• Pacotes para Trilha Inca Machupicchu e Trilha Salkantay

Onde ficar: Maromba ou Maringá?

 

Decidir entre ficar em Maromba ou Maringá é o primeiro impasse de quem vai conhecer a região de Visconde de Mauá. A região ficou famosa sob o nome de apenas uma das vilas – Visconde de Mauá – nome que na verdade abrange toda a região e abriga diversas vilas (incluindo Penedo) e vales nos pés da Serra da Mantiqueira. Entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, na divisa com o Parque Nacional de Itatiaia, a região atrai muitos visitantes durante todo o ano e tem como referência a cidade de Resende, no sul do Estado do Rio de Janeiro.
Duas das vilas mais próximas entre si, Maromba e Maringá disputam os visitantes que buscam lugarejos pequenos, cachoeiras e o friozinho romântico da serra. Cachoeiras e piscinas naturais de águas cristalinas é o que não faltam, mas o local tem muito mais a oferecer, e é justamente isso que você deve levar em conta antes de procurar hospedagem.
Esse post vai colocar todas as cartas na mesa para facilitar a tomada de decisão – Maromba ou Maringá – de acordo com o que você busca e espera em determinado passeio na região.
Basicamente, há 3 pilares para se levar em conta:

 

Hospedagem X Gastronomia X Atrações

 

Maromba ou Maringa: vilas da região de Visconde de Mauá

 

1. Distância entre as vilas

 

Ao subir a serra a primeira vila é Visconde de Mauá. Depois de 5 Km está a vila Maringá. Até aqui a estrada é sinuosa, porém toda asfaltada. Mais 3 Km para a frente vem a vila Maromba, mas esse último trecho é de terra e cascalho.

 

Vida sem Paredes - Maromba ou Maringá (1)

Estrada Maromba-Maringá

 

2. Há mais cachoeiras perto de Maromba do que Maringá

 

Santa Clara, Toca da Raposa, Véu de Noiva, Poção 7 Metros e Escorrega são as cinco mais conhecidas e acessíveis. As duas primeiras ficam em uma estrada à direita de quem vai de Maringá para Maromba. Mais ou menos no meio do caminho entre as duas vilas, essa estradinha transpassa uma ponte de madeira e então, desse ponto para frente, a distância até a cachoeira Santa Clara e a Toca da Raposa é a mesma, não importa de qual vila você vem. Já as três últimas estão na parte alta da vila de Maromba.
Conclusão: ficando em Maringá, você estará mais distante das cachoeiras que ficam em Maromba, e estará praticamente à mesma distância das cachoeiras que ficam “no meio do caminho”. Ou seja, se você vai de carro, não faz diferença, mas se vai de ônibus, atente-se para o fato de vai andar menos se ficar em Maromba. Há também aqueles que preferem aproveitar para caminhar a pé, e não é má ideia: os lugares para estacionar perto das cachoeiras são cheios. Para manobrar então, nem se fala. E se o intuito é buscar tranquilidade, vale a pena fugir desse trânsito que não fica longe do das cidades. Se for andar a pé entre as vilas, o único ponto negativo é a poeira dos carros na estrada. Aí a dica é fugir dos horários de pico, indo bem cedinho e voltando antes do fim da tarde. De quebra, pega as cachus ainda vazias!

 

Onde ficar: Maromba ou Maringá? - Poção 7 Metros

Poção 7 Metros

 

3. Maringá tem mais e melhores pousadas

 

A infraestrutura é melhor em Maringá. O número de pousadas é grande e em toda esquina uma delas chama a atenção. Quem busca conforto máximo deve escolher Maringá. Ou quem decide de última hora, pois é mais fácil achar vaga quando a demanda é maior né!? Em Maromba tem menos pousadas, mas tem muitos campings, então, se essa é sua vibe, Maromba é a escolha. Em Maringá tem apenas um camping dentro da cidade, mas muito bem organizado. Na estrada entre as duas vilas também tem campings e pousadas.

 

4. Maringá tem uma Alameda Gastronômica! <3

 

É isso mesmo! Uma rua inteira de restaurantes atrativos para te deixar com água na boca enquanto tenta se decidir em qual entrar. As especialidades são trutas e fondue, mas tem de tudo. Pizzas, massas, pratos a La carte, petiscos, sempre com bons vinhos e cervejas especiais.

Já em Maromba as opções de restaurantes é menor, mas as que existem são capazes de atender bem. Vale a pena citar o La Bella Cucina, pois oferece tanto self-service, quanto entradas, pratos executivos, carnes nobres, pizzas, massas, peixes, chopp artesanal, cervejas especiais etc. Completo!
Em Maromba o clima é mais de bar. Tem alguns mais simples, em que a galera fica bebendo na rua mesmo, e tem até gente bebendo cerveja na mercearia durante o dia. Então, se você quer comer melhor, ter mais variedade de escolha, e está disposto a gastar mais, sua noite será completa em Maringá. Se você busca badalação despojada e brindes com a galera, escolha a noite de Maromba. E aqui abrimos um parêntese para falar da noite em si. Maringá tem aquele clima de sofisticação, a música ao vivo nos bares é de extremo bom gosto, luz de velas, ar romântico…mas não pense que só atrai casais. A noite em Maromba é mais irreverente e encanta os mais jovens. Uma coisa que não pode passar despercebida: a cervejaria artesanal Maresia de Mauá, que fica em Maringá. Para os apreciadores, fica a dica.

Onde ficar: Maromba ou Maringá

Maringá

Vida sem Paredes - Maromba ou Maringá (4)

Maromba

 

Balanço geral até aqui: Se Maringá perde em distância para as cachoeiras, ganha em opções de hospedagem e alimentação. Sua escolha vai depender do que é prioridade para você.

 

5. Todo o resto

 

Outros detalhes que fazem parte das viagens, como passeios e lembrancinhas, também podem influenciar. Em Maringá tem empresas de passeio, canoagem, trekking etc. Também tem mais lojinhas de artesanato e diversos pontos que vendem cachaças, queijos, geleias, pimentas e todas essas coisas que adoramos levar para casa. São muitas opções. Em Maromba não há tantas, mas o Jeca Tatu representa a categoria, e bem: você pode degustar as cachaças, doces e queijos para decidir qual levar. Para os indecisos como eu… rs… cuidado! As cachaças têm sabores tão inusitados que foi preciso duas doses de cada para conseguir escolher.

 

Vida sem Paredes - Maromba ou Maringá (5)

Restaurante Jeca Tatu, suas cachaças e geleias

 

6. Item extra (só para os bobos)

 

Em Maringá tem uma ponte que separa a vila. De um lado é Minas e do outro é Rio. Não é possível que só eu em tanta gente no mundo acha o maior barato lugares assim. “Agora tô em Minas, agora tô no Rio!” Óbvio que eu fiquei pra lá e pra cá nessa ponte!

A conclusão é que as duas vilas são ótimas, cada uma com suas particularidades, e espero que esses tópicos do Vida sem Paredes te ajudem a decidir em qual delas ficar. Ou ficar primeiro, porque deve ter mais gente nesse mundo que, como eu, vai primeiro pra uma, e depois para a outra. Se ainda não conseguiu decidir se vai ficar em Maromba ou Maringá, deixe uma mensagem com a sua dúvida e eu tento ajudar. Boa viagem!

Vida sem Paredes - Maromba ou Maringá (9)

Cachoeira do Escorrega

Vida sem Paredes - Maromba ou Maringá (2)

Cachoeira do Escorrega – Maromba

Vida sem Paredes - Maromba ou Maringá (7)

Cachoeira Véu da Noiva

 

Onde se hospedar

 

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opções de cancelamento gratuito e pagamento no check-in. A região tem muitas opções e você pode conferir a lista aqui.



Anote

 

Remorini Turismo de Aventura
Aluguel de quadriciclos, boia cross, rapel, passeios de land rover com vários roteiros entre R$ 60,00 a R$ 180,00. Aceita débito e crédito – (24) 3387-8465 / 99987-2110

Vida sem Paredes - horários de ônibus Maromba ou Maringá

 

Como chegar em Maromba ou Maringá

 

De ônibus, partindo do Rio de Janeiro, a viação Cidade do Aço (24-3354 2387) vai até Maromba. Das demais cidades, o melhor é ir até o Graal de Resende e pegar a linha Maromba da viação Resendense (24-3354 1878) que passa nas três vilas. A passagem custou R$ 7,70 (janeiro de 2016) e os horários estão ao lado. Para embarcar, vá até a plataforma 26 e desça a escada à esquerda. No meio do pátio há umas tendas brancas e o ônibus para ali.

De carro, o principal acesso para quem vem de SP ou RJ é pela Dutra, no km 311, entre as cidades de Resende(RJ) e Itatiaia (RJ). Saindo da Dutra, vem a RJ-163 (Rodovia Coronel Tramujas Mader) e é só manter na preferencial e seguir as placas da serra para Visconde de Mauá.
Para quem vem de Juiz de Fora há 2 opções: pela BR-267 até Liberdade, e a partir daí, seguir em direção a Bocaina de Minas, Santo Antônio, Mirantão, e Visconde de Mauá. O trecho entre Bocaina e Mauá é de estrada de chão com alguns buracos. Ou pela Rodovia de Aço, passando por Três Rios em direção a Volta Redonda, depois seguir pela Dutra (sentido São Paulo), e pegar a saída 311 – Penedo/Visconde de Mauá.
 
Precisa alugar um carro para vistar Maromba ou Maringá? Compre os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele em até 12x sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com
 

Organize sua viagem aqui no vida sem paredes

Faça uma cotação de seguro viagem, compare os preços de várias seguradoras e pague em até 12x ou com desconto no boleto bancário no Seguros Promo. Use nosso cupom de desconto e viaje tranquilo: VIDASEMPAREDES5

Ao reservar com um de nossos parceiros através dos nossos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3


Distâncias até a Região de Visconde de Mauá – RJ:
427 Km de Belo Horizonte – MG
198 Km de Juiz de Fora – MG
39,3 Km de Resende – RJ
210 Km do Rio de Janeiro – RJ
310 km de São Paulo – SP

Maromba ou Maringá – RJ: 220V | altitude variada acima dos 1.000 m.

Data da viagem: Janeiro de 2016

 

Por Camila Coubelle

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

12 Comments

  1. Pingback:5 cachoeiras em Visconde de Mauá | Vida sem Paredes

  2. Pingback:Penedo: 5 programas clássicos | Vida sem Paredes

  3. Bom dia, gostei muito da Pousada das Araucárias, ela fica em Santa Clara entre Maringá e Maromba, fica a 3Km do centrinho de Maringá, assim informado pela pessoa responsável. Ainda estamos muito em dúvida, se ficamos em Penedo ou Visconde de Maua, ja que nosso período de estadia sera bem curto. O que nos indica? Penedo ou Visconde de Maua? Essa localização da Pousada é boa? Por favor me de umas dicas.
    desde ja agradeço.

  4. stephanie buchholz

    Boa tarde, teria algum camping em maromba próximo a vila para me indicar, estava olhando o barragem’s camping. Vou para lá em julho e ainda não sei se fico em maromba ou maringá, antes de ver seu blog ia para maringá mas agora estou na dúvida pois prefiro os lugares mais tranquilos.

    • Oi Stephanie! Eu vi que existem campings na estrada entre Maringá e Maromba, e tb existem vários em Maromba, mas não saberia indicar pois fiquei em Maringá. Em questão de tranquilidade, acho que as duas vilas são iguais e recebem a mesma quantidade de pessoas…

  5. Olá Camila,
    Optei em ficar na pousada da Gruta em Maromba, pretendo visitar o centro de Maringá a noite, a estrada a noite é perigosa?

  6. Antonio Carlos Dias

    Vc poderia me informar algumas pousadas no centro de Maringá? Quero levar minha esposa que não conhece, prefiro ficar no centro para deslocamento acho melhor.

    • Oi Antonio Carlos! Indicamos o Hotel e Pousada Cruzeiro do Sul, que fica quase esquina com a avenida principal, mas num trecho mais tranquilo, ainda assim, perto de tudo para se locomover a pé. Abraços

  7. Ajudou bastante. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *