Conheça Itamonte: cachoeiras e ecoturismo no sul de MG

 

 

Itamonte é uma das cidades do sul de Minas Gerais com vocação para o turismo rural, o repouso e o ecoturismo. É conhecida por ser entrada para a parte alta do Parque Nacional de Itatiaia, onde estão alguma das montanhas mais altas de Minas e do Brasil. Também é conhecida por suas várias cachoeiras, pela tranquilidade, pelo frio e pelas belezas características de quem está aos pés da Serra da Mantiqueira.

A cidade fica a cerca de 75 quilômetros de Resende, no interior do Rio de Janeiro e a 430 da capital, Belo Horizonte. Faz parte do Caminho Velho da Estrada Real, do Circuito Terras Altas da Mantiqueira e do CRER  – Caminho Religioso da Estrada Real.

Confira as dicas, conheça as atrações e como chegar nas trilhas e cachoeiras de Itamonte. Veja o mapa no final.

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais

Vista de Itamonte: cidade do sul de Minas Gerais

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Cachoeira da Fragária

Cachoeira da Fragária: 100 metros de queda

 

O que fazer em Itamonte, sul de Minas Gerais:

 

  1. Parque Nacional de Itatiaia (PNI)

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Parque Nacional de Itatiaia

Cume do Pico das Agulhas Negras, no Parque Nacional de Itatiaia

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Parque Nacional de Itatiaia

Cachoeira do Aiuruoca, no Parque Nacional do Itatiaia

 

O Parque do Itatiaia abrange regiões dos estados de Minas e Rio, em várias cidades do entorno. Mas a entrada para a “parte alta” desse que é o primeiro parque nacional do Brasil, criado em 1937, fica na Garganta do Registro, a 20 quilômetros do centro de Itamonte.

O parque oferece trilhas de diferentes níveis de dificuldade além de várias vias de escalada. É lá que estão o Pico das Agulhas Negras, 5º ponto mais alto do país, a Pedra do Sino de Itatiaia, Morro do Couto, Pedra do Altar, Maciço das Prateleiras e diversas outras formações rochosas surpreendentes.

Da Garganta do Registro são cerca de 13 quilômetros em estrada de terra em condições razoáveis até o Posto Marcão, onde está a portaria do parque. A entrada custa R$ 16,00 para brasileiros e a parte alta funciona das 7h às 17h. Confira mais informações e como chegar abaixo:

 

Leia também:

Trilha do Pico das Agulhas Negras

Trilha da Pedra do Sino de Itatiaia

 

  1. Garganta do Registro

 

A região a 1.669 metros de altitude, além de ser a entrada para o PNI, marca a divisa entre Mina Gerais e Rio de Janeiro, em plena BR-354. O local é uma atração à parte. É impossível passar por ali e não parar para saborear um pastel frito na hora. Ainda tem pamonha, milho cozido, café, cachaça, mel e diversos tipos de queijos artesanais da região. Você verá as lojinhas e a movimentação de viajantes, que, se não estiverem visitando a região, estão fazendo um pit stop.

 

  1. Pedra do Picu

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Pedra do Picu

Pedra do Picu, 2.151 metros de altitude

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Pedra do Picu

A entrada da trilha é nesse portão à esquerda

 

E ela que dá nome a cidade: significa “Pedra do Monte”. Com 2.151 metros de altitude, a pedra com formato peculiar serviu de orientação para os bandeirantes na rota do ouro. O monumento natural pode ser avistado de vários pontos e a entrada para a trilha de 2 quilômetros até sua base fica no bairro Engenho da Serra. Até o cume são 120 metros de escalada, mas a visão da base já é surpreendente.

A trilha é bem marcada, tem sinalização e há placas indicando a entrada do bairro, a cerca de 15 quilômetros do centro, entre Itamonte e Garganta do Registro, entre os Km 769 e 768.

 

  1. Cachoeira da Fragária

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Cachoeira da Fragária

Cachoeira da Fragária vista da estrada da Volta dos 80

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Cachoeira da Fragária

Base da Cachoeira da Fragária. O poço maior está escondido acima.

 

Essa é a maior e mais incrível cachoeira de Itamonte, com quase 100 metros de uma queda cinematográfica. A Cachoeira da Fragária pode ser avistada do alto, na estradinha belíssima cercada por araucárias rumo ao bairro rural Fragária. Está a cerca de 33 quilômetros de Itamonte e a 1.350 metros de altitude.

Também é possível descer pelo pasto, adentrar uma pequena mata bem íngreme (se agarrando nas raízes e troncos) e chegar até a base da cachoeira. É uma aventura, mas o poço para banho é ótimo. O poço fica logo acima do ponto de chegada, atravessando a água pelas pedras e subindo pela margem esquerda da cachoeira.

De todos os pontos a vista é sensacional! São cerca de 30 minutos de descida até a cachoeira do rio Aiuruoca que nasce no alto do Parque do Itatiaia e passa pelo bairro Fragária em um majestoso cânion.

A cachoeira da Fragária fica no bairro rural Campo Redondo, e o melhor acesso é pela Estrada para Alagoa e Aiuruoca. Há placas indicativas na estrada e em frente ao Bar do Barbosa, já no bairro. Aliás, vale a pena almoçar a comida caseira de lá, e na volta, ainda comer um pastel frito na hora.

 

Leia também: Como chegar na cachoeira da Fragária

 

  1. Bairro rural Campo Redondo

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: bairro Campo Redondo

Bairro Rural Campo Redondo

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: bairro Campo Redondo

Igreja São Sebastião, no Campo Redondo

 

Os bairros rurais de Itamonte são realmente muito bonitos, em vales profundos, cercados de montanhas da Mantiqueira. São bem sinalizados e valem a visita. Mas o Campo Redondo é o mais bonito deles, na minha opinião! A igrejinha é uma graça. Tanto que o bairro é uma das mais belas passagens da Volta dos 80. A dica é parar o carro logo depois que avistar o bairro para admirá-lo do alto e conseguir enxergar o “campo redondo”.

Outros bairros são Fragária, Monte Belo, Vargem Grande, Fazenda Velha, Colina, Capelinha, Conquista de Baixo, Conquista de Cima, Engenho da Serra, Ribeirão do Ouro, Monteiro, Paiol de Cima, Paiol de Baixo, Cachoeirinha, Boa Vista, Vale dos Lírios, entre outros.

 

  1. Volta dos 80

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Volta dos 80

Trecho calçado da Volta dos 80: passa por uma das entradas do Parque Estadual da Serra do Papagaio

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Volta dos 80

Um dos belos trechos de terra da Volta dos 80

 

O percurso circular de 80 quilômetros que começa em Itamonte e segue para a Garganta do Registro, passando pela estrada do Parque Nacional do Itatiaia é uma das principais atrações da cidade. Parte em estrada de terra e parte em calçamento de bloquetes, o circuito off-road passa por diversos bairros rurais, como Serra Negra, Fragária, Campo Redondo, Cachoeirinha e outros. Nesses bairros gracinhas se localizam importantes atrativos turísticos de Itamonte, como a Cachoeira da Fragária e Cachoeira da Pedra.

Fizemos os 40 quilômetros da parte calçada e vale muito a pena! Os bairros são lindos, com aquele ar de interior que só dá pressa de ficar.

 

  1. Brejo da Lapa

 

O Brejo da Lapa é conhecido por causa da Casa de Pedra, construção diferente, toda em pedras, edificada no início da década de 50 por Getúlio Vargas. Ali perto está uma linda cachoeira com lago que já foi cenário de novelas.

Fica na Estrada do Parque Nacional do Itatiaia, 8 quilômetros após o início. Há placas indicando a bifurcação à esquerda para o Brejo da Lapa.

 

  1. Cachoeira do Escorrega

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Cachoeira do Escorrega

Cachoeira do Escorrega

 

Essa cachoeira fica no bairro Morro Grande, a 14 quilômetros do centro, e tem vários poços agradáveis e um escorregador natural de cerca de 10 metros. Fica no caminho para o bairro Campo Redondo e há placas na estrada indicando a entrada para uma estrada de terra de 3,8 quilômetros em boas condições.

 

  1. Outras cachoeiras em Itamonte

 

A cidade é cheia de quedas maravilhosas e as cachoeiras ficam nos bairros rurais, que têm placas indicativas. A dica é pegar um mapa na Secretaria de Turismo, que fica ao lado da Igreja Matriz, ou nos estabelecimentos comerciais. Como a secretaria estava fechada no fim de semana, conseguimos um mapa ali perto da igreja e nos orientamos muito bem.

A Cachoeira da Conquista, Cachoeira do Morundanga, Cachoeira do Zé do Juca, Cachoeira dos Braga (outra famosa), Cachoeira do Otávio e várias outras são acessíveis por carro e caminhada leve, e muitas ficam no entorno da cidade, a cerca de 10 quilômetros do centro. Várias delas são procuradas para canyoning e rapel.

 

> Secretaria Municipal de Turismo: 35 3363-3010

 

  1. Igreja Matriz São José 

 

O que fazer em Itamonte, Sul de Minas Gerais: Igreja Matriz

Igreja Matriz de Itamonte

 

Chama a atenção por suas formas e sua torre. Em frente há uma placa do CRER – Caminho Religioso da Estrada Real. Ao lado está a Casa da Cultura Liberato Torino.

 

Mapa de atrações e cachoeiras em Itamonte:

 

Clique para ver em tamanho maior. Solicite o seu na Secretaria de Turismo da cidade ou nos estabelecimentos.

 

DICAS

> A Travessia da Serra Fina termina em Itamonte, no Sítio do Pierre, bem perto da Garganta do Registro.

> Itamonte é uma das portas de entrada para o Parque Estadual da Serra do Papagaio, onde estão o Pico do Garrafão, as serras do Garrafão e do Papagaio e o Vale do Matutu.

> Aproveite a gastronomia mineira, incrementada com trutas e pinhões, típicos de regiões frias.

> Se precisar de guia para as trilhas da região, anote o contato do Felipe, do Hostel Picus, um abrigo de montanha a 5 quilômetros da Garganta do Registro. WhatsApp: (35) 99114-2525

 

Como chegar em Itamonte

 

Os aeroportos mais próximos de Itamonte são os do Rio de Janeiro, a pouco mais de 200 quilômetros. São Paulo está a cerca de 270 quilômetros. Resende é a maior cidade de referência.

De carro a partir do Rio de Janeiro ou de São Paulo, o acesso é pela Rodovia Presidente Dutra (BR-116) até o distrito de Engenheiro Passos. Em seguida, pela BR-354 em direção a Caxambu. O trajeto passa por Resende e Itatiaia, onde há um posto de pedágio (R$ 13,80 em abril/2017). Fique atento à saída 330 em Engenheiro Passos.

Já quem vem de São Paulo passa por Queluz e segue até a mesma saída. São mais 43 quilômetros até Itamonte, passando pela Garganta do Registro.

 

Precisa alugar um carro para visitar Itamonte? Compare os preços das principais locadoras, pague em reais sem IOF e parcele em até 12x sem juros no cartão ou garanta 5% de desconto no boleto à vista no Rentcars.com

 

De ônibus, a viação Sampaio liga Rio de Janeiro a Itamonte, viação Cometa liga Juiz de Fora a Resende e São Paulo a Itanhandu. Dessas duas últimas cidades há ônibus que passam em Itamonte. [ Alguns contatos: Taxi Mirinho Itamonte (35) 99117-1898 | Geraldo Viação Sampaio Itamonte (35) 99184-2303 ].




Onde se hospedar

 

Itamonte tem alguns hotéis no centro da cidade, campings nas áreas rurais e abrigos de montanha.

Reserve sua hospedagem em Itamonte ou em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opções de cancelamento gratuito e pagamento no check-in através da Booking.com

 


 

Organize sua viagem aqui no vida sem paredes

Faça uma cotação de seguro viagem, compare os preços de várias seguradoras e pague em até 12x ou com desconto no boleto bancário no Seguros Promo. Use nosso cupom de desconto e viaje tranquilo: VIDASEMPAREDES5

Ao reservar com um de nossos parceiros através dos nossos links citados acima, recebemos uma pequena comissão. Você garante os melhores serviços e preços, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a continuar compartilhando dicas de viagem. Muito obrigada e boa viagem! <3

 

Itamonte, Minas Gerais: cerca de 15 mil habitantes
Data da viagem: outubro de 2017

 

por Camila Coubelle

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *