• Pacotes para Trilha Inca Machupicchu e Trilha Salkantay

8 coisas para fazer em La Paz

La Paz é cheia de coisas para fazer, tanto dentro da cidade, quanto no entorno. São muitas atrações e lugares interessantes que vão te impressionar de muitas formas. Com as dicas abaixo, você vai conseguir montar um roteiro bem legal na cidade mais movimentada da Bolívia.

Vida sem Paredes - La Paz (13)

Panorâmica de La Paz

Vida sem Paredes - La Paz (9)

Calle Linares – Mercado de las brujas

 

O que fazer em La Paz:

 

1) Mercado das Bruxas

O nome já desperta a curiosidade. Mas pode ficar tranquilo, você não vai ver nada aterrorizante. Muito artesanato, presentes para levar para casa, itens etnográficos… Mas chega uma hora em que a gente cansa, porque em todas as lojas têm praticamente as mesmas coisas. Os preços variam pouco, mas vale a visita por ser o lugar mais emblemático de La Paz. É lá que você vai encontrar as ervas medicinais e fetos de lhama para levar pra casa. Brincadeira. Mas é por causa desses produtos vendidos lá que o mercado tem esse nome.

Vida sem Paredes - La Paz (11)

Na foto da direita, Calle Sagarnaga

2) Rua Sagarnaga

É onde tudo acontece em La Paz. Procure ficar nos hostels perto dela e você estará perto de tudo que vai precisar: os cafés, restaurantes e é onde fica a maioria das agências. Muitas lojinhas, vendedores ambulantes, enfim, é o ponto efervescente que eu aposto que vai encantar você na capital boliviana.

3) Chacaltaya

A antiga estação de esqui mais alta do mundo hoje está desativada, mas o passeio até o cume dos seus 5435 metros ainda vale muito a pena. Não há mais quase neve nenhuma, mas você pode ter a sorte de nevar justo na hora em que você estiver lá em cima, como aconteceu conosco. Mesmo antes de chegar lá, a gente se surpreende com as belezas do caminho: lagunas, lhamas, picos nevados… Há muitas agências oferecendo o passeio no centro de La Paz e as vans levam até quase o topo. Caminhamos apenas os 200 metros finais, mas prepare-se: é o suficiente para perder o ar. Fizemos com a Agência Buho’s, na Calle Sagarnaga, e pagamos Bs. 100 para o passeio conciliado com o Valle de la Luna. Confira como foi aqui.

Vida sem Paredes - La Paz (1)

Subindo

Vida sem Paredes - La Paz (4)

Uma visão surpreendente

4) Valle de la Luna

Nem é preciso explicar o porquê desse nome, então, enquanto não podemos ir à Lua, esse é um lugar paliativo para se visitar em La Paz. O sítio arqueológico atrai muitos turistas e o passeio não dura mais que uma hora. Sem conciliar com outra atração (nós conciliamos), é possível ir de táxi para lá, já que é bem pertinho e pagar o ingresso de Bs.15. Mas ir com guia é mais legal, pois ele explica cada ponto em que passamos. É um dos passeios mais procurados em La Paz. Confira como é aqui.

Vida sem Paredes - La Paz (5)

Pontes e mirantes conduzem o passeio

5) Ruínas de Tiahuanaco (Tiwanacu)

O sítio arqueológico que desperta tanta curiosidade sobre as esculturas gigantes meticulosamente trabalhadas – sabe se lá como – data de muito tempo, antes mesmo dos incas. A Puerta del  Sol, o Monolito de Fraile e o Templo semi subterrâneo são os pontos mais disputados pelos turistas. As agências cobram Bs. 290 para o passeio, incluindo guia, van, ingresso e almoço, mas preferimos ir por conta própria. Pagamos Bs. 15 na ida e Bs. 15 na volta nas vans que saem do ponto do cemitério, e Bs. 80 no ingresso, que também da direito a visitar o Sítio Puma Punku e 2 museus no povoado de Tiahuanaco. Fica a 72 quilômetros de La Paz e nos levou o dia todo. Há restaurantes em frente ao parque arqueológico. Veja fotos e descubra como é a visita aqui.

Vida sem Paredes - La Paz (12)

Ruínas Tiahuanaco: repare nas cabeças esculpidas e na Puerta del Sol ao fundo

6) MUSEF – Museu Nacional de Etnografia e Folclore

Em minha opinião, foi um dos museus mais interessantes que eu vi no nosso mochilão. Tem bastante da história dos povos pré-colombianos, legendas bem elucidativas e variedade – tecidos, máscaras, gorros, metais… enfim, tem muita coisa legal e não é preciso mais do que 2 horas para visitar o acervo que fica em uma construção de 1730. Entrada: Bs. 20. Confira o site aqui.

Vida sem Paredes - La Paz (3)

Vista de uma área externa (não era permitido tirar foto do interior)

7) Igreja de São Francisco

É o principal monumento histórico de La Paz, e nem preciso contar sobre sua beleza e imponência. Independente de crenças religiosas é preciso visitá-la para ficar boquiaberto, como eu, ao adentrar seu silêncio e avistar o “rebuscamento” de suas colunas e altares.

Vida sem Paredes - La Paz (2)

8) Andar de Teleférico

Não existe metrô em La Paz. Quem faz o papel do transporte rápido são os teleféricos. São 7 linhas sobrevoando a cidade tal qual um metrô e você escolhe para qual estação quer ir, pagando apenas Bs. 3. O interessante é o visual privilegiado por cima e a noção que a gente tem do tamanho da cidade. Ao voltar de Tiahuanaco, pegamos o teleférico na estação do cemitério e descemos na mais próxima do centro.

Vida sem Paredes - La Paz (14)

As montanhas nevadas ao fundo

Vida sem Paredes - La Paz (6)

Ainda no teleférico

Além dessas atrações turísticas de La Paz que eu citei, as agências oferecem passeios para várias atrações nas cidades da região. Caso você queira ficar em La Paz, é possível ir de lá para o Salar de Uyuni, a Isla del Sol e outros, e só em La Paz ainda tem coisa suficiente para ficar uma semana ou mais. Outras opções muito procuradas em La Paz são a Estrada da Morte, que não tive interesse nem coragem, e o nevado Huayna Potosí que, com seus 6.088 m. de altitude, é um dos pontos mais altos da Cordilheira dos Andes. Nesse eu ainda quero voltar!

Outras dicas para La Paz:

1. Ficamos no Hostal Intiwasi Backpackers na Calle Murillo, próximo da Sagarnaga, e pagamos Bs. 35 cada em quarto duplo, com banheiro compartilhado. Confira aqui onde se hospedar em La Paz. (Ao reservar usando os nossos links você nos ajuda a continuar compartilhando dicas de viagem e não paga a mais por isso. Obrigada!)

2. Precisa contratar um seguro viagem? Faça uma cotação através desse link, use nosso cupom de desconto exclusivo e ganhe 5% de desconto no seu seguro viagem. Cupom: VIDASEMPAREDES5

3. Um lugar muito interessante para comer é o Café Ângelo Colonial, na Calle Linares, ali perto da Sagarnaga. É todo decorado com objetos antigos e parece mais um antiquário.

4. Trocamos dinheiro na casa de câmbio próxima à Igreja São Francisco, onde também ficam vários ambulantes trocando moedas, mas também há casas de câmbio nas Av. 16 de Julio e Av. Ballivián.

Vida sem Paredes - La Paz (10)

Entrada do Ângelo Colonial

Vida sem Paredes - La Paz (8)

Bolivianos se divertindo hororores com um artista de rua na Plaza Mayor

Vida sem Paredes - La Paz (7)

Estação do Teleférico

Confira os preços dos ônibus e duração das viagens que fizemos durante o nosso mochilão na Bolívia e Peru aqui.

 

La Paz – Bolívia: 2 milhões de habitantes | 3.660 m. de altitude

Quando: Abril de 2016
Por Camila Coubelle

Sobre Vida sem Paredes

Um blog sobre descobertas e viagens, ou vice-versa.
Adicionar a favoritos link permanente.

4 Comments

  1. Pingback:Rumo aos 5 mil metros da Montanha Chacaltaya | Vida sem Paredes

  2. Pingback:Como é a visita às ruínas de Tiahuanaco? | Vida sem Paredes

  3. Pingback:20 curiosidades sobre a Bolívia | Vida sem Paredes

  4. Pingback:Passeios em La Paz: Valle de La Luna | Vida sem Paredes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *