céu estrelado, friozinho de serra, boas energias e vontade de voltar sempre. Em 3 dias dá para conhecer os roteiros do Parque Estadual, mas nunca será o bastante para desfrutar todas belezas da “serra que estoura”. Esse é o significado da palavra em tupi-guarani, por causa da alta incidência de raios ou por causa das inúmeras grutas.

O acesso é tão fácil e as belezas são tantas, que o parque é um dos mais visitados de Minas Gerais. Confira aqui quais são as atrações dos três roteiros do Parque Estadual do Ibitipoca, quais cachoeiras você vai ver, como chegar, além de várias dicas desse lugar incrível.

Solta a trilha de Ibitipoca e boa leitura.

 

A vila de Conceição do Ibitipoca

 

Um charme!
O ar do interior somado às ruazinhas escuras de pedras, o burburinho dos bares, já que a vila é muito pequena e muitos ficam próximos, as pessoas pelas ruas, os inusitados (o Bar do Firma que o diga!), o frio que combina com bons vinhos… Tudo ali é tão encantador quanto os atrativos naturais do parque e rendem noites muito agradáveis para quem passou o dia nas trilhas ou cachoeiras. Pousadas, campings, hotéis, restaurantes, agências de passeios, lojinhas de lembrancinhas e camisetas completam a experiência.

Conceição do Ibitipoca, ou simplesmente, Ibitipoca, é distrito de Lima Duarte, município da Zona da Mata Mineira às margens da BR-267. As principais cidades de referência no entorno são Juiz de Fora (90 quilômetros) e Rio de Janeiro (265 quilômetros). A capital Belo Horizonte está a 360 quilômetros.

A dica para conhecer a vila é caminhar à pé, já que suas ruas são estreitas, e usar calçados confortáveis por causa do calçamento com pedras. A noite é fria, mas animada, com vários bares e restaurantes com música ao vivo. O destino é muito procurado por casais que querem curtir em clima romântico, por aventureiros que buscam os atrativos naturais do parque, por famílias e grupos de amigos, ou seja, a vila é bem eclética!

Conheça abaixo os três circuitos do Parque Estadual do Ibitipoca. O bom dele é que tudo pode acontecer, você pode mudar de planos, repetir um dia ou simplesmente não fazer nada em um dos atrativos de cada circuito. Ao final você vai entender.

Estátua no 'shopping' da vila de Ibitipoca

Estátua no ‘shopping’ da vila de Ibitipoca




Circuitos do Parque Estadual do Ibitipoca

 

Circuito das Águas

 

Parece o mais fácil, porque não exige muitas subidas e tem uma cachoeira em cada “esquina”. É aqui que ficam as famílias com crianças e aqueles que não estão dispostos a andar muito para chegar ao paraíso.

O Circuito das Águas tem cerca de 5 quilômetros ao todo, em formato circular, passando pelos Lagos dos Espelhos, das Miragens e Negro, a Prainha das Elfas, o Mirante do Paredão, a Ponte de Pedra, a Cachoeira dos Macacos, maior desse circuito, e outros cantinhos que você descobre até sem querer.

É difícil escolher em qual ponto parar. O destaque fica com a Ponte de Pedra, esculpida ao longo dos anos, quando as águas eram abundantes e violentas.

 

Paredão de Santo Antônio

Paredão de Santo Antônio | Fotografia: Pedro Caetano

Circuito das Águas | Fotografia: Pedro Caetano

 

Curta nossa página e acompanhe nossas dicas de roteiros por lugares incríveis:

 

Circuito Pico do Pião

 

O Circuito Pico do Pião chama atenção por suas várias grutas: a dos Viajantes, com 300 metros de extensão, um enorme túnel negro e úmido que abriga andorinhas que migram para lá para se reproduzirem (não pensem que são morcegos gigantes como eu! rs), e a Gruta do Pião.

O Pico do Pião tem 1.720 metros de altitude alcançados após trilha de cerca de 6 quilômetros. As ruínas da Capela Senhor Bom Jesus da Serra são um convite para um descanso, um lanche e um momento para apreciar a paisagem única do cerrado que brinda com o canto de muitos pássaros.

 

Vida sem Paredes - Ibitipoca (4)_800x600

Mar de morros

Ruínas da Capela Senhor Bom Jesus da Serra

Vida sem Paredes - Ibitipoca (18)

Vigiando o topo

Vida sem Paredes - Ibitipoca (14)

Gruta dos Viajantes

Vida sem Paredes - Ibitipoca (13)

Não esqueça de levar lanterna se quiser visitar as grutas

 

Circuito Janela do Céu

 

O mais famoso é também o mais recheado de opções. São 8 quilômetros (só de ida) passando pelas
Grutas da Cruz, dos Fugitivos, dos 3 Arcos e dos Moreiras, pelo Pico da Lombada, que com seus 1.784 m de altitude é o ponto culminante da serra. Na Lombada não há montanhas para esconder o horizonte. A visão é 360º e para onde quer se olhe, o infinito é um mar de morros.

O ponto alto é  troféu que muitos buscam ao completar o Circuito Janela do Céu: um despenhadeiro que como o nome diz, trata-se de um lugar perfeito para espiar o Sol, as montanhas, o azul celeste e todos os segredos que a montanha guarda.

Dali, como bônus, o melhor é partir para a Cachoeirinha: na minha opinião é ainda mais bonita. Um filetezinho de água, que desce salpicando de gotículas o pequeno poço, mas que impressiona pela maestria da natureza em desconstruir a impressão que temos de cachoeiras – com suas quedas fortes – e oferecer uma queda grande, mas tão delicada quanto um biscuit.

 

[ ATENÇÃO ] A atração Janela do Céu foi fechada para visitação no dia 29/10/2016, com intuito de oferecer melhor segurança aos visitantes e reaberta no dia 05/12/2016, segundo a assessoria de imprensa do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

 

A queda d'água da Janela do Céu

A queda d’água da Janela do Céu

Janela do Céu

Janela do Céu

vida-sem-paredes-ibitipoca-25

Cachoeirinha e Janela do Céu

 

Outras atrações no Parque de Ibitipoca

 

Há mais um monte de atrações no parque, inclusive a Gruta das Bromélias, com 2.750 metros de extensão, 2ª maior caverna de quartzito do mundo, mas algumas atrações estão fechadas para visitação, por medidas de segurança.

Mas nos três roteiros, você corre o risco de ser acometido por mal súbito que dá nas pernas e te obriga a sentar para sempre no escritório-sombra embaixo de uma árvore. Ou por uma dor aguda nos músculos, que só passa com uma imersão naquelas águas que correm com cuidado sobre as montanhas de pedras de Ibitipoca. Não diga que não avisei!

 

Vida sem Paredes - Ibitipoca (20)

Chegando na Lombada

Vida sem Paredes - Ibitipoca (22)

O elo perdido chamado Cachoeirinha

 

Onde se hospedar em Ibitipoca:

 

A vila de Conceição do Ibitipoca vive do turismo e tem opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos. São hotéis, muitas pousadinhas charmosas com quartos ou chalés tanto no centro da vila quanto no entorno, das simples às sofisticadas, campings (no parque e no centro) e muitas casas e chalés para aluguel de temporada. Em alta temporada e feriadões prolongados é recomendável reservar com antecedência.

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opções de cancelamento gratuito e pagamento no check-in através da Booking.com

Ao reservar com um de nossos parceiros através dos nossos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3

 

Como chegar em Ibitipoca:

 

Os aeroportos mais próximos de Conceição do Ibitipoca são o de Juiz de Fora, cidade da Zona da Mata a cerca de 123 quilômetros, e os do Rio de Janeiro, a cerca de 165 quilômetros.

Precisa alugar um carro? Compare os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele em até 12x sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com

De carro a partir do Rio, o acesso é pela BR-040. Em Juiz de Fora, é preciso seguir pela rodovia BR-267 até Lima Duarte. Depois, por uma estrada de terra de cerca de 27 quilômetros em boas condições. Se chover muito atrapalha um pouquinho, mas os trechos que antigamente eram críticos hoje têm paralelepípedos. A portaria do parque fica a cerca de 3 quilômetros do centro da vila.
A partir de Belo Horizonte, o acesso pela BR-040 até antes de Juiz de Fora. Ou vá em direção a Ibertioga pela MG-338, siga por cerca de 8 quilômetros até o trevo para Santa Rita de Ibitipoca, vire a esquerda e percorra os últimos 22 quilômetros até o parque.

De ônibus vá para Juiz de Fora através da viação Útil a partir do Rio ou BH, e viação Cometa a partir de SP. De Juiz de Fora para Lima Duarte, a viação é a Bassamar [32 3215-1109 ], que oferece vários horários e sai da Praça da Estação (no centro), ou no ponto perto da Rodoviária. E a viação de Lima Duarte para Ibitipoca é a Vimara [ 32 3281-1390 ] e só há um horário por dia durante a semana, às 15h15. Nos fins de semana também tem um às 7h15. O ponto é próximo à “rodoviária” de Lima Duarte e você vai ter que perguntar, rs. Para voltar para Lima Duarte, são dois horários: 8h e 17h.

 

Melhor época para visitar Ibitipoca

 

Vai depender do que você busca: se for curtir as cachoeiras, vá durante as estações outono e primavera, que têm dias amenos, com sol durante o dia e poucas chuvas. Durante o verão, ou seja, na alta temporada, o parque fica mais cheio e é melhor visitar bem cedinho, tanto para garantir a entrada (veja o número de visitantes por dia abaixo) quanto para evitar as chuvas torrenciais de verão bem no meio de uma trilha.

Durante o inverno as águas ficam ainda mais geladas, mas não pense que não há o que fazer em Ibitipoca! Nessa época, o melhor é curtir o friozinho da serra, beber um bom vinho e aproveitar a excelente gastronomia da vila de Conceição do Ibitipoca.

Dicas para visitar o Parque do Ibitipoca:

 

  • O parque tem limite de 300 pessoas durante a semana e 800 nos fins de semana, então chegue cedo.
  • A entrada fica a cerca de 3 quilômetros da vila por uma estrada em ótimas condições. Da portaria até o centro de visitantes, mais 1 quilômetros.
  • Você pode usar o estacionamento (Carros: R$ 25,00 / Motos: R$20,00 / Veículos para mais de 7 pessoas: R$ 65,00), ou do lado de fora e andar esse trecho.
  • o Parque não abre às segundas-feiras (exceto feriados) e não permite a entrada de animais de estimação, nem a prática de esportes radicais lá dentro.
  • Os ingressos para visitantes custam R$ 15,00 nos dias úteis e R$ 25,00 aos sábados, domingos e feriados nacionais e/ou estaduais do Estado de Minas Gerais, considerando-se seus dias intercalados. O parque aceita meia entrada de estudantes e maiores de 60 anos com a devida documentação e crianças menores de 5 anos não pagam.
  • Há banheiros e bebedouros perto do estacionamento, e mapas disponíveis no Centro de Visitantes.
  • Não é possível reservar o camping do parque. A ocupação é por ondem de chegada e custa R$ 50,00 por pessoa, independente do dia da semana)
  • Outras informações podem ser esclarecidas pelo telefone (32) 3281-1101 ou através do e-mail peibitipoca@meioambiente.mg.gov.br
  • Confira o site do Parque Estadual do Ibitipoca.

 

Ficha técnica: Parque Estadual do Ibitipoca

  • Telefone: (32) 3281-1101
  • Localização: Conceição de Ibitipoca, distrito de Lima Duarte – MG
  • Topografia: Serra do Ibitipoca, uma extensão da Serra da Mantiqueira
  • Área: 1.488 hectares
  • Fundação: julho de 1973
  • Altitude: 1.784 m.
  • Rios: do Salto, Vermelho e Córrego do Monjolinho
  • Fauna: rica, com espécies ameaçadas de extinção, como a onça parda, o lobo guará e o primata guigó.
  • Flora: orquídeas, bromélias, candeias, liquens, samambaias e as famosas “barbas-de-velho”.
  • Infraestrutura: portaria, estacionamento, camping, restaurante, banheiros, Centro de Visitantes, auditório, além das áreas destinadas a pesquisadores e funcionários.
  • A cor laranja-por-do-sol da água é resultado da decomposição da matéria orgânica vegetal.

 

[ ATENÇÃO ] Respeite as regras do parque e não ultrapasse as áreas com acesso restrito. Não jogue lixo fora do lugar apropriado e curta com responsabilidade.

 


Recomendações urgentes!

1. Comer pão de canela, vendido em vários lugares da vila. Eu gosto do vendido em uma casa verde do lado esquerdo da estrada de quem vai para o parque.
2. Comer pastel da Pastelaria Ibitipoca, pelo menos um de cada sabor.

>> Você ganhou  R$130 em créditos de viagem para usar no Airbnb. Resgate aqui

 

Organize sua viagem aqui no vida sem paredes

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opções de cancelamento gratuito e pagamento no check-in através da Booking.com

Precisa alugar um carro? Compare os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele em até 12x sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com

Faça uma cotação de seguro viagem, compare os preços de várias seguradoras e pague em até 12x ou com desconto no boleto bancário no Seguros Promo. Use nosso cupom de desconto e viaje tranquilo: VIDASEMPAREDES5

Ao reservar com um de nossos parceiros através dos nossos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3

 


Distâncias até Lima Duarte:

292 km de Belo Horizonte – MG
63,8 km de Juiz de Fora – MG
239 km do Rio de Janeiro – RJ
417 km de São Paulo – SP

Conceição de Ibitipoca, distrito de Lima Duarte – MG: cerca de 1.004 habitantes
Data da última viagem: janeiro de 2017

por Camila Coubelle

As dicas te ajudaram?

 Pra não perder nenhuma informação ou roteiro, fale com a gente no FACEBOOK, INSTAGRAM, PINTEREST ou YOUTUBE

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

16 Comments

  1. Pingback:15 frases de viagem para te inspirar | Vida sem Paredes

  2. Pingback:7 estilos de viagem de acordo com seu perfil | Vida sem Paredes

  3. Quanto tempo durou o circuito janela do céu?
    Desde já obrigado

  4. Muito Bacana as dicas!! Estou querendo ir no feriado de 7 de setembro.

  5. Gostaria de saber se o roteiro para janela do céu é muito cansativo ? Pois estarei indo no proximo final de semana e como nao estou muito acostumada a caminhar estou com medo de passar mal.
    Outra duvida, ha lanchonetes pelo caminho ?

    • Olá! São cerca de 16 km de ida e volta, com alguns trechos bem íngremes. É recomendável ter preparo físico para ir. A lanchonete/restaurante fica na parte baixa do parque, mais perto do estacionamento e do centro de atendimento. É preciso levar lanche e água para a trilha. Abraços

  6. Ola! Qual o nível de dificuldade par os circuitos das águas e Pico do Pião? São 5 e 6km só de ida ou o trecho completo com a volta? Caminho bem, mas não tenho pique para muita subidas.

    • Olá! As distâncias são só de ida, e o circuito mais fácil é o das Águas, que tem trechos bem próximos do restaurante e sem muitas subidas. O circuito Pico do Pião tem subida moderada e o Circuito Janela do Céu tem subida pesada. Abraços

  7. Existem bifurcações em algum desses Circuitos? Pessoas que nunca foram ao Parque conseguirão acessar os pontos sem nenhum problema? Independente dos níveis leve, moderado e pesado.

    • Olá Bruna! Existem bifurcações, mas esses três circuitos são todos sinalizados, é só seguir as placas, e as trilhas são bem abertas e marcadas, o parque é muito bem estruturado! Aproveite bastante, você vai adorar!

      abraços

  8. Olá! Adoro Minas! Quero muito conhecer Ibitipoca, mas só tenho férias em Janeiro… ano passado desisti de Ibiti e Capitólio pq a previsão era chuva e não combina… estava querendo tentar semana que vem Ibitipoca! Sabe se nessa época está muito chuvoso? Seria frustrante ir e não poder fazer as trilhas e entrar nas cachoeiras…
    Obrigada!!!

  9. Ibitipoca é um passeio recomendado para pessoa sozinha e sem carro?

    • Oi! Claro que sim! O parque fica a 3km da vila e você pode pegar um táxi para lá. Uma vez dentro do parque, as cachoeiras são acessíveis, as trilhas são sinalizadas e autoguiadas, você vai ver bastante gente. Além disso, a vila é animada a noite e os bares ficam cheios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *