8 iguarias tradicionais da culinária mineira

 

Minas Gerais é lugar de se comer de olhos fechados! A culinária mineira tem sabores aclamados nos quatro cantos do país e só de ouvir falar em panela de pedra e fogão à lenha já se pode esperar coisa boa. Nós já viajamos muito pelas montanhas de Minas e provamos desse tempero que só dá pressa de ficar. A gastronomia mineira é tão especial que além dos pratos conhecidos como o frango com quiabo ou o tutu com angu e couve, encontrados por todo o estado, algumas cidades ficaram conhecidas por tal prato, doce ou outra especialidade. É o caso dos queijos da Serra da Canastra, por exemplo. Preparamos uma lista de verdadeiras iguarias típicas de um lugar para você provar em suas viagens por Minas.

 

8 iguarias da culinária mineira:

 

1. O ROCAMBOLE DE LAGOA DOURADA

 

Confesso que só quando estive em Lagoa Dourada a trabalho é que tomei conhecimento da sua especialidade: rocambole. Ingenuidade minha! Na terra do rocambole, as placas convidando para experimentar “O legítimo rocambole” me chamaram a atenção desde a entrada da cidade que faz parte da Estrada Real e – lógico! – fui provar. São muitos sabores. Além do tradicional doce de leite, tem de goiabada, chocolate, coco, nozes e toda a criatividade de sabores, todos deliciosos. Em algumas lojas você pode degustar para decidir qual levar, mas mesmo pagando, a fatia era baratinha e bastante generosa. Impossível não comprar um inteiro para levar para casa. Lá, conheci a história da receita que foi passada de pai para filho e do surgimento de vários estabelecimentos, até a cidade ficar conhecida como a “capital nacional do rocambole”. A loja “o Legítimo Rocambole”, onde tudo começou, é a mais conhecida, mas são muitos lugares para se deliciar com essa iguaria na cidade. E tem até uma filial na saída de São João Del Rei, na BR-265, n° 245. Para unir uma viagem agradável a um banquete de rocamboles, visite a cidade durante a Festa do Rocambole e Mostra Cultural, que acontece anualmente.

 

2. O PÃO DE QUEIJO DE PARACATU

 

Pão de queijo é um dos primeiros que vem à cabeça quando o assunto é culinária mineira. A receita feita com polvilho, que combina com qualquer hora do dia já ganhou o mundo. Mas em Paracatu, quase na divisa com Goiás, a diferença está no modo de preparo, sem ser escaldado (técnica de preparo). A cidade ganhou fama como a “capital mundial do pão de queijo” e conta com muitas lojinhas vendendo essa delícia.

Mas quem cruza as estradas que cortam as montanhas mineiras adora quando encontra uma placa que diz “Pão de Queijo”. Então, fica também a dica de um lugar que já virou parada obrigatória para quem passa na altura de Barbacena, zona das vertentes de Minas Gerais. É o “Nosso Pão de Queijo”. Aquela paradinha para um cafezinho acompanhado de um pão de queijo na chapa e recheado já faz até parte de muitos roteiros de viagem. Cinco minutos lá dentro e a gente já percebe os diversos sotaques que confirmam que os viajantes não resistem a um pão de queijo mineiro.

 

vida-sem-paredes-culinaria-mineira-3

 

3. O PÃO DE CANELA DE IBITIPOCA

 

Não há quem tenha ido à Conceição de Ibitipoca, distrito de Lima Duarte, e não tenha ouvido falar no famoso pão de canela de lá. Afinal de contas, em cada canto há uma padaria, pousada ou residência anunciando essa delícia. Ao recheio de canela se juntaram muitos outros e, sinceramente, ainda não consegui decidir se o meu preferido é o de chocolate, o de goiabada ou o de banana com canela. A quitanda já é tão apreciada quanto os atrativos naturais da vila, e as receitas são tradicionais e passadas por gerações. O pão de canela de Ibitipoca é macio e recheado com vários sabores, tem cerca de 25 centímetros de comprimento e custa barato, a partir de 5 reais. Não deixe de provar quando for conhecer a vila e os circuitos do Parque Estadual de Ibitipoca.

 

4. OS QUEIJOS DE CRUZÍLIA

 

Cru o quê? Você pode até não estar familiarizado com o nome dessa cidadezinha do sul de Minas, mas provavelmente já teve a sorte de saborear algum de seus tradicionais queijos. O gorgonzola Faixa Azul, um dos meus preferidos, é também um dos mais famosos. A cidade produz queijos há mais de 50 anos, já liderou o Ranking Nacional dos Melhores Queijos do Brasil e já faturou prêmios nacionais dessa especialidade mineira. Não é difícil encontrar os queijos de Cruzília em supermercados e empórios da região Sudeste, mas se você tiver a chance de visitar o sul do estado, não deixe de passar por lá e parar no empório que vende direto da fábrica. Além de degustar os queijos e comprar com preço mais barato, tem um monte de produtos gourmet para levar para casa.

[ DICA ] Leia também: Cruzília: a cidade dos queijos deliciosos

 

Vida sem Paredes - queijos Cruzília (2)

 

5. AS CACHAÇAS DE SALINAS

 

Já percebeu que as grandes delícias da culinária mineira nasceram em cidadezinhas? Salinas, no Vale do Jequitinhonha, é mais uma pequena cidade que virou “capital nacional”. Sua especialidade? A cachaça. Berço de marcas famosas mundialmente, Salinas ganhou fama não só pela qualidade, mas por sua grande produção. São dezenas de rótulos, entre eles, a Cachaça Seleta, a mais vendida no Brasil. Tem até o Festival Mundial da Cachaça, que acontece em junho e tem presença de stands de diversas marcas, com degustação, venda, palestras e shows musicais. Salinas produz cinco milhões de litros de cachaça por ano e merece de olhos fechados o título de terra da cachaça, pois brindou ao mundo rótulos premiados com o sabor de quem sabe o que faz. Quem me conhece sabe que eu adoro cachaça, e para esquentar o frio das serras de Minas, nada melhor que degustar uma típica e autêntica bebida mineira.

 

vida-sem-paredes-culinaria-mineira-4

 

6. O QUEIJO DA SERRA DA CANASTRA

 

Esse queijo feito de leite cru é mais um produto típico mineiro famoso no resto do país. Seu sabor forte e encorpado, sua massa compacta, sua produção artesanal, sua receita exclusiva de mais de 200 anos e sua fama que conquista os paladares fizeram dele patrimônio cultural imaterial brasileiro, pelo IPHAN. Quando estivemos em São Roque de Minas, onde o terroir perfeito da Serra da Canastra estimula os mais de 700 produtores a elaborar os tradicionais produtos que contam muito da história de Minas, experimentamos alguns queijos deliciosos, entre o canastra tradicional e o canastra real, com diferentes etapas de maturação. Somente em sete cidades da Serra há o título de indicação geográfica que dá aos queijos produzidos ali o selo de origem do autêntico queijo canastra, alguns deles, premiados nacional e internacionalmente. Ao visitar as fazendas de lá, é possível conhecer o processo de fabricação, degustar essas iguarias e levar para casa algumas peças de um delicioso e genuíno queijo mineiro.

 

vida-sem-paredes-culinaria-mineira-2

 

7. O CAFÉ DA SERRA DO CAPARAÓ

 

A cada 50 metros na cidade de Alto Caparaó, encontramos uma cafeteria que vende o café produzido ali, nas condições climáticas perfeitas para o grão arábica. Ainda no caminho avistei as montanhas cobertas por plantações e logo que pisei lá, desejando falar com alguém depois de caminhar os últimos quilômetros do Caminho da Luz sozinha, perguntei para a primeira pessoa que encontrei: “Oi! Você é daqui?” Ela respondeu: “Não, sou de São Paulo, estou aqui pra colheita.” E assim eu fiquei sabendo que a maioria das pessoas na rua era de outros lugares e estavam ali pelo mesmo motivo. Alguns me recomendaram onde encontrar o melhor café para levar para casa e se você é apaixonado pela bebida, saiba que a cidade é referência em cafés especiais. O café bicampeão do Coffee of The Year é de lá. Como a cidade é cheia de atrativos e casa do Pico da Bandeira, vive essencialmente do turismo. Então, quando visitar a região, separe lugar na bagagem para levar alguns cafés para casa.

No sul de Minas a produção de café também é destaque nacional, mas como essa lista já cita os deliciosos queijos da região, resolvemos “circular” mais pelo estado.

 

8. OS DOCES DO CHICO DOCEIRO DE TIRADENTES

 

A modéstia da lojinha da Chico Doceiro na Rua Francisco P. de Morais, nº 74, no centro da cidade histórica de Tiradentes contrasta com os ricos sabores dos doces desse simpático senhor. Há mais de 50 anos mexendo os tachos, Seu Chico se tornou referência e já foi tema de inúmeras reportagens. Quem visita Tiradentes, dificilmente resiste ao canudinho de doce de leite, às cocadas, beijinhos, cajuzinho, brigadeiros e outras delícias feitas no fogão de lenha como tantas receitas típicas da cozinha mineira. O doce caseiro do Chico doceiro faz jus ao estilo e é feito em família, junto com sua esposa e filho. É bonito de ser ver o jeito que ele faz os doces com tanto amor! A fama é merecida e se for a Tiradentes, cuidado para não exagerar: os doces são baratinhos e de se comer de joelhos.

 

Seu Chico e o famoso canudinho de doce de leite

vida-sem-paredes-mapa-culinaria-mineira

Iguarias da culinária mineira nos 4 cantos de Minas Gerais

 

E você? Conhece algum prato delicioso e típico de algum lugar de Minas Gerais? Conta pra gente! E não esqueça de compartilhar essas dicas com aquela pessoa que também é turista gastronômica!

 

Eu sei que existem inúmeras outras delícias e não caberiam aqui todos os adjetivos que essa – que é uma das mais apreciadas cozinhas do país – merece. Por mais que essa lista aumente, ela continuaria injusta, pois eu tenho convicção de que há muitas outras riquezas na mesa mineira. Mas confie em mim: vale à pena experimentar (e levar para casa) todas essas maravilhas da rica culinária mineira.


>> Veja as opções de hospedagem em Minas Gerais e reserve na Booking.com através desse link. (Ao reservar através de nossos links você ajuda o blog vida sem paredes a continuar compartilhando dicas de viagem sem pagar a mais por isso. Obrigada!)

 

>> Se precisar alugar um carro para visitar Minas Gerais, escolha o ponto de partida e compare os preços de todas as locadoras através desse link.

 

>> Faça uma cotação do seu seguro viagem através desse link e aproveite com tranquilidade. Use nosso CUPOM DE DESCONTO EXCLUSIVO e ganhe 5% de desconto no seu seguro.

Cupom: VIDASEMPAREDES5


Por Camila Coubelle

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *